Foto: reprodução
Ads

Em um jogo ruim, o Paysandu ficou no empate sem gols com o Nacional e está classificado para as quartas de final da Copa Verde. O alviceleste tinha vencido o Leão no jogo de ida por 1 a 0 e por isso tinha a vantagem do empate. Mas o futebol apresenta na noite desta terça-feira, na Curuzu, foi abaixo do esperado e ainda fez o time bicolor sair de campo vaiado pela torcida. 

Ads

Na próxima fase, o Papão vai enfrentar o Bragantino. Os jogos de ida e volta serão realizados em setembro.

A partir de agora, o Paysandu pensa somente na Série C. No domingo, o time bicolor enfrenta o maior rival, Clube do Remo, no jogo importante para continuação no Campeonato Brasileiro. O jogo será às 18 horas, no Mangueirão, e vale a classificação para a fase mata-mata da Série C.

Pouco produziu

O Paysandu não fez o melhor jogo. Com um time alternativo, o Papão jogou mal, errou muitos passes e as finalizações foram ruins. Por ter vencido o Nacional no primeiro jogo por 1 a 0, bastava um empate para seguir na competição. E pareceu que foi pelo empate que o Papão jogou, ficando com sorte de não ter levado nenhum gol do adversário. 

Para completar, ainda aos 6 minutos de partida, o time bicolor perdeu Leandro Lima. O jogador pisou na bola, caiu e sentiu lesão. Vinícius Leite o substituiu. O jogo acabou de sair do departamento médico e agora volta com dores na coxa direita.

Pressão do Nacional

O Nacional começou a crescer na partida. Em um dos lances, Giovanni saiu e impediu a finalização de Romário. Depois, Paulinho cruzou e Lucas errou o chute. No rebote, Giovanni saiu e fez a defesa em dois tempos.

Irritação bicolor

O técnico Hélio dos Anjos não gostou de nada a maneira como o Paysandu estava jogando. Ele reclamou bastante à beira do gramado. O Paysandu errou muito a construção das jogadas.

Só aos 34 minutos que o Papão conseguiu atacar. Foi quando Diego Rosa brigou na área e a bola sobrou para Vinícius Leite, que mandou de primeira, mas a bola passou rente ao travessão.

Quase Leão leva a melhor  

O Paysandu ainda teve muitas dificuldades, com constantes erros de passe. Tinha posse de bola, mas sem finalização. Em um dos erros, o Papão cedeu a bola para o Leão.
O Primão tentou um passe para trás, Ronan roubou a bola, avançou, bateu cruzado e, na cara do gol, a bola foi pela linha de fundo. A bola foi pela linha de fundo.

 Tem posse, mas não acerta o pé

Paysandu voltou a ter posse de bola no segundo tempo. Só que mais uma vez esbarrou na falta de conclusão efetiva das jogadas. Em um dos lances, Vinícius Leite passou para Jheimy e, por centímetros, ele não pegou a bola para abrir o placar na Curuzu.

A partir de então, os times não conseguiam produzir mais nada. Ficaram no meio-campo e com jogadas na lateral. Nacional errava passes ou não corria, o mesmo com o Papão.

Classificado, mas foi vaiado

Com a pouca produtividade do time bicolor, a torcida não gostou do que assistiu e vaiou o time quando a partida terminou.

Ficha Técnica

Paysandu – Giovanni; Bruno Oliveira, Perema e Caique Oliveira, Victor Oliveira; Uchôa, Diego Rosa e Thiago Primão, Leandro Lima (Vinícius Leite); Elielton (Bruce), Jheimy (Wesley Pacheco)

Técnico: Hélio dos Anjos   

Nacional-AM –  André; Paulinho, Bandeira, Rafael e Bernardo; Felipe, Marcelinho (Alison), Luquinhas e Tiago Amazonense (Brendo); Romarinho e Ronan (Emerson)

Técnico: Aderbal Lana  

Gols: Não teve
Cartão Amarelo: Não teve
Pagantes: 2.819
Credenciados: 1.506
Sócio Bicolor: 2.791
Total: 7.116
Renda: R$62.339,00
Local: Curuzu – Belém (PA)
Árbitro: Silvio André Loureiro de Lima (MT)
Assistentes: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e Rodolfo Campos Ortiz Leite (MT)Quarto árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA)

(O Liberal/ Andreia Espírito Santo )

Ads