Correio de Carajás

PF quer mais tempo para conclusão de investigações

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Supremo Tribunal Federal recebeu nesta segunda-feira (19) o inquérito elaborado pela Polícia Federal sobre o presidente Michel Temer. A PF também pediu mais tempo para a conclusão das investigações. O presidente passou a ser investigado por corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa, desde que os executivos da JBS fizeram acordo de delação premiada.

Para Rodrigo Janot, procurador-geral da República, Temer e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) agiram juntos para tentar frear a Operação Lava Jato. Segundo o Ministério Público Federal, o presidente demonstrou estar “de acordo” com o repasse de dinheiro ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), como uma forma de garantia de que o político não feche acordo de delação.

Apesar disso, o presidente tem sido enfático ao rebater as acusações levantadas contra ele, tem dito que não atuou para beneficiar a JBS e que não teme delação premiada. Temer processou Joesley Batista, dono da JBS, por calúnia, injúria e difamação.

Leia mais:

O Supremo Tribunal Federal recebeu nesta segunda-feira (19) o inquérito elaborado pela Polícia Federal sobre o presidente Michel Temer. A PF também pediu mais tempo para a conclusão das investigações. O presidente passou a ser investigado por corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa, desde que os executivos da JBS fizeram acordo de delação premiada.

Para Rodrigo Janot, procurador-geral da República, Temer e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) agiram juntos para tentar frear a Operação Lava Jato. Segundo o Ministério Público Federal, o presidente demonstrou estar “de acordo” com o repasse de dinheiro ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), como uma forma de garantia de que o político não feche acordo de delação.

Apesar disso, o presidente tem sido enfático ao rebater as acusações levantadas contra ele, tem dito que não atuou para beneficiar a JBS e que não teme delação premiada. Temer processou Joesley Batista, dono da JBS, por calúnia, injúria e difamação.

Comentários

Mais

Barbados se torna república e declara Rihanna heroína nacional

Barbados se torna república e declara Rihanna heroína nacional

Barbados se tornou oficialmente uma república na segunda-feira (29) à noite, em uma cerimônia na qual a rainha Elizabeth II deixou de ser…
Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL

Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL

O presidente Jair Bolsonaro se filiou hoje (30) ao Partido Liberal (PL). O ato de assinatura da ficha de filiação…
Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

O Ministério da Cidadania envia até esta terça-feira (30) mensagens de celular (SMS) orientando a devolução voluntária de recursos recebidos…
Ministério lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Ministério lança campanha de combate ao mosquito da dengue

O Ministério da Saúde lançou hoje (30) a campanha nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e…
Congresso vota na segunda-feira regras de transparência nas emendas

Congresso vota na segunda-feira regras de transparência nas emendas

O Congresso Nacional analisa na próxima segunda-feira (29) o Projeto de Resolução nº 4/2021, que cria regras para a destinação de…
Alepa aprova novo mínimo de investimentos para PPP’s

Alepa aprova novo mínimo de investimentos para PPP’s

Os parlamentares aprovaram no dia 23 três Projetos de Lei do executivo estadual. O Projeto de Lei Complementar cria a…