Correio de Carajás

Prefeitura de Parauapebas estuda flexibilizar decreto estadual

Administração foi pressionada nesta quarta pelos donos e funcionários de academias
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Prefeitura Municipal de Parauapebas pretende publicar decreto nesta sexta-feira (12) no qual poderá flexibilizar medidas estabelecidas em decreto do governador do Pará, Helder Barbalho. A informação foi divulgada pela assessoria de comunicação na tarde desta quarta (10), após protesto de proprietários e funcionários das academias, que foram fechadas pelas novas regras de combate ao coronavírus.

De acordo com a gestão municipal, os manifestantes foram recebidos pelo chefe de gabinete, João Corrêa, e solicitaram a inclusão das academias como atividades essenciais. No encontro foi informado que a administração aguarda a conclusão de um estudo técnico-científico, elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), sobre a atual situação da pandemia no município.

O levantamento, acrescenta a assessoria de comunicação, deverá embasar o novo decreto municipal com previsão de ser publicado até sexta-feira. “Dependendo do cenário, a gestão municipal poderá flexibilizar o Decreto Estadual”, diz o posicionamento divulgado.

Leia mais:

Ainda na reunião, ficou definido que o Poder Executivo irá encaminhar minuta de um Projeto de Lei à Câmara Municipal estabelecendo as atividades desenvolvidas nas academias, e afins, como essenciais.

“É importante frisar que, além da situação sanitária, a prefeitura se preocupa em garantir que a economia não pare e que as pessoas tenham condições de sustentar suas famílias. Mas é preciso que as ações tomadas pelo município não comprometam a saúde da população”, encerra a nota.

A manifestação dos representantes das academias se iniciou na manhã desta quarta, quando eles se concentraram em frente à Prefeitura de Parauapebas. Conforme o novo decreto estadual, estão mantidas as regras vigentes na última semana, com algumas alterações, dentre elas, o fechamento também de cinemas e a restrição de horário de funcionamento do comércio e da circulação de pessoas.

Nesta terça-feira (9) Parauapebas confirmou 152 novos casos de pessoas com covid-19 e 244 óbitos, além de 63% da taxa geral de leitos ocupados. Dentre as vagas de UTI do SUS há 80% de ocupação e 75% dos leitos de enfermaria. A taxa de ocupação de leitos de UTI particular é de 61% e de enfermaria é de 44%. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Mais uma importante faixa etária, que representa grande parcela da população adulta em geral, será finalmente imunizada contra a covid-19…
Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Fogueira, bandeirinhas, quadrilhas e roupas xadrez e floridas. Pelo segundo ano consecutivo o tradicional festejo junino que acontece por todo…
Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Servidores da Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa), lotados na Coordenação de Mercadorias em Trânsito de Carajás, com sede em…
Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

A constante falta de médicos em plantões no Hospital Municipal de Marabá (HMM) foi o tema mais debatido na sessão…
Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

O Dia de São João é comemorado nesta quinta-feira (24) e Parauapebas entrou com tudo no clima junino de diferentes…
Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

A Prefeitura de Curionópolis lança, nesta quinta-feira (24), o programa “Obras por toda cidade”. A cerimônia acontece às 16 horas…