Ads

Foi a óbito o motociclista que teve o pescoço lesionado por uma linha de pipa com cerol na tarde deste sábado (27), em Marabá. O Portal Correio de Carajás apurou que o homem se chamaria Davi Pereira da Silva, e que teria idade aproximada 30 anos e trabalhava numa geleira na Folha 21, na Nova Marabá.

Ads

Foi ali perto, em frente ao Ginásio da Folha 16, que ele teve contato com a linha de uma pipa que era empinada por um adolescente. A vítima trafegava de moto quando de repente foi ao chão. As primeiras pessoas que o socorreram logo perceberam que pelo sangramento no pescoço, era um caso de linha com cerol.

O Samu foi acionado e rapidamente uma ambulância chegou ao local. Dado a gravidade da ocorrência, o paciente foi levado direto para o Hospital Regional do Sudeste do Pará, e lá, direto para a sala de cirurgia. Apesar da rapidez do atendimento, não foi possível salvá-lo, segundo uma fonte do hospital, devido à perda de muito sangue.

“Ele teve um esgorjamento mecânico, com corte tão profundo que pegou muitos vasos sanguíneos. Isso complicou tudo. Lamentável esse tipo de ocorrência”, disse a fonte do Correio de Carajás, que pediu para não ter o nome divulgado.

Familiares e a esposa do rapaz chegaram rapidamente ao hospital, mas receberam a notícia do óbito, fato que causou tristeza e revolta.

Entenda

Cerol, cortante e preparo são nomes atribuídos a uma mistura de cola de sapateiro com vidro moído, que é aplicada à linha de empinar pipa, tornando-a extremamente cortante, o que pode trazer riscos (inclusive de morte) tanto para quem aplica quanto para quem usa ou tem contato com ela, como foi o caso da vítima. (Da Redação)

Ads