Correio de Carajás

Repórter Correio 16/02/2019

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quaresma

A abertura do período da Quaresma na Igreja Católica vai acontecer no dia 6 de março, com missa às 8 horas da manhã na Catedral Diocesana de Marabá. O bispo dom Vital Corbellini enviou convite ao Jornal CORREIO para participar, nesta data, de uma coletiva de Imprensa que ele concederá, ainda na Catedral, lançando a Campanha da Fraternidade 2019.

Fraternidade

Leia mais:

Ele já adianta o tema que será: “Fraternidade e políticas públicas” e o lema: “Será libertado pelo direito e pela justiça”.

Parauapebas

Em Parauapebas, o Departamento de Trânsito (DMTT) tem novo titular, é o agente João Monteiro. Um decreto do prefeito Darci Lermen do dia 11 de fevereiro o efetiva na função.

Educação

Por falar em Parauapebas, os professores do Município continuam em greve. A Prefeitura informou que o secretário de Educação se reuniu com uma comissão para apresentar propostas à categoria. Diz, ainda, que já aceitou vários itens da pauta e se mantém aberta às negociações.

Juíza paraense

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter a punição aplicada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) à juíza Clarice Maria de Andrade. A magistrada foi apontada pelo CNJ como responsável por manter uma adolescente de 15 anos em uma cela masculina na delegacia de Abaetetuba, aqui no Pará, em 2007. O caso teve proporções internacionais. Em 2010, o conselho chegou a determinar a aposentadoria compulsória da magistrada, mas, em 2012, o Supremo suspendeu a aposentadoria.

Juíza paraense II

Clarice Maria de Andrade alegou que, conforme o entendimento firmado pela Corte à época, os documentos levados a ela não deixavam clara a situação do presídio e, por isso, ela não poderia ter pressuposto que a garota ficaria na mesma cela que outros homens.

Vale

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, disse esta semana que continuará à frente da companhia, ao responder perguntas de parlamentares que integram a Comissão Externa de Brumadinho da Câmara dos Deputados. Questionado se está à vontade no cargo, depois de ter dito quando assumiu a mineradora, há um ano e meio que, ‘Mariana nunca mais’, o executivo respondeu: “É evidente que eu estou consternado com o acidente que aconteceu. É evidente que era tudo que eu não queria na minha vida, que um acidente desse acontecesse. Agora eu me vejo como parte da solução”.

Vale II

O presidente da Vale também foi bastante questionado se a empresa sabia que a tragédia poderia acontecer. A dúvida ganhou força depois de reportagem publicada no último fim de semana pela Folha de S.Paulo. Segundo a reportagem, em outubro de 2018, a empresa projetou os impactos de mortes, custos de possíveis colapsos na barragem de Brumadinho (MG).

Covid em Marabá

Covid em Marabá Os leitos de UTI seguem com 100% de ocupação em Marabá, ou seja, 50 em 50 existentes.…

Repórter Correio

Enchente Embora lentamente, o nível do Rio Tocantins voltou a apresentar baixa e ontem estava em 8,34 metros acima do…

Repórter Correio

Covid no Pará O balanço da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) divulgado nesta sexta-feira (30/4), sobre a covid-19…

Repórter Correio

Alok no Pará Tido como o DJ mais importante, conhecido e requisitado do mundo, o brasileiro Alok está no Pará.…

Repórter Correio

Triste estatística Ao longo do dia de ontem Parauapebas ultrapassou pela primeira vez Marabá no número de óbitos por covid-19:…

Repórter Correio

Promoção na PM O atual comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Marabá, oficial Dayvid Sarah Lima, acaba de…