Correio de Carajás

Polícia faz buscas nas mansões de Deolane e Tirulipa

Os influenciadores digitais Deolane Bezerra e Tirulipa informaram, por meio de suas defesas nas redes sociais, que a Polícia Civil fez buscas e apreensões em suas casas nesta quarta-feira (14) em Barueri, na Grande São Paulo. Não ocorreram prisões, mas foram levados itens e objetos de valor da advogada e do humorista.

Segundo advogados deles, a investigação quer saber se Deolane e Tirulipa teriam relação com a Betzord, empresa de apostas esportivas na internet. A Betzord é investiga pelo 27º Distrito Policial (DP), Campo Belo, por suspeita de crime contra a economia popular e associação criminosa”, segundo a nota da defesa do humorista.

Em comunicados divulgados à imprensa pelo Instagram, os departamentos jurídicos de Deolane e de Tirulipa negaram qualquer envolvimento de seus clientes em um suposto esquema criminoso com a Betzord, que é investigado pela polícia. Informaram ainda que os influenciadores só tiveram contratos de patrocínio com a empresa em 2021.

Leia mais:

Deolane Bezerra é advogada e influenciadora digital — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal
Deolane Bezerra é advogada e influenciadora digital — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Até a última atualização desta matéria a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o Ministério Público (MP) e todos órgãos de São Paulo, não haviam respondido os questionamentos do g1 sobre o assunto. Por nota, a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça (TJ) respondeu que “esse caso tramita em segredo de justiça e não temos informações disponíveis.”

A reportagem não conseguiu falar com Deolane, mas entrou em contato nesta sexta-feira (15) com sua defesa (veja abaixo). Sem citar a operação policial, a influenciadora chegou a gravar um vídeo em sua rede social após a busca e apreensão na mansão, no qual diz que terá mais uma “processo”. Tirulipa e seus advogados não foram localizados, nem os representantes da Betzord.

O caso foi revelado pelo na quinta-feira (14) pelo Metrópoles. De acordo com o site e o Diário do Nordeste, Deolane e Tirulipa têm residências em Alphaville, condomínio de casas de alto padrão.

Influenciadores e empresa negam envolvimento com crime

 

Capacho em porta de mansão de Deolane Bezerra traz trecho de música de MC Kevin — Foto: Marcelo Brandt/g1
Capacho em porta de mansão de Deolane Bezerra traz trecho de música de MC Kevin — Foto: Marcelo Brandt/g1

Cumpriram a ordem judicial de busca e apreensão a fim de coletar provas para o inquérito policial que busca investigar diversos influenciadores que fizeram publicidades para a empresa Betzord, a qual atua no seguimento de jogos e apostas esportivas on-line”, informa trecho da nota divulgada no Instagram do escritório Adélia Soares Advogados, que defende os interesses de Deolane.

 

Segundo a advogada, “na determinação judicial, a Deolane Bezerra é elencada apenas como averiguada, em decorrência de um suposto patrocínio da empresa investigada, em relação a uma festa que ocorreu me meados de 2021, não fazendo qualquer ligação de fato criminoso à influenciadora”.

Humorista Tirulipa durante espetáculo — Foto: Reprodução/Facebook
Humorista Tirulipa durante espetáculo — Foto: Reprodução/Facebook

Também por nota divulgada no Instagram, a defesa de Tirulipa negou qualquer envolvimento do artista em supostas irregularidades cometidas pela Betzord.

“A assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa”, informa um dos trechos do comunicado divulgado pelos advogados Caio Sanas e Jamilson de Morais Veras, que defendem os interesses de Tirulipa.

 

“Além disso, não figura como investigado no inquérito. Vale destacar que o artista realizou apenas uma ação de divulgação pontual e única, no ano de 2021, para a empresa investigada”, informa o texto.

27º Distrito Policial (DP), no Campo Belo, investiga empresa por suspeita de irregularidades em apostas pelas internet — Foto: Reprodução/Google Maps
27º Distrito Policial (DP), no Campo Belo, investiga empresa por suspeita de irregularidades em apostas pelas internet — Foto: Reprodução/Google Maps

Em sua página no Instagram, a defesa da Betzord informou que a empresa nega qualquer irregularidade envolvendo seu trabalho com apostas e que procura a polícia para esclarecer o assunto.

A BETZORD tomou conhecimento que está sendo investigada por autoridade policial, em inquérito originado para apurar o comércio de rifas nas redes sociais. A empresa está buscando as autoridades policiais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais”, informa um trecho da nota divulgada e assinada pelo advogado Huendel Rolim, da Equipe Betzord.

