Correio de Carajás

Parauapebas vence Clássico dos Minérios de virada

FUTEBOL

Tiago Recife foi o melhor jogador da partida (Imagem: Deo Martins / AsCom Atlético Paraense)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Atlético Paraense saiu na frente por 2 a 0, mas PFC buscou resultado e venceu jogo tenso

Com um elástico placar de 3 a 2, o Parauapebas FC venceu o Atlético Paraense na primeira rodada do Parazão Série B, em jogo mandado pelo CAP no Rosenão, o colosso do Liberdade, neste sábado (16). O Atlético chegou a estar vencendo por 2 a 0, mas o PFC empatou o jogo ainda no primeiro tempo, buscando a vitória na segunda etapa.

A partida foi disputada sob um sol escaldante, às 15h30, apenas com público credenciado presente. A bilheteria para o jogo foi cancelada após problemas de logística acerca das licenças de realização do jogo no estádio Rosenão. Entre os poucos espectadores da partida, estavam imprensa, diretorias dos clubes e o prefeito Darci Lermen (MDB).

Quando rolou a bola, pouco demorou para que os gols começassem a acontecer. Logo aos dois minutos, o lateral Cazumba cruzou escanteio na área; a defesa do PFC afastou, mas em segundo cruzamento a bola teve leve desvio de Ramon e entrou na meta de Dejair: um a zero.

Leia mais:

O CAP aumentou a vantagem apenas dois minutos depois: aos quatro minutos do primeiro tempo, Felipe lançou Miller em profundidade, que ficou cara a cara com o goleiro do Parauapebas. O camisa 10 do Atlético bateu de esquerda no canto, tirando do guarda-redes, e fez dois a zero para o mandante.

Aos nove minutos começava a reação do PFC: Aleff sofreu falta no lado direito da grande área do Atlético Paraense. Na cobrança, Bruno levantou na pequena área, onde o centroavante Tiago Recife subiu sozinho para desviar para o fundo da rede. Foram três gols em apenas dez minutos, e ainda viria mais por aí.

Após os três gols, os times “deram uma trégua” e a partida ficou mais cadenciada, com o Atlético Paraense tendo mais volume em seu campo ofensivo, mas oferecendo pouco perigo à meta de Dejair. Por conta do calor e da condição física das equipes, alguns atendimentos médicos foram realizados, além de uma parada técnica para hidratação. Nesse período, Cristian deu lugar a Túlio na ponta direita do PFC.

Quem teve a melhor chance do primeiro tempo foi o próprio Tiago Recife, que já nos acréscimos recebeu no meio campo, fintou três defensores do CAP e atirou para o gol entrando na grande área; Lupitinha fez ótima defesa em dois tempos. Talvez era um presságio do que viria a seguir.

O Atlético Paraense não conseguiu transformar volume de jogo em gols no segundo tempo (Imagem: Deo Martins / AsCom Atlético Paraense)

Novamente, falta marcada pelo lado direito da grande área do Atlético Paraense, dessa vez sofrida por Gomes. Em novo cruzamento de Bruno, Lupitinha saiu mal e o desvio foi do zagueiro Hugo: tudo empatado aos 50 minutos do primeiro tempo.

As equipes seguiram para o vestiário em tom de rivalidade, o que foi acalorado pela atuação do árbitro Danilo Lopes Viana; o juiz da partida deixou muito contato físico acontecer sem tomar conta da situação, o que foi observado tanto no primeiro tempo, quanto no segundo tempo. Não foi uma boa atuação do árbitro naquela tarde de sábado.

A partida no segundo tempo mostrou o que se viu também no primeiro tempo: o CAP teve mais posse ofensiva, mas seguia sem oferecer grandes riscos à meta de Dejair. Enquanto isso, o PFC buscava acelerar nas saídas de bola, mas cometeu erros na troca de passes e não conseguia chegar com volume ao ataque.

Talvez por medo da bola aérea, que resultou nos dois gols do Trem de Ferro, o técnico Zé Carijé, do CAP, preferiu fazer uma substituição mais reativa: o atacante Jerry deu lugar ao zagueiro Leonardo. Pode se dizer que surtiu efeito, uma vez em que em nova bola alçada na área depois de falta lateral, a defesa do Atlético mandou a bola para longe.

