Correio de Carajás

Parlamento de Israel aprova novo governo que encerra era Netanyahu

Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil
Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Novo primeiro-ministro é Naftali Bennett

O Parlamento de Israel aprovou nesse domingo (13) um novo governo que encerra o tempo recorde de 12 anos no poder do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Liderado pelo milionário Naftali Bennett, o novo governo promete curar a nação, dividida pela saída de Netanyahu. 

Político israelense mais dominante de sua geração, o ex-primeiro-ministro, de 71 anos, fracassou na formação de um governo após as eleições em 23 de março, a quarta em dois anos.

O novo governo de Naftali Bennett inclui legisladores de esquerda, de centro e árabes, que ele agrupou com o líder de oposição Yair Lapid.

Leia mais:

Bennett, de 49 anos, um judeu ortodoxo, será o premiê por dois anos antes de Lapid, um ex-apresentador de televisão, assumir o cargo.

“Obrigado, Benjamin Netanyahu por seu longo serviço, cheio de realizações em nome do Estado de Israel”, disse Bennet em discurso.

O governo, que inclui pela primeira vez um partido representante da minoria árabe, que corresponde a 21% da população israelense, planeja evitar mudanças drásticas em questões internacionais polêmicas, como a política em relação aos palestinos, para ter como foco as reformas domésticas.

Com poucas perspectivas de progresso em relação à resolução do longo conflito com Israel, muitos palestinos provavelmente continuam impassíveis com a mudança de governo, dizendo que Bennett irá provavelmente seguir a mesma agenda de Netanyahu.

Isso parece provável em relação à principal preocupação de segurança de Israel, o Irã. Um porta-voz de Bennett disse que ele promete “oposição vigorosa” a qualquer volta dos Estados Unidos ao acordo nuclear de 2015 com o Irã, mas que buscaria cooperar com o governo do presidente norte-americano Joe Biden.

“Amo vocês, obrigado!”, escreveu Netanyahu em mensagem ao povo israelense no Twitter, com uma foto com a bandeira de Israel ao fundo. (Agência Brasil com informações da Reuters)

Comentários

Mais

Ciro Nogueira assume ministério da casa civil nesta quarta

Ciro Nogueira assume ministério da casa civil nesta quarta

O senador Ciro Nogueira assumiu na tarde desta quarta-feira, 4, o comando do ministério da casa civil, cargo que era…
Bolsonaro reafirma Bolsa Família de R$ 400 e vale-gás por dois meses

Bolsonaro reafirma Bolsa Família de R$ 400 e vale-gás por dois meses

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) reafirmou durante uma entrevista a uma rádio de Natal (RN), na manhã desta quarta-feira,…
Deputado é retirado da CPI acusado de intimidar senadores

Deputado é retirado da CPI acusado de intimidar senadores

O deputado Reinhold Stephanes Junior (PSD-RR) foi retirado da sala da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid após ordem do vice-presidente do colegiado, Randolfe…
Governo cria rede para melhorar respostas a emergências em saúde

Governo cria rede para melhorar respostas a emergências em saúde

O Ministério da Saúde publicou, no Diário Oficial da União de hoje (4), portaria que institui a Rede de Vigilância, Alerta e Resposta às Emergências em…
Vereadores retomam trabalho aprovando execução de hinos em escolas privadas

Vereadores retomam trabalho aprovando execução de hinos em escolas privadas

Um único projeto de lei foi votado e aprovado durante a sessão extraordinária desta terça-feira (3) da Câmara Municipal de…
CPI: reverendo Amilton de Paula diz que não negociou vacinas

CPI: reverendo Amilton de Paula diz que não negociou vacinas

Na retomada dos depoimentos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado, nesta terça-feira (3), o reverendo Amílton…