Correio de Carajás

Projeto Territórios em Rede ajuda a reconquistar estudantes da rede municipal de Marabá

Gabriel Sousa Lima voltou a estudar após visita e apoio da equipe do Projeto Territórios em Rede/ Foto: Paulo Sérgio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

No bairro da Paz, núcleo Cidade Nova, o adolescente Gabriel Sousa Lima, de 14 anos, estudante do 8º ano do ensino fundamental da escola Paulo Freire, participa de um projeto que está mudando a maneira dele aprender e a ter mais interesse pelos estudos. É o Territórios em Rede, uma parceria entre Secretaria Municipal de Educação (Semed), Fundação Vale e Cidade Escola Aprendiz, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que contribui para o desenvolvimento das pessoas por meio de políticas públicas voltadas à educação.

Como o projeto trabalha com novas metodologias de aperfeiçoamento do conhecimento do aluno, Gabriel ganhou um aliado a mais no processo de aprendizagem. “Eu estava muito desanimado devido à pandemia, tinha dias que não ia pegar minhas tarefas na escola, mas hoje, com as pessoas do projeto, isso tem mudado. Eles ligaram para minha madrinha e falaram desse projeto e eu gostei muito. Dou nota mil para eles”, disse o jovem Gabriel Lima.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) tem reunido dados sobre a situação educacional na pandemia. Em outubro de 2020, o percentual de estudantes de 6 a 17 anos que não frequentavam a escola (ensino presencial e/ou remoto) foi de 3,8% (1.380.891) – superior à média nacional de 2019, que foi de 2%, segundo a Pnad Contínua.

Leia mais:

Em Marabá, o projeto atua com o objetivo de mitigar os impactos da evasão escolar, principalmente no cenário de pandemia, como afirma a diretora-executiva da Fundação Vale, Pâmella D’Cnop.

“A questão da evasão escolar se tornou ainda mais desafiadora em 2020. Um ano de medidas de distanciamento social e a suspensão das aulas presenciais. Nesse contexto, a Fundação Vale trouxe para Marabá o Territórios em Rede. Um projeto piloto que tem como objetivo identificar e, a partir do diagnóstico, enfrentar as causas da exclusão escolar. Tudo isso através de parcerias que envolvem o poder público e setores não governamentais. Com o projeto Territórios em Rede, nós esperamos contribuir para que jovens e crianças de Marabá, em idade escolar, exerçam seu direito a uma educação pública e de qualidade”, pontua.

Outra proposta do Territórios em Rede é a realização de ações na área de assistência social, saúde, desenvolvimento territorial e proteção à infância, crianças e adolescentes entre 4 a 17 anos, que estejam fora da escola ou em risco de evasão escolar. Ana Karla Galindo, coordenadora do projeto no município, analisa que durante a pandemia cresceu o número de crianças e adolescentes fora da escola por diversas situações e o trabalho dos articuladores é acompanhar esse aluno para garantir a educação, um direito fundamental.

“Percebemos alunos fora da escola. Então, entramos em cena para que a criança retorne. Para isso, criamos estratégias e identificamos cada situação, dificuldade e demanda dessa família e a encaminhamos para a Rede, possibilitando que essa família entenda que educação é direito da criança e adolescente e estamos em visitas domiciliares e instituições parceiras que podem ajudar essas famílias”, explica Ana Karla.

A parceria com a Semed é realizada através do apoio pedagógico, quando necessário, e acesso às informações de alunos para o acompanhamento. Além disso, é dado todo apoio necessário na execução dos trabalhos, conforme esclarece Fábio Rogério, diretor de Ensino Urbano da Secretaria Municipal de Educação.

“Esse projeto fortalece as ações da educação e outros setores e o foco é a criança em situação de vulnerabilidade. É uma estratégia para alcançar a criança, para acompanhá-la em várias ações do projeto, e inclui também um diálogo com as famílias. O principal objetivo é resgatar a criança para a escola e fazer o monitoramento da frequência dos alunos, pois a gestão escolar trabalha diretamente com os articuladores. É uma parceria importante neste momento de pandemia que passamos”, esclarece.

As famílias reconhecem o quanto o projeto tem incentivado os estudantes. A tia de Gabriel, Adriana Almeida de Sousa, disse que a iniciativa foi positiva, pois muitas crianças estão na rua e o projeto ajuda as famílias no acompanhamento das crianças com as tarefas da escola.

“Eu sou uma tia insistente e pedia ao Gabriel para ir buscar as tarefas, e um dia bateram no portão e me falaram do projeto e a intenção deles de acompanhar os alunos, tirá-los das ruas e fazer outras atividades. De lá para cá, o Gabriel faz todas as atividades dentro do cronograma, eles ligam toda semana para saber como está o estudo dele”, agradece. (Victor Haor – Ascom PMM)

Comentários

Mais

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Mais uma importante faixa etária, que representa grande parcela da população adulta em geral, será finalmente imunizada contra a covid-19…
Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Fogueira, bandeirinhas, quadrilhas e roupas xadrez e floridas. Pelo segundo ano consecutivo o tradicional festejo junino que acontece por todo…
Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Servidores da Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa), lotados na Coordenação de Mercadorias em Trânsito de Carajás, com sede em…
Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

A constante falta de médicos em plantões no Hospital Municipal de Marabá (HMM) foi o tema mais debatido na sessão…
Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

O Dia de São João é comemorado nesta quinta-feira (24) e Parauapebas entrou com tudo no clima junino de diferentes…
Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

A Prefeitura de Curionópolis lança, nesta quinta-feira (24), o programa “Obras por toda cidade”. A cerimônia acontece às 16 horas…