Correio de Carajás

PM de Jacundá faz caçada e prende suspeito de feminicídio em Tucumã

Policiais de Jacundá percorreram mais de 100 quilômetros até encontrar e prender Valmir Góes/ Foto: divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Policiais da 18ª Companhia Independente de Polícia Militar de Jacundá (CIPM) realizaram a prisão de Valmir de Sousa Goés pelo crime de feminicídio e ocultação de cadáver, ocorrido no dia 9 deste mês na cidade de Tucumã, na região sul do Pará. Ele estava escondido numa propriedade rural do município.

Valmir Goés é suspeito pela morte de Otaciane Rodrigues da Costa Faustino. A vítima foi encontrada enterrada nos fundos de uma chácara onde o casal trabalhava, às proximidades do Setor Lago das Rosas. A Polícia Civil abriu inquérito e apontou Valmir como autor da morte. Na ocasião, o suspeito contou duas versões. A primeira para seus pais, para quem disse que teria matado a mulher. Aos familiares da vítima, ele contou que a mulher havia morrido de covid-19. O suspeito pediu demissão aos donos da chácara e saiu da cidade de Tucumã.

Numa operação que começou às 10h de terça-feira (16) e terminou com êxito às 15h30 de quinta-feira (17), a guarnição da PM composta pelos militares aspirante Romano, cabo Valente e soldados Pessoa e Davi, cumpriu a operação “Colher de Chumbo”.

Leia mais:

Segundo o comandante da 18ª CIPM, tenente coronel Emmett, a Polícia Civil de Tucumã informou que o suspeito estaria na zona rural do município de Jacundá, na região sudeste do Estado. “Iniciamos ações de inteligência envolvendo coleta de dados e buscas, in loco, para cumprir a diligência e efetuar a captura do acusado, assegurando a ordem pública e conveniência da instrução criminal”.

A guarnição percorreu mais de 100 quilômetros de estradas vicinais e entrou em áreas de difícil acesso em busca do paradeiro de Valmir Goés, que estava escondido numa área de mata fechada. A busca foi concluída na quinta-feira, após horas de espera em ponto estratégico para não comprometer a ação policial.

“Após algumas horas o acusado foi avistado saindo da área de mata em direção a um veículo, quando foi capturado e dado voz de prisão. Ao ser indagado sobre autoria do crime, o mesmo assumiu o feminicídio e confessou ter enterrado o corpo da mulher.

O suspeito foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Jacundá para os procedimentos cabíveis, por volta das 15h30 de ontem. Ele deverá ser recambiado para Tucumã, onde ficará à disposição da Justiça. (Antonio Barroso)

Comentários

Mais

Condenado saiu da cadeia para o Dia das Mães e passou 10 anos fora

Condenado saiu da cadeia para o Dia das Mães e passou 10 anos fora

Josivaldo Ribeiro Goncalves, de 35 anos, foi preso em Parauapebas, na manhã desta quinta-feira (24), após ter sido alvo de…
Corpo de adolescente com cabeça decepada é encontrado em Marabá

Corpo de adolescente com cabeça decepada é encontrado em Marabá

No final da manhã desta quinta-feira, 24, a Polícia Militar de Marabá foi acionada por causa de um corpo que…
Dono de extensa ficha criminal é preso dando rolê em moto furtada

Dono de extensa ficha criminal é preso dando rolê em moto furtada

Edgar Saroa Dias de Oliveira, de 31 anos, não conseguiu deixar para trás a “má sorte” que o acompanhava quando…
Justiça mantém prisões de empresários e advogado de Parauapebas

Justiça mantém prisões de empresários e advogado de Parauapebas

Em audiência de custódia realizada na manhã desta quinta-feira (24), na 2ª Vara Criminal, no Fórum da Comarca de Parauapebas,…
Cães da Guarda Municipal localizam drogas outra vez

Cães da Guarda Municipal localizam drogas outra vez

A Polícia Militar e a Guarda Municipal apreenderam quase 6 quilos de drogas (mais de 4 kg de maconha e…
Mandante e executor são presos pela Civil

Mandante e executor são presos pela Civil

Dois homens foram presos acusados de envolvimento na morte do traficante Danielson Moreira Carvalho, o Dani, 30 anos, executado com…