Correio de Carajás

Rio Parauapebas atinge nível de alerta e desabriga mais famílias

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As fortes chuvas que têm caído na região de Carajás elevaram o nível do Rio Parauapebas, que atingiu a cota de alerta de 11 metros. Com isso, vários bairros localizados em áreas de risco de Parauapebas foram atingidos e diversas famílias estão desabrigadas. No início da semana eram 40 famílias desalojadas e recebendo donativos de acordo com a necessidade, como colchões e cestas básicas.

De acordo com a Defesa Civil do município, com a forte chuva que caiu na noite entre quarta (18) e esta quinta (19) o problema se agravou. Durante toda a manhã e no início da tarde as equipes da Defesa Civil estão fazendo a retirada de famílias que tiveram a casa invadida pela água ou correm risco de inundação.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal (Condec), Jales Santos, as famílias que não têm para onde ir estão sendo levadas para o abrigo montado pela prefeitura no Bairro Jardim Canadá. Por conta da chuva forte, muitos bairros tiveram pontos de alagamento e isso causou danos em muitas casas, que foram inundadas pela enxurrada.

Leia mais:

Até o momento, a Condec ainda não tem o levantamento total do número de famílias que precisou abandonar as casas por conta da enchente e por risco de alagamento pela água da chuva. Segundo Jales, no final da tarde será feito um levantamento e emitindo um boletim informativo sobre a situação em Parauapebas.

O coordenador destaca que elevação do nível do Rio Parauapebas é em decorrência do aumento do volume de chuvas nas suas cabeceiras e nos principais afluentes. Além disso, o aumento do volume do Rio Itacaiunas também está contribuindo para agravar a enchente na Capital do Minério.

Questionado sobre quais medidas serão tomadas por conta da pandemia do coronavírus, medidas serão tomadas para prevenção do vírus nos abrigos, já que terá grande aglomeração de pessoas. Segundo Jales, ainda não tem definido as medidas a serem tomadas, mas isso está sendo discutido com a Secretaria Municipal de Saúde. (Tina Santos)

Comentários

Mais

Divisa interdita empresa que envasava oxigênio de forma irregular em Marabá

Divisa interdita empresa que envasava oxigênio de forma irregular em Marabá

A Divisa (Divisão de Vigilância Sanitária) de Marabá recebeu denúncia anônima de suposto envasamento inapropriado de gás oxigênio para fins…
Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…