Correio de Carajás

PF cumpre mais de 30 mandados no Pará por fraudes no Auxílio Emergencial

FOTOS: Divulgação Polícia Federal

ANIMUS FRAUDANDI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Seis estados são palco da Operação Animus Fraudandi, desencadeada na manhã desta quinta-feira (22) pela Polícia Federal em combate a fraudes aos auxílios emergenciais que estão sendo pagos à parte da população com dificuldades financeiras por causa da pandemia. No Pará, estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão e sequestro/bloqueio de bens e valores expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal da Secção Judiciária no Estado do Pará.

Ao todo, estão sendo cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de sequestro de bens, somando R$ 60 mil bloqueados por determinação judicial, em ações que ocorrem também na Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso e Santa Catarina, com a participação de aproximadamente 120 Policiais Federais. A operação, no todo, possui 443 mandados de busca e apreensão e 50 mandados de prisão para cumprimento.

Leia mais:

O trabalho de investigação foi realizado em união de esforços denominada “Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE)” da qual participam a PF, o Ministério Público Federal, o Ministério da Cidadania, a CAIXA, a Receita Federal, a Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Os objetivos dessa junção institucional são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização dos integrantes, além de recuperar os valores para os cofres da Federação.

A hipótese criminal investigada na operação iniciada nesta quinta-feira no Pará limita-se aos crimes de furto qualificado mediante fraude, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro praticados por indivíduos que teriam se beneficiado de valores fraudados do auxílio emergencial de 20 vítimas. Os envolvidos serão indiciados pelos crimes, estando sujeitos a penas que somadas podem ultrapassar os 20 anos de prisão.

A operação foi batizada Animus Fraudandi, expressão em latin que significa “intenção de fraudar”, à qual remete ao caráter fraudulento e intencional dos desvios de valores identificados no curso das investigações. (Henrique Garcia)

Comentários

Mais

Mulher confirma bolsa fedendo a maconha, mas nega tráfico da droga

Mulher confirma bolsa fedendo a maconha, mas nega tráfico da droga

Maiza Rocha Azevedo, de 23 anos, foi presa na noite desta terça-feira (2), pouco antes da meia-noite, em uma van…
Homem é torturado e morto no Bairro Bom Planalto

Homem é torturado e morto no Bairro Bom Planalto

Mais um caso de assassinato está nas mãos da equipe do delegado Toni Vargas, titular do Departamento de Homicídios da…
Criança de cinco anos sofre abuso por vizinho alcoolizado

Criança de cinco anos sofre abuso por vizinho alcoolizado

Elilson Jhon Bezerra da Silva foi preso na manhã de segunda-feira (2), em Parauapebas, acusado de estupro de vulnerável contra…
Homem é linchado após esfaquear mulher

Homem é linchado após esfaquear mulher

Um homem quase foi linchado após esfaquear uma mulher na tarde do último sábado, 31, em Conceição do Araguaia, região…
Anapu registra três homicídios em menos de 24 horas

Anapu registra três homicídios em menos de 24 horas

A Polícia Civil do município de Anapu, no Sudoeste do Pará, investiga três casos de homicídios ocorridos na manhã de…
Assaltante de van morre após troca de tiros com a PM

Assaltante de van morre após troca de tiros com a PM

Após participar do assalto a van e do roubo de uma motocicleta na tarde de sábado (31), um homem, que…