Correio de Carajás

Prefeito visita área alagadiça na Fl. 20

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Região mais atingida por transbordamento de córrego e enxurrada nas últimas tempestades que se abateram sobre Marabá, as áreas baixas das folhas 22 e 28 receberam nesta quarta-feira (22) a visita do prefeito Tião Miranda e do secretário de Obras Fábio Moreira. No local, após muita conversa com moradores, os gestores decidiram emergencialmente retirar 284  metros de tubulação por onde passa a Grota Criminosa, e deixar a vala a céu aberto, para minorar os problemas diante do rigoroso inverno previsto. A nova tubulação, com diâmetro maior, ficará para o período de verão.

O governante e sua equipe estiveram no local a convite de lideranças da comunidade. O trecho foi alvo de reportagem do CORREIO esta semana mostrando o desespero que foi o domingo, durante forte temporal que caiu sobre Marabá. Casas de vários quarteirões foram invadidas pela água, com o transbordamento do canal que é chamado de “Grota Criminosa”, atravessando vários núcleos da Nova Marabá.

“Essa grota recebe água de toda a Nova Marabá, onde surgiram bairros como Coca-Cola e Fanta e a água toda que vem de lá passa por esse canal. Então, as manilhas que temos hoje aqui não comportam mais tanta água. Estamos estudando as melhores alternativas para resolver em definitivo”, explicou Tião Miranda.

Leia mais:

Segundo o Fábio Moreira, a solução emergencial atende a um pedido dos próprios moradores, que não querem mais ser atingidos pela enxurrada. Com isso, a Prefeitura inicia nos próximos dias a retirada das manilhas, que segundo o secretário serão removidas para aproveitamento em outras obras, pois são muitos metros desse material. “É claro que teremos perdas, mas seria um absurdo chegar destruindo tubos que podem ser úteis para outros locais”, explica. Ele disse que a vala vai ficar aberta durante o inverno. Apenas no verão será feita a obra definitiva por projeto e licitação.

“Essa tubulação foi feita em 2003 e até então supria as necessidades, mas aí veio o surgimento de invasões e há 3 anos, segundo os moradores, as coisas pioraram”, diz o secretário, se referindo a “puxadinhos” nas casas à margem do córrego. “O caso mais grave é de uma cozinha construída em uma casa, sobre a grota na folha 20. Vamos ter de retirar e a pessoa já foi comunicada disso”.

MANAUS

Sobre outro local que tem problemas recorrentes e também publicado aqui no CORREIO, a Avenida Manaus, no Belo Horizonte, o secretário de Obras explicou que será solucionado com parte do dinheiro do empréstimo feito pela Prefeitura junto à Caixa Econômica Federal. A PMM tem pouco mais de R$ 1 milhão para investir ali em obra de drenagem que já está licitada, mas só começará no verão de 2018. Será feito um novo ramal para drenagem de água, para que não seja necessário interferir em imóveis.

Na manhã desta quinta-feira, os secretários Fábio Moreira (Obras) e Múcio Andalécio (Urbanismo), mais o titular da Postura, Túlio Rosemiro, vão comparecer à Câmara Municipal de Marabá, respondendo a convite da Presidência da Casa, para explicar aos vereadores as providências que estão sendo tomadas para diminuir os impactos das chuvas. (Da Redação)

Região mais atingida por transbordamento de córrego e enxurrada nas últimas tempestades que se abateram sobre Marabá, as áreas baixas das folhas 22 e 28 receberam nesta quarta-feira (22) a visita do prefeito Tião Miranda e do secretário de Obras Fábio Moreira. No local, após muita conversa com moradores, os gestores decidiram emergencialmente retirar 284  metros de tubulação por onde passa a Grota Criminosa, e deixar a vala a céu aberto, para minorar os problemas diante do rigoroso inverno previsto. A nova tubulação, com diâmetro maior, ficará para o período de verão.

