Correio de Carajás

Prefeito afastado: licitações eram fraudadas em várias secretarias

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O promotor de Justiça de Curionópolis, Josiel Gomes da Silva, informou à reportagem do Correio de Carajás que as fraudes em licitações que estão sendo investigadas em Curionópolis e afastaram Adonei Aguiar (DEM) do cargo de prefeito na manhã de hoje, sexta (30), vinham ocorrendo em mais de uma Secretaria da cidade. O valor total que pode ter sido desviado em apenas seis meses da atual gestão ainda não foi divulgado.

A vice-prefeita Quelia Rosa, que deverá assumir o cargo enquanto Adonei estiver longe da cadeira de prefeito, foi abordada pela imprensa quando chegava à Prefeitura Municipal de Curionópolis ao final da manhã e, aparentando estar assustada, afirmou não ter ideia do que se trata a investigação, acrescentando que não sabia da ocorrência de fraudes na Prefeitura.

Disse, ainda, estar disposta a colaborar com as investigações. Questionada sobre estar pronta para assumir a cadeira, a vice-prefeita desconversou e encerrou a entrevista. O procurador de Justiça Nelson Medrado foi quem confirmou o afastamento do prefeito por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. A decisão foi deferida pelo Poder Judiciário local – por meio da juíza Priscila Mousinho – e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Leia mais:

Desde às 9h30 de hoje três equipes do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção, do Ministério Público do Estado do Pará, cumprem mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Curionópolis, na residência do prefeito Adonei Aguiar, em uma farmácia da cidade e na casa de uma secretária municipal localizada em Parauapebas.

Neste local foram apreendidas, inclusive, armas de fogo, encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil local. A secretaria em questão, cujo nome ainda não foi divulgado, alega ao MPPA que as armas são do marido que teria uma empresa de segurança. Nas ruas de Curionópolis muita gente aplaudiu a ação do MPPA, demonstrando apoio à Operação Alçapão.

O procurador Nelson Medrado informou que na residência do prefeito, além de diversos documentos, foi apreendida uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de mais irregularidades. Adonei Aguiar não está no município. (Luciana Marschall com informações de Chagas Filho)

O promotor de Justiça de Curionópolis, Josiel Gomes da Silva, informou à reportagem do Correio de Carajás que as fraudes em licitações que estão sendo investigadas em Curionópolis e afastaram Adonei Aguiar (DEM) do cargo de prefeito na manhã de hoje, sexta (30), vinham ocorrendo em mais de uma Secretaria da cidade. O valor total que pode ter sido desviado em apenas seis meses da atual gestão ainda não foi divulgado.

A vice-prefeita Quelia Rosa, que deverá assumir o cargo enquanto Adonei estiver longe da cadeira de prefeito, foi abordada pela imprensa quando chegava à Prefeitura Municipal de Curionópolis ao final da manhã e, aparentando estar assustada, afirmou não ter ideia do que se trata a investigação, acrescentando que não sabia da ocorrência de fraudes na Prefeitura.

Disse, ainda, estar disposta a colaborar com as investigações. Questionada sobre estar pronta para assumir a cadeira, a vice-prefeita desconversou e encerrou a entrevista. O procurador de Justiça Nelson Medrado foi quem confirmou o afastamento do prefeito por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. A decisão foi deferida pelo Poder Judiciário local – por meio da juíza Priscila Mousinho – e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Desde às 9h30 de hoje três equipes do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção, do Ministério Público do Estado do Pará, cumprem mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Curionópolis, na residência do prefeito Adonei Aguiar, em uma farmácia da cidade e na casa de uma secretária municipal localizada em Parauapebas.

Neste local foram apreendidas, inclusive, armas de fogo, encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil local. A secretaria em questão, cujo nome ainda não foi divulgado, alega ao MPPA que as armas são do marido que teria uma empresa de segurança. Nas ruas de Curionópolis muita gente aplaudiu a ação do MPPA, demonstrando apoio à Operação Alçapão.

O procurador Nelson Medrado informou que na residência do prefeito, além de diversos documentos, foi apreendida uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de mais irregularidades. Adonei Aguiar não está no município. (Luciana Marschall com informações de Chagas Filho)

Comentários

Mais

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 pode ser instalada já na próxima semana. O último obstáculo, a leitura…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), formalizou hoje (15) o pedido para ser…
TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza amanhã (16) uma audiência pública sobre a compra de até 176 mil urnas eletrônicas…
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal até 2030. Em carta enviada ontem (14) ao…
Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

O governo federal publicou nesta quarta-feira (14) o Plano Amazônia 2021/2022, que estabelece diretrizes para ações de fiscalização e combate…