O que diz a defesa de Deolane

 

Por meio de nota, defesa de Deolane negou que sua cliente seja investigada por suspeita de crime — Foto: Reprodução/Divulgação
Por meio de nota, defesa de Deolane negou que sua cliente seja investigada por suspeita de crime — Foto: Reprodução/Divulgação

“A assessoria jurídica da advogada e influenciadora DEOLANE BEZERRA comunica que, no dia de hoje a influenciadora recebeu em sua residência a equipe de investigação do 27º DP, ao qual cumpriram a ordem judicial de busca e apreensão a fim de coletar provas para o inquérito policial que busca investigar diversos influenciadores que fizeram publicidades para a empresa Betzord, a qual atua no seguimento de jogos e apostas esportivas on-line. Na determinação judicial, a Deolane Bezerra é elencada APENAS como averiguada, em decorrência de um suposto patrocínio da empresa investigada, em relação a uma festa que ocorreu em meados de 2021, não fazendo qualquer ligação de fato criminoso à influenciadora. Cumpre esclarecer que, todos os contratantes da Deolane Bezerra passam por um rigoroso processo de avaliação de idoneidade da empresa/pessoa, bem como, sobre o crivo da legalidade do produto/serviço a ser divulgado pela influenciadora. Desta forma, seguimos tranquilos colaborando com as investigações e confiantes na lisura do processo judicial. Cumpre salientar que, repudiamos e tomaremos as providencias cabíveis contra qualquer tentativa de sensacionalismo que tentem vincular a imagem da Deolane Bezerra a condutas delituosas. Em observância a limitação do segredo de justiça para o apuratório, é o que temos no momento para explicitar”, informa nota divulgada pela defesa de Deolane.

Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, faz tatuagem em homenagem ao cantor: 'No meu coração, só ficará momentos bons' — Foto: Reprodução/Instagram
Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, faz tatuagem em homenagem ao cantor: ‘No meu coração, só ficará momentos bons’ — Foto: Reprodução/Instagram

Procurada nesta sexta-feira (15) pelo g1, o escritório Adélia Soares Advogados não informou o que foi apreendido na casa de Deolane, alegando que o caso está sob sigilo judicial. Mas confirmou que a residência fica em Barueri, onde a polícia levou equipamentos eletrônicos.

“No que se refere aos objetos apreendidos, o processo tramita em segredo de justiça, por este motivo não podemos prestar maiores informações, todavia, foi sim expedido Mandado Judicial para busca e apreensão de aparelhos eletrônicos“, informa comunicado enviado à reportagem.

 

A advogada e influenciadora digital Deolane tem 34 anos e mais de 14 milhões de seguidores no Instagram. Ela é viúva do MC Kevin, morto em maio de 2021 ao cair do apartamento de um hotel onde estava hospedado no Rio de Janeiro. A polícia concluiu que a morte dele foi acidental e o caso foi arquivado. O funkeiro tinha 23 anos.

Após a busca e apreensão em sua mansão, Deolane chegou a gravar um vídeo em sua rede social na qual comenta, sem citar a operação policial, que irá ter mais um processo.

“Gente do céu, acabei de descer do avião e meu celular está estourado. Vou ver tudo que estão falando a meu respeito mais uma vez. É, Brasil, é sobre isso. Ter opinião política, ser verdadeira e trabalhar honestamente muitas vezes gera isso, né? Mas vamos para mais um processo“, diz a influenciadora.

 

O que diz a defesa de Tirulipa

Por meio de nota a defesa de Tirulipa também nega envolvimento do humorista com o crime — Foto: Reprodução/Divulgação
Por meio de nota a defesa de Tirulipa também nega envolvimento do humorista com o crime — Foto: Reprodução/Divulgação

“Em atenção ao que vem sendo veiculado na mídia acerca do cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do humorista Tirulipa, a assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa. Além disso, não figura como investigado no inquérito. Vale destacar que o artista realizou apenas uma ação de divulgação pontual e única, no ano de 2021, para a empresa investigada. Ressalta-se ainda, que todos os valores e itens apreendidos em sua casa são provenientes do seu trabalho, legalmente declarados e já estão sendo devolvidos ao artista, que segue contribuindo com toda a investigação e à disposição da justiça!”, informa nota divulgada nesta pela defesa de Tirulipa, que é feita pelos advogados Caio Sanas e Jamilson de Morais Veras.

Tiririca vota na Câmara dos Deputados — Foto: Reprodução/ Arquivo/ TV Globo
Tiririca vota na Câmara dos Deputados — Foto: Reprodução/ Arquivo/ TV Globo

Tirulipa é o nome artístico de Everson de Brito Silva, humorista com mais de 35 milhões de seguidores no Instagram. Ele tem 37 anos e é filho do também humorista Tirica, que atualmente é deputado federal.

O que diz a defesa da Betzord

 

Nota da Betzord informa que a empresa é investigada pela polícia, mas nega irregularidades — Foto: Reprodução/Divulgação
Nota da Betzord informa que a empresa é investigada pela polícia, mas nega irregularidades — Foto: Reprodução/Divulgação

“A BETZORD tomou conhecimento que está sendo investigada por autoridade policial, em inquérito originado para apurar o comércio de rifas nas redes sociais. A empresa está buscando as autoridades policiais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais. Em respeito aos seus consumidores reitera que sempre pautou sua conduta profissional dentro dos limites legais e seu produto é registrado nos órgãos competentes. A empresa contribui e sempre irá contribuir com as investigações e quando oportunizado demonstrará a legalidade de seus atos. A todos os nossos clientes, informamos que estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos e que continuaremos e seguiremos atuando com responsabilidade”, informa por meio de nota divulgada pelo advogado Huendel Rolim, da Equipe Betzord.

(Fonte:G1)

Comentários