Correio de Carajás

Rádio continua presente na vida das pessoas com notícias e entretenimento

Ciane Sousa relembra que não pensava em ser radialista, mas no 1° teste desbancou 14 concorrentes/ Imagens: Mateus Cirilo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nesta quinta-feira (13) é comemorado o Dia Mundial do Rádio, um veículo de comunicação que ultrapassou décadas e inovou na maneira de informar e se comunicar com os ouvintes. O Parauapebense, por exemplo, se conecta na Correio FM, nas ondas da 99.1, com programação que une notícia e entretenimento.

A radialista da Correio FM, Ciane Sousa, relembra o início da carreira. “Eu nunca imaginei ser radialista, ser locutora, até final de 2014, ano que fui abordada por um locutor de rádio comunitária e que fez o convite. Na hora não aceitei”, conta.

Tempos depois, Ciane atendendo a pedidos de uma amiga da irmã. “Acabei indo em outra rádio, lá participei de uma seleção com 14 meninas e ganhei um horário”. Ao citar o melhor na profissão, ela destaca “o carinho do público é muito bom”.

Leia mais:

Para o radialista Jhoster de Oliveira, o rádio é como “se fosse um vício”. “Quando descobri o rádio eu disse que ia abandonar tudo, isso aqui é minha vida. De lá para cá já são muitos anos de estrada, tentei fazer várias outras coisas, mas sempre acabo voltando para o rádio”, diz.

Já Ênio Beto trabalha com radialismo desde os anos 90. “Na minha época, quando eu comecei, eles colocavam CD para tocar, então a gente tinha aquela agilidade de estar tocando o play toda hora, hoje a gente coloca no automático no sistema. A função do locutor hoje é informar, é levar informação e entretenimento”, destaca. Todas as manhãs o radialista Beto Rodrigues inicia a programação com a Mensagem do Dia, intercalando em seguida notícias e muita música.

Os radialistas Jhoster de Oliveira e Ênio Beto durante programação da Correio FM

Origem

O Dia Mundial do Rádio é comemorado em 13 de fevereiro em homenagem à primeira emissão de um programa da United Nations Radio (Rádio das Nações Unidas), em 1946. A transmissão do programa foi em simultâneo para um grupo de seis países.

A data foi criada e oficializada em 2011, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). O primeiro Dia Mundial do Rádio foi celebrado apenas em 2012. (Adersen Arantes e Theíza Cristhine)

Mais

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

O pequeno Enrico Ferro, de 22 dias, foi transferido de Marabá, sudeste do Pará, para Porto Alegre, no Rio Grande…
Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

A manhã de sábado (8) foi comemorando um Dia das Mães antecipado, com gostinho de quero mais. “Foi só um…
Legado de Melquíades à educação de Marabá

Legado de Melquíades à educação de Marabá

A educação marabaense, nas últimas quatro décadas, recebe, de alguma forma, as digitais de Melquíades Justiniano da Silva. Esse baiano,…
Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

  Falso No site oficial da Nasdaq, bolsa de valores dos Estados Unidos onde está listada a Sinovac, fabricante da…
DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

Com o objetivo de colocar em pauta o tema da segurança viária, o Movimento Maio Amarelo nasce com a proposta…
Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Esta segunda-feira, 10 de maio, será um feriado especial para muitas cidades do Pará. Mais precisamente para 15 municípios, que…