Foto: Divulgação
Ads

Na Zona Rural de Marabá uma ponte vem sendo um obstáculo para alunos da rede pública municipal de ensino da Vila Brejo do Meio. Feita de madeira, as toras não transmitem segurança aos motoristas do transporte escolar que – para não arriscar um acidente – desembarcam os pequenos estudantes na ponte e eles seguem caminhando até as escolas municipais Raimundo Gomes e Pedro Marinho de Oliveira.

Ads

Uma lavradora que denunciou o caso ao CORREIO DE CARAJÁS informou que há dois anos as crianças enfrentam essa situação. “Meus filhos todo dia são obrigados a sair de casa às 11h da manhã para assistirem aula às 13h, pois o trajeto que deveria ser curto, graças ao transporte escolar, acaba se tornando longo por conta da caminhada que eles precisam fazer da ponte até a escola”, relata a lavradora.

A ponte está localizada a 9 km da Vila Brejo do Meio, no Projeto de Assentamento (PA) Iguaçu, e serve de passagem para veículos que vêm das fazendas e roças próximas da vila.

Segundo a lavradora, o ônibus escolar recolhe as crianças das propriedades rurais próximas da vila e as transporta para as escolas públicas municipais diariamente. No entanto, o trajeto é limitado até a ponte devido à precariedade da estrutura.

Prefeitura se posiciona

Entramos em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá que nos informou que já há uma equipe da Sevop atuando na região realizando recuperação de vias. Porém, em relação à situação da ponte, a Ascom alegou que as equipes estão ainda analisando uma saída imediata para posteriormente encontrar uma solução definitiva. (Zeus Bandeira)

Ads