O governante e sua equipe estiveram no local a convite de lideranças da comunidade. O trecho foi alvo de reportagem do CORREIO esta semana mostrando o desespero que foi o domingo, durante forte temporal que caiu sobre Marabá. Casas de vários quarteirões foram invadidas pela água, com o transbordamento do canal que é chamado de “Grota Criminosa”, atravessando vários núcleos da Nova Marabá.

“Essa grota recebe água de toda a Nova Marabá, onde surgiram bairros como Coca-Cola e Fanta e a água toda que vem de lá passa por esse canal. Então, as manilhas que temos hoje aqui não comportam mais tanta água. Estamos estudando as melhores alternativas para resolver em definitivo”, explicou Tião Miranda.

Segundo o Fábio Moreira, a solução emergencial atende a um pedido dos próprios moradores, que não querem mais ser atingidos pela enxurrada. Com isso, a Prefeitura inicia nos próximos dias a retirada das manilhas, que segundo o secretário serão removidas para aproveitamento em outras obras, pois são muitos metros desse material. “É claro que teremos perdas, mas seria um absurdo chegar destruindo tubos que podem ser úteis para outros locais”, explica. Ele disse que a vala vai ficar aberta durante o inverno. Apenas no verão será feita a obra definitiva por projeto e licitação.

“Essa tubulação foi feita em 2003 e até então supria as necessidades, mas aí veio o surgimento de invasões e há 3 anos, segundo os moradores, as coisas pioraram”, diz o secretário, se referindo a “puxadinhos” nas casas à margem do córrego. “O caso mais grave é de uma cozinha construída em uma casa, sobre a grota na folha 20. Vamos ter de retirar e a pessoa já foi comunicada disso”.

MANAUS

Sobre outro local que tem problemas recorrentes e também publicado aqui no CORREIO, a Avenida Manaus, no Belo Horizonte, o secretário de Obras explicou que será solucionado com parte do dinheiro do empréstimo feito pela Prefeitura junto à Caixa Econômica Federal. A PMM tem pouco mais de R$ 1 milhão para investir ali em obra de drenagem que já está licitada, mas só começará no verão de 2018. Será feito um novo ramal para drenagem de água, para que não seja necessário interferir em imóveis.

Na manhã desta quinta-feira, os secretários Fábio Moreira (Obras) e Múcio Andalécio (Urbanismo), mais o titular da Postura, Túlio Rosemiro, vão comparecer à Câmara Municipal de Marabá, respondendo a convite da Presidência da Casa, para explicar aos vereadores as providências que estão sendo tomadas para diminuir os impactos das chuvas. (Da Redação)

Comentários

Mais

Fiocruz: acordo vai combater transmissão congênita da doença de Chagas

Fiocruz: acordo vai combater transmissão congênita da doença de Chagas

Um convênio assinado hoje (14) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a agência internacional Central Internacional para a Compra de…
Abertura de empresas bate recorde em 2020, diz Serasa

Abertura de empresas bate recorde em 2020, diz Serasa

Em 2020, foram abertas 3,3 milhões de novas empresas, segundo levantamento da Serasa Experian. O número representa um crescimento de…
Covid: saúde mental piorou para 53% dos brasileiros sob pandemia, aponta pesquisa

Covid: saúde mental piorou para 53% dos brasileiros sob pandemia, aponta pesquisa

Mais da metade dos brasileiros entrevistados por uma pesquisa declararam que sua saúde emocional e mental piorou desde o início…
Como escolher um bom café? Mitos e curiosidades sobre a bebida queridinha dos brasileiros

Como escolher um bom café? Mitos e curiosidades sobre a bebida queridinha dos brasileiros

A segunda bebida mais consumida no mundo é também aquela que hoje serve como instrumento para aproximar ainda mais as…
Terminam hoje inscrições para o Sisu do primeiro semestre

Terminam hoje inscrições para o Sisu do primeiro semestre

Termina hoje (14), às 23h59, o prazo de inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre…
Decisão judicial ratifica atuação da Arcon no combate ao transporte clandestino

Decisão judicial ratifica atuação da Arcon no combate ao transporte clandestino

Decisão favorável do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), no final do mês passado, ratifica o poder de…