Correio de Carajás

Policial Rodoviário entra na “casinha” e vai preso por extorsão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Delegacia de Polícia de Canaã dos Carajás ficou lotada na manhã desta quinta-feira, 19, quando vereadores, vice-prefeito e policiais rodoviários estaduais foram prestar depoimento sobre uma acusação de extorsão por parte do sargento Gama, da PRE, que teria sido flagrado momentos antes em uma blitz recebendo dinheiro de um cidadão para poder liberar um veículo que estava irregular.

A blitz era para ser de rotina e aconteceu na Rodovia PA-160, entrada do município de Canaã dos Carajás. Segundo denúncias de um grupo de motoristas, os policiais rodoviários, ao avistarem veículos suspeitos, eram parados por homens da PRE. Os que estavam com algum tipo de irregularidade, segundo os denunciantes, eram subornados pelos policiais para terem os veículos liberados.

Uma das pessoas que foram subornadas gravou um vídeo que, supostamente, mostra o momento em que o policial pede dinheiro para que o veículo seja liberado. Identificado como sargento Gama, o policial rodoviário e os motoristas envolvidos na operação foram parar na Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás. Após todos serem ouvidos, a guarnição que estava junto com o sargento, nega as acusações feitas pelos motoristas.

Leia mais:

Por outro lado, dentro de uma sala da delegacia, a equipe da TV Correio flagrou o momento em que o sargento foi notificado pelo comandante da Polícia Militar em Canaã dos Carajás, tenente Rafael dos Anjos Guimarães. Gama recebeu voz de prisão, foi obrigado a entregar para o comandante a arma que usava. Em seguida, após ouvido, foi transferido para o Comando de Polícia Militar de Parauapebas, onde permanecerá até o fim das investigações.

O grupo de motoristas envolvidos na ação já levou o caso ao Ministério Público Estadual, que a partir de agora também vai acompanhar a situação. O suposto vídeo gravado foi entregue à Polícia Civil, que solicitará uma perícia, cujo resultado deverá ser divulgado em até 30 dias.

Um fato intrigante sobre o rumoroso caso aconteceu ainda na delegacia, onde o presidente da Câmara de Canaã, Junior Garra, deu entrevista à Imprensa e afirmou na “cara dura” que eles “plantaram uma casinha”, alegando que a comunidade estava revoltada com casos de extorsão. “Quem tiver com o IPVA atrasado, ou sem a CNH, deve ser multado. O que não vamos aceitar é a corrupção, a extorsão da nossa população como ficou comprovado nas filmagens”. (Denilton Resque)

A Delegacia de Polícia de Canaã dos Carajás ficou lotada na manhã desta quinta-feira, 19, quando vereadores, vice-prefeito e policiais rodoviários estaduais foram prestar depoimento sobre uma acusação de extorsão por parte do sargento Gama, da PRE, que teria sido flagrado momentos antes em uma blitz recebendo dinheiro de um cidadão para poder liberar um veículo que estava irregular.

A blitz era para ser de rotina e aconteceu na Rodovia PA-160, entrada do município de Canaã dos Carajás. Segundo denúncias de um grupo de motoristas, os policiais rodoviários, ao avistarem veículos suspeitos, eram parados por homens da PRE. Os que estavam com algum tipo de irregularidade, segundo os denunciantes, eram subornados pelos policiais para terem os veículos liberados.

Uma das pessoas que foram subornadas gravou um vídeo que, supostamente, mostra o momento em que o policial pede dinheiro para que o veículo seja liberado. Identificado como sargento Gama, o policial rodoviário e os motoristas envolvidos na operação foram parar na Delegacia de Polícia Civil de Canaã dos Carajás. Após todos serem ouvidos, a guarnição que estava junto com o sargento, nega as acusações feitas pelos motoristas.

Por outro lado, dentro de uma sala da delegacia, a equipe da TV Correio flagrou o momento em que o sargento foi notificado pelo comandante da Polícia Militar em Canaã dos Carajás, tenente Rafael dos Anjos Guimarães. Gama recebeu voz de prisão, foi obrigado a entregar para o comandante a arma que usava. Em seguida, após ouvido, foi transferido para o Comando de Polícia Militar de Parauapebas, onde permanecerá até o fim das investigações.

O grupo de motoristas envolvidos na ação já levou o caso ao Ministério Público Estadual, que a partir de agora também vai acompanhar a situação. O suposto vídeo gravado foi entregue à Polícia Civil, que solicitará uma perícia, cujo resultado deverá ser divulgado em até 30 dias.

Um fato intrigante sobre o rumoroso caso aconteceu ainda na delegacia, onde o presidente da Câmara de Canaã, Junior Garra, deu entrevista à Imprensa e afirmou na “cara dura” que eles “plantaram uma casinha”, alegando que a comunidade estava revoltada com casos de extorsão. “Quem tiver com o IPVA atrasado, ou sem a CNH, deve ser multado. O que não vamos aceitar é a corrupção, a extorsão da nossa população como ficou comprovado nas filmagens”. (Denilton Resque)

Comentários

Mais

Bando ataca carro forte que vinha para Marabá

Bando ataca carro forte que vinha para Marabá

Um carro forte da empresa Prosegur foi alvo de um bando de assaltantes na tarde desta quinta-feira, por volta de…
DECA é alvo de denúncia dos movimentos sociais

DECA é alvo de denúncia dos movimentos sociais

Documento assinado por 11 entidades que militam na área da luta pela terra e dos direitos humanos denunciam “despejos e…
Mulher é suspeita na morte de mototaxista

Mulher é suspeita na morte de mototaxista

A morte do mototaxista Josiel Mota da Silva gerou comoção e revolta na cidade de Anapu e resultou na destruição…
Furtos em veículos com tecnologia “Chapolin” voltam a acontecer em Marabá

Furtos em veículos com tecnologia “Chapolin” voltam a acontecer em Marabá

A Polícia Civil vem investigando crimes de furtos em veículos que estão sendo praticados com o uso de um mecanismo…
Jeep é abandonado com sangue e corpo é encontrado boiando no Itacaiunas

Jeep é abandonado com sangue e corpo é encontrado boiando no Itacaiunas

Dois fatos podem até não ter ligação, mas a Polícia Civil investiga ambos e tenta fazer uma conexão entre eles.…
Dupla é executada a tiros na frente de escola de Parauapebas

Dupla é executada a tiros na frente de escola de Parauapebas

Leonardo de Jesus Oliveira, de 23 anos, e Raimundo Nonato Peixoto, de 24 anos, foram executados a tiros na noite…