Correio de Carajás

Pedrinho cobra hemodiálise no Hospital Regional

Pedro Corrêa diz que pacientes de vários municípios da região sofrem com falta de hemodiálise no HR
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Durante a sessão de reabertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Marabá nesta terça-feira, dia 6 de agosto, o presidente da Casa, Pedro Corrêa Lima, voltou a cobrar do governo do Estado que atenda, de uma vez por todas, o clamor do povo por tratamento de oncologia (contra o câncer) em Marabá, para dar mais dignidade às pessoas que sofrem com essa doença e também a seus familiares.

Ele lembrou que o governo anterior chegou a publicar no Diário Oficial do Estado o convênio com uma clínica de Marabá, todavia, como não deixou rubrica definida na Lei Orçamentária para o exercício de 2019, a gestão atual alegou que não tinha como efetivar o serviço no município. “Enquanto isso, muitas pessoas sofrem, num vai-e-vem sem fim para Belém, com desgaste físico e emocional”, lamenta.

Outro assunto que ele enfatizou e pediu solução por parte do governo do Estado é o serviço de hemodiálise no Hospital Regional Público do Sudeste. Pedrinho lembrou que em dezembro do ano passado, o espaço foi inaugurado em um novo bloco, com capacidade para 20 máquinas de hemodiálise, mas até hoje o serviço não funcionou. “Achávamos que os detalhes que faltavam já estariam resolvidos nesse período e que os pacientes poderiam ter acesso à hemodiálise”, disse.

Leia mais:

Pedro também pediu aos vereadores que têm acesso ao governo do Estado para que chamem a atenção dos gestores sobre essa situação. “Sabemos da dificuldade do aporte financeiro, mas essa questão tem de andar, porque há pessoas de vários municípios da região que dependem desse serviço e não podem esperar nenhum dia a mais”, alertou.

A vereadora Cristina Mutran reconheceu a morosidade do Estado em solucionar esse problema e disse que já havia conversado com o governador Helder Barbalho sobre esse assunto. Ela pediu que uma comissão de vereadores vá a Belém para falar sobre a oncologia com o governador e o secretário de Estado de Saúde, Alberto Beltrame. “Posso marcar audiência com eles para discutir os gargalos da saúde pública de Marabá que o Estado precisa agir para resolver”.

Mais

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei complementar que estende até o fim de 2021 a autorização concedida a estados,…
Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da…
Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (6) em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia…
Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Em depoimento nesta quinta-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo…
Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo…
Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Em discurso hoje (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as manifestações ocorridas no 1º de…