Mas a alteração que surtiria efeito no jogo foi aquela do primeiro tempo: aos 17 minutos, o PFC trocava passes pelo meio, quando a ação foi interceptada por Ramon, autor do primeiro gol. Ele tentou recuar para a defesa, mas acabou deixando Túlio de frente para a meta; o atacante, que entrou no lugar de Cristian, só teve o trabalho de driblar o goleiro e empurrar para a rede, fazendo 3 a 2 para o PFC.

Zé Carijé reagiu imediatamente ao placar, colocando Rian no lugar de Lucas e logo depois fazendo mais duas mexidas: Ramon e Miller foram substituídos por Matheus Cardoso e Tanque. Do lado do PFC, o zagueiro Willyan deu lugar ao centroavante Tiago Recife, enquanto Aleff saiu para a entrada do também meia Gabriel.

A partir daí o CAP comandou as ações ofensivas, enquanto o PFC levava perigo nos contra-ataques. O nervosismo e a condição física das equipes se tornaram atenuantes, e em mais um tempo que superou os 50 minutos, o Atlético insistia, mas não conseguia superar a meta de Dejair. Entre gols perdidos e finalizações ruins, a partida não teve mais alteração no placar: três para o Parauapebas, dois para o Atlético Paraense.

No pós-jogo, o técnico Luiz Carlos Cruz exaltou a resiliência de sua equipe, colocando o trabalho preparatório para o Campeonato Paraense como principal fator de sucesso da equipe na primeira rodada. Ele ainda brincou, dizendo que agora iria “tomar uma caipirinha” para relaxar, antes de começar a preparação para a partida contra o Cametá, na quarta-feira (20).

O técnico do Atlético Paraense, por sua vez, também colocou o resultado de sua equipe condicionado a preparação, que foi mais curta que a do Parauapebas, e apontou erros da arbitragem. Ainda assim, Zé Carijé viu bons pontos em sua equipe, que seguirá, também na quarta, para Moju, onde enfrenta o Santos.

Santos de Moju e Cametá, inclusive, se enfrentaram também no sábado, e a vitória ficou com o Mapará, por dois a zero. A partida entre PFC e Cametá vale a liderança do grupo E, enquanto Santos e Atlético Paraense brigam para não segurarem a lanterna. (Juliano Corrêa)

Comentários

Mais

Águia anuncia Samuel Cândido como novo treinador

Águia anuncia Samuel Cândido como novo treinador

O Águia de Marabá vai apresentar oficialmente, nesta quarta-feira (1º/12), os detalhes sobre a preparação e escolha dos atletas para…
Messi amplia recorde e ganha 7ª Bola de Ouro da carreira

Messi amplia recorde e ganha 7ª Bola de Ouro da carreira

O craque argentino Lionel Messi conquistou a sétima Bola de Ouro de melhor jogador do mundo de sua carreira nesta…
Parauapebas FC abre venda de ingressos para jogo decisivo

Parauapebas FC abre venda de ingressos para jogo decisivo

O Parauapebas FC empatou com o Caeté na última sexta-feira (26) por 1 a 1 no estádio Diogão, em Bragança,…
Neymar pode ficar afastado dos gramados por até oito semanas

Neymar pode ficar afastado dos gramados por até oito semanas

O atacante Neymar, do PSG (França), desfalcará a equipe por um período de seis a oito semanas por causa de…
Flamengo anuncia saída de Renato Gaúcho

Flamengo anuncia saída de Renato Gaúcho

Renato Gaúcho não é mais o técnico do Flamengo. A decisão foi tomada pela diretoria nesta segunda-feira, após conversa com…
Mundial: sorteio põe Al Ahly ou Monterrey no caminho do Palmeiras

Mundial: sorteio põe Al Ahly ou Monterrey no caminho do Palmeiras

O Palmeiras terá pela frente o Monterrey (México) ou o Al Ahly (Egito) na semifinal do Mundial de Clubes, que…