Correio de Carajás

Parauapebas ganha reforço até com drone no combate às queimadas neste verão

Equipe do corpo de Bombeiros terá reforço de um drone para ajudar a avaliar o avanço de focos de incêndio/ Fotos: Ronaldo Modesto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O 23º Grupamento Bombeiro Militar de Parauapebas recebeu na manhã desta terça-feira (11), o reforço de 10 especialistas de incêndio florestal, além de viaturas no combate a incêndio de médio e grande porte, que fazem parte da “Operação Fênix 2020”. Entre os equipamentos disponíveis está um drone com alcance de até 5 quilômetros de distância.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Eduardo Neto, é o responsável por comandar a operação neste ano, que terá ações simultâneas em mais quatro cidades: Marabá, Redenção, Altamira e Itaituba, com 10 bombeiros militares especialistas em combate a incêndios florestais em cada base.

O subtenente do Corpo de Bombeiro do Pará, César Augusto Ribeiro, é um dos reforços da operação no município, e disse ao Correio de Carajás, que elegeram Parauapebas para sediar as ações por ser um “excelente polo”.

Leia mais:
Homens preparados e viaturas disponíveis para atuação de forma efetiva neste veraneio

“Vamos fazer levantamento das vulnerabilidades, dos focos de incêndio, tanto na região de Parauapebas como nas cidades vizinhas, para termos dados que possam nos subsidiar a fazer prevenção, a fiscalizar melhor e nos prepararmos tanto para a operação atual, quanto para as futuras”, detalhou César Augusto.

O Corpo de Bombeiros da cidade já havia recebido o apoio de 12 brigadistas da Defesa Civil para combater os incêndios no período de estiagem deste ano, já que recebem diariamente pedidos para controlar focos de fogo.  

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil são os responsáveis pela “Operação Fênix 2020”, com o objetivo de estabelecer os procedimentos quanto aos serviços de combate às queimadas a ser realizado pelo CBMPA durante o período de 10 de agosto a 10 de setembro, a qual foi planejada com base no aumento de ocorrências de queimadas registradas nas regiões envolvidas – cerca de 89% – no período de maio a julho de 2020 em comparação ao mesmo período de 2019. (Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto)

Mais

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

O pequeno Enrico Ferro, de 22 dias, foi transferido de Marabá, sudeste do Pará, para Porto Alegre, no Rio Grande…
Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

A manhã de sábado (8) foi comemorando um Dia das Mães antecipado, com gostinho de quero mais. “Foi só um…
Legado de Melquíades à educação de Marabá

Legado de Melquíades à educação de Marabá

A educação marabaense, nas últimas quatro décadas, recebe, de alguma forma, as digitais de Melquíades Justiniano da Silva. Esse baiano,…
Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

  Falso No site oficial da Nasdaq, bolsa de valores dos Estados Unidos onde está listada a Sinovac, fabricante da…
DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

Com o objetivo de colocar em pauta o tema da segurança viária, o Movimento Maio Amarelo nasce com a proposta…
Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Esta segunda-feira, 10 de maio, será um feriado especial para muitas cidades do Pará. Mais precisamente para 15 municípios, que…