Correio de Carajás

PM aumenta o efetivo e orienta quanto aos cuidados no final de ano

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com a proximidade da tradicional festa de Ano Novo, a Polícia Militar aumentou o contingente nas ruas e o número de viaturas. A medida integra a ação Festas Seguras, feita em parceria com a Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Postura, DMTU, Semma, entre outros órgãos públicos.

Segundo o Major Oeiras, do 4º Batalhão de Polícia Militar, a ação conjunta se estende até a virada do ano e terá um reforço especial durante a festa de réveillon. “A operação começou no início do mês, integrada a outros órgãos e agora será reforçada nesta última semana do ano. Fizemos uma reunião para o alinhamento das ações. Para o réveillon, vamos disponibilizar quatro viaturas, motos, além de 80 policiais militares só na área da Velha Marabá, além do policiamento nos outros núcleos”, explica o Major.

Além disso, Major Oeiras orienta a população sobre algumas medidas a serem tomadas para garantir uma virada de ano segura e sem intercorrências. “Dezembro é um mês festivo, de muitas confraternizações, festa natalina, ano novo. Primeiramente a gente recomenda que a população tenha prudência em relação a bebida alcóolica, para evitar acidentes e possíveis vítimas fatais. Neste sentido, o DMTU e a PRF já estão nas ruas para coordenar e fiscalizar as ocorrências relativas ao trânsito”, explica.

Leia mais:

Outra dica que o Major dá é em relação aos autocuidados para garantir tanto a integridade física quanto a dos próprios bens. “É importante que a população faça a parte preventiva. Por exemplo, neste período, o número de furtos de veículos aumenta. Então, sabendo disso, é importante que os proprietários de carro coloquem alarmes nos seus veículos, afim de coibir essa prática. Também ao andar nas ruas, especialmente na área comercial, sempre colocar bolsa para frente e evitar colocar o aparelho celular no bolso de trás da calça”, orienta.

O comandante destaca a importância de reforçar a segurança das casas neste período, principalmente das que vão ficar vazias por motivos de viagem. “Muitas pessoas viajam e deixam suas casas sozinhas. Para evitar o risco de voltar e ver que a casa foi arrombada, é importante deixar sempre alguém com a incumbência de olhar a sua casa. A presença de pessoas no domicílio reduz a chance desse tipo de prática”, explica.

Major Oeiras ressalta também a importância da população participar em parceria com os órgãos de segurança pública para a redução de crimes. “A comunidade também faz parte da segurança pública. Então, pequenas medidas tomadas por ela são essenciais para evitar intercorrências. Sempre que presenciarem algum tipo de situação ou ato criminoso, é só ligar para o 190 e realizar a denúncia”, finaliza. (Bianca Levy e Josseli Carvalho)

Comentários

Mais

Noemi Gerbelli, a diretora Olívia de 'Carrossel', morre aos 68 anos

Noemi Gerbelli, a diretora Olívia de 'Carrossel', morre aos 68 anos

Noemi Gerbelli, atriz que ficou conhecida, entre outros trabalhos, como a diretora Olívia da novela “Carrossel” (2012/2013), morreu aos 68…
Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Na noite desta terça-feira, dia 30 de novembro, a Escola do Legislativo de Marabá (Elmar) realizou o 6º Sarau Líteromusical,…
Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

O Pará contabilizou mais 695 casos de Covid-19 e 16 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

O ator Alec Baldwin declarou em entrevista para TV que não puxou o gatilho da arma que matou a diretora de fotografia Halyna…
MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (1º) o edital com o cronograma e os procedimentos para participação das mantenedoras de…
HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

No Brasil, 694 mil pessoas estão em tratamento contra o HIV. Apenas neste ano, 45 mil novos pacientes iniciaram a…