Correio de Carajás

Romulo Maiorana Jr. não comanda mais O LIBERAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
4 Visualizações

O empresário Romulo Maiorana Jr., conhecido como “Rominho”, foi destituído do cargo de presidente da Delta Publicidade no último sábado (30). A decisão foi tomada em Assembleia Geral da Delta e sem a presença de “Rominho”, que se recusou a comparecer.

Nesta segunda-feira (2), Ronaldo Maiorana, irmão de Romulo e diretor Jurídico das Organizações Romulo Maiorana, assume a presidência do grupo de comunicação e sua irmã, Rosângela Maiorana, atual diretora de Distribuição do Jornal O LIBERAL, passa a responder pela vice-presidência da Delta Publicidade, que edita os jornais O LIBERAL e Amazônia e administra a TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará.

Uma fonte ligada ao Tribunal de Justiça do Pará informou, com exclusividade ao Diário on Line, que Romulo Maiorana Jr, contratou a banca do advogado Coelho de Souza, que havia conseguido uma liminar, concedida pela juíza da 9ª Vara Cível, Lailce Ana Marron da Silva Cardoso,  para cancelar a assembleia geral da Delta Publicidade. No entanto, o grupo dissidente composto também pelas irmãs Roberta Maiorana e Rose Maiorana (Rosana Maiorana vendeu suas ações em 2002), recorreu com um agravo de instrumento e o desembargador Roberto Moura concedeu decisão favorável à realização da assembleia geral ocorrida no último sábado. O processo segue em segredo de Justiça.

Leia mais:

CAIXA PRETA

A decisão da assembleia geral  da Delta Publicidade traz à tona a fissura que há muito tempo existe dentro do grupo de comunicação da família Maiorana. Por seu perfil centralizador, Rominho transformou a administração de O LIBERAL e da TV Liberal numa caixa preta, a qual os irmãos/sócios não tinham acesso a quase nenhuma informação.

A convocação da assembleia geral foi veiculada durante três dias no Jornal Amazônia e também no Diário Oficial do Estado. Romulo Maiorana Jr. também foi notificado da assembleia geral por telegrama e carta registrada, mas mesmo assim não compareceu.

Fonte ligada à família Maiorana consultada pelo DOL informou que Ronaldo, Rosângela, Rose e Roberta possuem hoje, juntos, mais ações que Rominho e Déa Maiorana, matriarca da família e que decidiu ficar imparcial neste momento de crise administrativa envolvendo os filhos.

A mesma fonte informou que já nesta segunda-feira, 2, deverão ser efetivadas algumas alterações no corpo administrativo da organização. Um dos que possivelmente deve deixar o jornal O LIBERAL é o diretor Industrial, João Pojucan Moraes, braço estratégico de Romulo Maiorana Jr dentro das Organizações Romulo Maiorana (ORM), que administra mais de 80 empresas.  

O próximo passo, segundo a fonte, é a contratação imediata de uma consultoria financeira para que seja feita uma avaliação da situação administrativa das empresas da Delta Publicidade. Há também a intenção de contratar uma empresa de planejamento empresarial.

Até a próxima quarta-feira, 4, a ata com as mudanças na composição da Delta Publicidade deverá ser registrada na Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa).

(Mauro Neto/DOL)

O empresário Romulo Maiorana Jr., conhecido como “Rominho”, foi destituído do cargo de presidente da Delta Publicidade no último sábado (30). A decisão foi tomada em Assembleia Geral da Delta e sem a presença de “Rominho”, que se recusou a comparecer.

Nesta segunda-feira (2), Ronaldo Maiorana, irmão de Romulo e diretor Jurídico das Organizações Romulo Maiorana, assume a presidência do grupo de comunicação e sua irmã, Rosângela Maiorana, atual diretora de Distribuição do Jornal O LIBERAL, passa a responder pela vice-presidência da Delta Publicidade, que edita os jornais O LIBERAL e Amazônia e administra a TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará.

Uma fonte ligada ao Tribunal de Justiça do Pará informou, com exclusividade ao Diário on Line, que Romulo Maiorana Jr, contratou a banca do advogado Coelho de Souza, que havia conseguido uma liminar, concedida pela juíza da 9ª Vara Cível, Lailce Ana Marron da Silva Cardoso,  para cancelar a assembleia geral da Delta Publicidade. No entanto, o grupo dissidente composto também pelas irmãs Roberta Maiorana e Rose Maiorana (Rosana Maiorana vendeu suas ações em 2002), recorreu com um agravo de instrumento e o desembargador Roberto Moura concedeu decisão favorável à realização da assembleia geral ocorrida no último sábado. O processo segue em segredo de Justiça.

CAIXA PRETA

A decisão da assembleia geral  da Delta Publicidade traz à tona a fissura que há muito tempo existe dentro do grupo de comunicação da família Maiorana. Por seu perfil centralizador, Rominho transformou a administração de O LIBERAL e da TV Liberal numa caixa preta, a qual os irmãos/sócios não tinham acesso a quase nenhuma informação.

A convocação da assembleia geral foi veiculada durante três dias no Jornal Amazônia e também no Diário Oficial do Estado. Romulo Maiorana Jr. também foi notificado da assembleia geral por telegrama e carta registrada, mas mesmo assim não compareceu.

Fonte ligada à família Maiorana consultada pelo DOL informou que Ronaldo, Rosângela, Rose e Roberta possuem hoje, juntos, mais ações que Rominho e Déa Maiorana, matriarca da família e que decidiu ficar imparcial neste momento de crise administrativa envolvendo os filhos.

A mesma fonte informou que já nesta segunda-feira, 2, deverão ser efetivadas algumas alterações no corpo administrativo da organização. Um dos que possivelmente deve deixar o jornal O LIBERAL é o diretor Industrial, João Pojucan Moraes, braço estratégico de Romulo Maiorana Jr dentro das Organizações Romulo Maiorana (ORM), que administra mais de 80 empresas.  

O próximo passo, segundo a fonte, é a contratação imediata de uma consultoria financeira para que seja feita uma avaliação da situação administrativa das empresas da Delta Publicidade. Há também a intenção de contratar uma empresa de planejamento empresarial.

Até a próxima quarta-feira, 4, a ata com as mudanças na composição da Delta Publicidade deverá ser registrada na Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa).

(Mauro Neto/DOL)

Comentários

Mais

Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho

Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho

O Brasil vai receber 842.400 doses da vacina da farmacêutica Pfizer/BioNTech contra a covid-19. A informação foi dada pelos coordenadores…
Fórum discute desafios à garantia de direitos da pessoa idosa

Fórum discute desafios à garantia de direitos da pessoa idosa

Teve início hoje (13) o 1º Fórum Nacional da Pessoa Idosa. O evento, organizado pelo Ministério da Mulher, Família e…
Psicóloga orienta pais a ouvirem e validarem queixas dos filhos

Psicóloga orienta pais a ouvirem e validarem queixas dos filhos

Depois de todo o país se chocar com a morte do menino Henry, de 4 anos, no Rio de Janeiro,…
Sexta edição do FIA Cinefront estreia em plataforma de streaming nesta quinta

Sexta edição do FIA Cinefront estreia em plataforma de streaming nesta quinta

Com exibição em plataforma de streaming própria, a abertura oficial do 6º Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira, o…
Filhote de onça preta é resgatado em Novo Progresso

Filhote de onça preta é resgatado em Novo Progresso

Moradores de Novo Progresso, sudoeste do Pará, resgataram um filhote de onça preta. De acordo com testemunhas, o animal estava…
Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea

Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea

Pelo segundo mês consecutivo, o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda registrou, em março, alta da taxa para…