Prefeita foi denunciada por improbidade administrativa. | Prefeitura do Acará/Divulgação
Ads

O Ministério Público do Estado do Pará pediu à Justiça o bloqueio de bens, além da quebra de sigilo fiscal e bancário da prefeita do município do Acará, Amanda Oliveira e Silva. Ela foi denunciada por improbidade administrativa.

Ads

Segundo a denúncia da promotoria, a prefeita, no início de sua gestão, firmou contrato com uma empresa especializada em realizar serviços de limpeza pública, dispensando licitação.

No documento, o Ministério Público pede que a prefeita e os demais envolvidos ressarçam o dano correspondente a mais de 2 milhões, sob a justificativa de “lesão ao patrimônio público ou ensejar enriquecimento ilícito”.

Das irregularidades constatadas, o MP destaca o pagamento da totalidade do contrato por parte da prefeitura, “antes mesmo do seu término”.

O Ministério Público pede ainda, a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos de 5 a 8 anos, além do pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano.

(Fonte: DOL)

Ads