Correio de Carajás

Polícia: Casal de assaltantes se dá mal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nos anos trinta, o casal de assaltantes Bonnie e Clyde tocou o terror nos Estados Unidos, tornando-se celebridades e virando até mesmo tema de filmes no cinema. Certamente o casal Rosicleia Andrade de Sousa e Ramilson Gonçalves da Silva, presos esta semana em Marabá, nunca ouviu falar dos assaltantes famosos, mas tiveram destino quase semelhante. Enquanto Bonnie e Clyde foram mortos em confronto com a polícia, Rosi e Ramilson foram atropelados pela caminhonete de uma testemunha que presenciou um assalto praticado por eles e mandou o casal direto para o Hospital Municipal de Marabá (HMM).

O caso se registrou no feriado de Finados, nas ruas da Nova Marabá, onde Rosi e Ramilson circulavam numa moto atacando pessoas, de quem tomavam celular, dinheiro e o que mais pudessem. De compleição física frágil como Bonnie, a assaltante Rosi usava uma faca para intimidar as vítimas. Mas uma testemunha, que dirigia uma caminhonete, ao perceber um assalto, jogou o carro em cima da moto do casal de foras da lei, deixando os dois estatelados no meio da pista. O fato aconteceu nas proximidades da rotatória que interliga as Folhas 15, 16, 22 e 23.

Acionados para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito, policiais militares que estavam de serviço pela Nova Marabá só souberam do que se tratava quando chegaram ao local e receberam informação de que os acidentes fizeram um assalto, mas o motorista de uma caminhonete, ao ver a ação criminosa, perseguiu o casal de assaltantes até abalroa-los.

Leia mais:

Ao se dirigirem ao HMM, onde os acusados estavam recebendo os primeiros cuidados, os militares conseguiram recuperar um aparelho celular que havia sido roubado de uma pessoa. Ao ser contatada por telefone pelos militares, a vítima confirmou ter sido assaltada na Folha 32 e correu até a delegacia para reaver seu bem e registrar ocorrência contra o casal de assaltantes.

Ontem (3), pela manhã, no momento em que Rosi e Ramilson eram transferidos para a custódia da Superintendência do Sistema Penal (SUSIPE), os dois estavam bastante machucados devido a batida. Quem mais sofria de dores era Rosicleia, que mal conseguia andar e gemia bastante. Quem a via naquela situação sentia dó da mulher, devido sua aparência frágil e por estar cheia de ferimentos. O problema é que, horas antes, armada de uma faca, ela não tinha pena de ninguém. 

Saiba+

Durante a audiência de custódia, a Justiça manteve a prisão em flagrante de Rosicleia Andrade de Sousa e Ramilson Gonçalves da Silva, por roubo majorado. O crime é previsto no Artigo 157 do Código Penal Brasileiro, cuja pena varia de quatro a 10 anos de reclusão.

(Chagas Filho com informações de Josseli Carvalho)

Nos anos trinta, o casal de assaltantes Bonnie e Clyde tocou o terror nos Estados Unidos, tornando-se celebridades e virando até mesmo tema de filmes no cinema. Certamente o casal Rosicleia Andrade de Sousa e Ramilson Gonçalves da Silva, presos esta semana em Marabá, nunca ouviu falar dos assaltantes famosos, mas tiveram destino quase semelhante. Enquanto Bonnie e Clyde foram mortos em confronto com a polícia, Rosi e Ramilson foram atropelados pela caminhonete de uma testemunha que presenciou um assalto praticado por eles e mandou o casal direto para o Hospital Municipal de Marabá (HMM).

O caso se registrou no feriado de Finados, nas ruas da Nova Marabá, onde Rosi e Ramilson circulavam numa moto atacando pessoas, de quem tomavam celular, dinheiro e o que mais pudessem. De compleição física frágil como Bonnie, a assaltante Rosi usava uma faca para intimidar as vítimas. Mas uma testemunha, que dirigia uma caminhonete, ao perceber um assalto, jogou o carro em cima da moto do casal de foras da lei, deixando os dois estatelados no meio da pista. O fato aconteceu nas proximidades da rotatória que interliga as Folhas 15, 16, 22 e 23.

Acionados para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito, policiais militares que estavam de serviço pela Nova Marabá só souberam do que se tratava quando chegaram ao local e receberam informação de que os acidentes fizeram um assalto, mas o motorista de uma caminhonete, ao ver a ação criminosa, perseguiu o casal de assaltantes até abalroa-los.

Ao se dirigirem ao HMM, onde os acusados estavam recebendo os primeiros cuidados, os militares conseguiram recuperar um aparelho celular que havia sido roubado de uma pessoa. Ao ser contatada por telefone pelos militares, a vítima confirmou ter sido assaltada na Folha 32 e correu até a delegacia para reaver seu bem e registrar ocorrência contra o casal de assaltantes.

Ontem (3), pela manhã, no momento em que Rosi e Ramilson eram transferidos para a custódia da Superintendência do Sistema Penal (SUSIPE), os dois estavam bastante machucados devido a batida. Quem mais sofria de dores era Rosicleia, que mal conseguia andar e gemia bastante. Quem a via naquela situação sentia dó da mulher, devido sua aparência frágil e por estar cheia de ferimentos. O problema é que, horas antes, armada de uma faca, ela não tinha pena de ninguém. 

Saiba+

Durante a audiência de custódia, a Justiça manteve a prisão em flagrante de Rosicleia Andrade de Sousa e Ramilson Gonçalves da Silva, por roubo majorado. O crime é previsto no Artigo 157 do Código Penal Brasileiro, cuja pena varia de quatro a 10 anos de reclusão.

(Chagas Filho com informações de Josseli Carvalho)

Comentários

Mais

Possível suicídio em delegacia de Rondon é investigado

Possível suicídio em delegacia de Rondon é investigado

Entrou em investigação um possível suicídio acontecido dentro da Delegacia de Polícia Civil de Rondon do Pará na manhã deste…
Traficante usava filha na comercialização da droga

Traficante usava filha na comercialização da droga

Foi preso neste sábado (19) Elenildo Escardoa da Silva, acusado de tráfico de drogas e corrupção de menor, no bairro…
Marabá: Federal realiza flagrante de droga apreendido pela PRF

Marabá: Federal realiza flagrante de droga apreendido pela PRF

A Delegacia da Polícia Federal de Marabá/PA recebeu uma ocorrência policial apresentada pela PRF, tratando-se de um transporte de drogas…
Mulher sofre injúria racial e ameaça de morte

Mulher sofre injúria racial e ameaça de morte

Foi apresentado às autoridades de polícia: Cleiton Sousa dos Santos, de 34 anos, no bairro Tropical II, em Parauapebas. O…
Pai perde filho em acidente de moto

Pai perde filho em acidente de moto

Nesta sexta-feira (18) um acidente envolvendo uma moto e um carro com caçamba vitimou Jardson Carvalho Santos, de 18 anos,…
Divisão de Homicídios faz investigação em Altamira

Divisão de Homicídios faz investigação em Altamira

A conclusão do trabalho de perícia no cadáver de um homem encontrado enforcado com ferimentos nos pulsos e na região…