Correio de Carajás

Marabá fica de luto por três dias e Ray Athie assumirá vaga de Tiago Koch na Câmara

Ray atuou ao lado de Tiago Koch na legislatura passada e, por ironia do destino, assumirá a vaga deixada por este
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Vereador Tiago era líder do governo de Tião Miranda no Legislativo e bastante respeitado por colegas e servidores da Casa

A Prefeitura de Marabá e a Câmara Municipal decretaram, no final da tarde deste domingo, luto oficial de três dias no município, a partir desta segunda-feira, dia 3 de maio. Além disso, o presidente da Câmara informou que não haverá as duas sessões ordinárias previstas para esta semana, na terça e quarta-feira, dias 4 e 5.

Leia nota da Câmara publicada após as 17h30 de hoje:

O presidente da Câmara Municipal de Marabá, Pedro Corrêa Lima (DEM), decretou luto oficial na sede do Poder Legislativo pela morte do vereador Tiago Batista Koch (PSD), ocorrida neste domingo, dia 2 de maio. Pela decisão, que passa a valer nesta segunda-feira, dia 3, ficam suspensas, as sessões desta semana, que ocorrem tradicionalmente às terças e quartas-feiras, bem como as comissões da Casa.

Leia mais:

Tiago Koch tinha 39 anos e estava internado no Hospital Regional Público do Sudeste Dr. Geraldo Veloso. O enterro de seu corpo ocorreu no final da tarde deste domingo, depois que um cortejo saiu do HR, passou pela Câmara e seguiu para o Cemitério Jardim da Saudade, na Folha 29”.

Veja a nota da Prefeitura, também publicada após as 17 horas:

“O Prefeito de Marabá Tião Miranda decreta luto oficial de três dias pelo falecimento de um político comprometido com o município que deixa como legado seu exemplo de amor pela cidade e cuidado com o próximo. A prefeitura externa seu profundo pesar aos familiares e amigos do vereador Tiago Koch”.

A vacância do cargo de vereador, deixada por Tiago Koch deverá ser ocupada por Ivanildo Bandeira Athie, o Ray Athie, primeiro suplente do PSD, mesmo partido de Koch. Mas quem faz o comunicado é a Justiça Eleitoral e a Mesa Diretora da Câmara apenas empossa o parlamentar. Essa cerimônia não tem data para acontecer, mas segundo outro vereador, consultado pelo Portal Correio, isso só deve acontecer a partir da segunda semana do mês de maio, em cerimônia privada na Presidência e não no Plenário, em função das restrições impostas pela covid-19.

Com 53 anos de idade, Ray será vereador pela segunda vez. Entre 2017 e 2020 ele exercera o cargo, mas não conseguiu reeleger-se, ficando na primeira suplência do partido. Esperava assumir a Secretaria de Esportes, mas foi preterido pelo prefeito Tião Miranda, que indicou seu próprio filho para o cargo, Thiago Miranda. Mesmo assim, não deve afastar-se da bancada governista.

Nos próximos dias, o prefeito Tião Miranda deverá indicar qual dos vereadores ocupará o cargo de líder de governo na Câmara, defendido tão bem por Tiago Koch nos últimos anos, a ponto de ser mantido de um mandato para o outro, por conseguir uma boa interlocução entre vereadores e a gestão do Executivo.

Mais

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei complementar que estende até o fim de 2021 a autorização concedida a estados,…
Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da…
Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (6) em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia…
Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Em depoimento nesta quinta-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo…
Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo…
Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Em discurso hoje (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as manifestações ocorridas no 1º de…