Correio de Carajás

Repórter Correio 15/02/2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Justa homenagem

Com um currículo totalmente dedicado à educação pública no Pará, o professor Melquíades Justiniano recebeu esta semana uma das honrarias mais representativas da sua carreira. Uma “Moção de Reconhecimento” do Conselho Estadual de Educação do Estado do Pará (CEE) em reconhecimento ao seu trabalho e contribuição pela qualidade na Educação paraense. Foi durante a reunião do CEE em Belém no último dia 13.

IFPA

Leia mais:

O Instituto Federal do Pará (IFPA), campus industrial, comemorava esta semana a formatura do seu primeiro aluno surdo. Hiago Lima concluiu o curso de Eletromecânica, junto com outros 59 alunos do Ensino Médio Integrado. A cerimônia que marcou a entrega dos diplomas teve lugar no Centro Cultural Cine Marrocos.

Trabalhista

Vice-presidente da Associação da Advocacia Trabalhista do Estado do Pará (Atep), Evandro Costa esteve em Marabá durante a semana e aproveitou para promover visita de cortesia à Subseção da OAB. Foi recepcionado pelo presidente Ismael Gaia.

Farmácias

O mercado de farmácias faturou mais de R$ 120 bilhões no Brasil em 2019 e, assim, cresceu mais que a média da economia do País. As lojas, no entanto, se tornaram verdadeiros shoppings, com enorme variedade de produtos nas grandes redes, inclusive com comida e bebidas. Em todo o Brasil, já existem mais farmácias do que padarias. São 82 mil empresas do ramo. Somos também o sexto maior mercado farmacêutico do mundo.

Mulher

Os casos de violência contra a mulher já correspondem a quase 35 mil processos em curso na Justiça paraense. Apesar de enorme esse número, os especialistas consideram que ele ainda não representa a realidade, uma vez que o normal ainda é a subnotificação dos casos de violência doméstica, principalmente no interior. Em todo o Pará, são apenas 4 varas especializadas no Judiciário, três delas em Belém e outra em Santarém. A dificuldade de encontrar os réus para responder pelo crime dificulta a concretização da Justiça. O Fórum de Enfrentamento de Violência Contra a Mulher lembra que são apenas 17 delegacias especializadas no Estado.

Força Nacional

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou o uso até o final deste ano de policiais da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de apoio realizadas por servidores do Ibama de combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica no Estado do Pará, de acordo com portaria publicada nesta segunda-feira. As ações, conforme a portaria, vão ocorrer nos locais de alerta de desmatamento identificados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em “atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”.

Força Nacional II

A operação terá o apoio logístico do Ibama, que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional. A ação poderá ser prorrogada, caso o instituto faça a solicitação. No ano passado, o Pará foi um dos Estados mais castigados com as queimadas ilegais no país. O Ministério Público Federal chegou a abrir uma investigação para apurar se houve uma diminuição de fiscalização ambiental na região, por supostamente a Polícia Militar do Estado não ter dado apoio às equipes de fiscalização.

Covid em Marabá

Covid em Marabá Os leitos de UTI seguem com 100% de ocupação em Marabá, ou seja, 50 em 50 existentes.…

Repórter Correio

Enchente Embora lentamente, o nível do Rio Tocantins voltou a apresentar baixa e ontem estava em 8,34 metros acima do…

Repórter Correio

Covid no Pará O balanço da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) divulgado nesta sexta-feira (30/4), sobre a covid-19…

Repórter Correio

Alok no Pará Tido como o DJ mais importante, conhecido e requisitado do mundo, o brasileiro Alok está no Pará.…

Repórter Correio

Triste estatística Ao longo do dia de ontem Parauapebas ultrapassou pela primeira vez Marabá no número de óbitos por covid-19:…

Repórter Correio

Promoção na PM O atual comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Marabá, oficial Dayvid Sarah Lima, acaba de…