Correio de Carajás

Prefeitura planeja construir cemitério parque em Marabá

Neste registro exclusivo do CORREIO, com drone, a área do futuro cemitério
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Área de 110 mil metros quadrados, a ser dividida em 94 quadras, com 14.794 lóculos (túmulos). Esta é a especificação do terreno que abrigará o Cemitério Parque de Marabá, nome provisório da nova necrópole que a Prefeitura Municipal está preparando com prioridade máxima. É que os demais campos santos da cidade estão com capacidade esgotada, inclusive o maior deles, o da Saudade, na Folha 29 da Nova Marabá. O projeto do novo cemitério público foi apresentado ao Conselho do Plano Diretor esta semana e repassado a um relator. Tão logo o relatório saia e o projeto seja aprovado, o espaço deve começar a funcionar.

A urgência é tanta, que a Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop) já vai abrir licitação na próxima semana para construção dos prédios administrativos, em paralelo ao trabalho de análise do Plano Diretor. “Como os processos licitatórios demandam tempo e um rito, precisamos começar de imediato. Temos confiança de que será aprovado no conselho”, explicou ao CORREIO o secretário Fábio Moreira.

Leia mais:

As benfeitorias em questão são muro, capela, portaria, prédio da administração e galpão de serviços. O terreno tem acesso pela BR-230, a Transamazônica, na saída para São João do Araguaia. A entrada será pela mesma pista que dá acesso ao Centro Universitário Pitágoras, após a sede do clube AABB.

PROCESSO COMPLICADO

Principal entusiasta do novo cemitério e quem cuidou da procura e regularização da área nos últimos três anos foi o superintendente de Desenvolvimento Urbano de Marabá, Mancipor Lopes. Ao CORREIO, ele detalhou que os dois locais em vista anteriormente, no residencial Cidade Jardim, com 170 mil m² e, depois, em área contígua ao Aeroporto, consumiram tempo nos entendimentos necessários e se mostraram ineficientes. A saída surgiu com a solicitação de antecipação da área institucional no residencial Ipiranga, junto com compensação que o empreendimento devia ao Município.

“A matrícula da área já está saindo no nome do Município. Já vai estar tudo organizado. Então, quando acabar esse trâmite do Plano Diretor e mais o projeto de lei, nós já vamos estar prontos para abrir oficialmente”, comemora Mancipor.

PROJETO NA CÂMARA

Questionado sobre que certeza tem de que o novo cemitério manterá um nível de organização e padrão que a Prefeitura quer implantar, o Mancipor Lopes respondeu que existe um projeto de Lei que deverá ser discutido e aprovado na Câmara Municipal nos próximos dias para ordenar o sistema mortuário na cidade. Todas as medidas da PMM também levam em conta um termo de ajustamento de conduta que o Município assinou junto ao Ministério Público, ainda no governo Maurino Magalhães.

NOVO PERFIL

“A nossa ideia é um cemitério para cinquenta anos”, projeta Mancipor, explicando que faz esse cálculo levando em conta que contará com ossuário e, futuramente, com um crematório. O novo cemitério de Marabá terá a cobrança de uma taxa para sepultamentos. Também uma série de regras as quais os contratantes terão de se adaptar para conseguirem um lóculo.

A principal mudança, esta inerente ao formato de cemitério parque, é que os espaços serão padronizados, sem permissão para construção de mausoléus de famílias, com construções em alvenaria e cercados, como vemos comumente nos demais campos santos da cidade.

As covas terão um tamanho pré-definido e depois vão receber a cobertura de gramado, ficando identificadas apenas por uma placa fixada no chão.
É isso que vai garantir a otimização do espaço necessária à longevidade do novo cemitério.

Outra mudança importante, atende às exigências ambientais, dado o chorume que é produzido pelos corpos em decomposição. Ele também pode contaminar o solo e os lençóis freáticos. Um cadáver adulto de 70 kg pode liberar até 30 litros de necrochorume durante o processo de putrefação do corpo.

Para fazer frente a isso, será exigido que os corpos estejam envoltos em uma manta mortuária, que deverá passar a ser fornecida pelas funerárias. A Prefeitura explica que tal providência não tem impacto nos velórios, quanto à visibilidade do cadáver, uma vez que o mesmo não é totalmente envolvido.

Ontem o CORREIO esteve no local indicado como área do futuro cemitério parque e encontrou por lá o secretário de Obras Fábio Moreira e o superintendente Mancipor Lopes, justamente numa visita técnica. A área já teve a vegetação suprimida e um trecho de muro já foi levantado. O Jornal fez registro com drone para que o leitor tenha uma ideia do tamanho do terreno e sua localização. (Da Redação)

O secretário de Obras de Marabá e o titular da SDU em visita técnica que promoveram ao local na última semana
Mapa constante no projeto da Prefeitura para a nova necrópole
Cemitério da Saudade, na Folha 29, já está exaurido
Nesta foto, um modelo de cemitério parque similar ao que Marabá vai implementar

Comentários

Mais

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…