Correio de Carajás

Parauapebas fica para trás na vacinação contra a covid-19

Foto: PMP

CORONAVÍRUS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em comparação com municípios paraenses de mesmo porte, a Capital do Minério vacinou menos em primeiras e segundas doses

Há quase 10 dias, em 20 de junho, a vacinação em Parauapebas atingiu o ciclo dos adultos de 50 a 59 anos, sem comorbidades, com a aplicação da primeira dose, enquanto segundas doses de outros grupos estão sendo administradas. Desde então, não houve atualização na faixa etária atendida.

Em comparação com cidades paraenses do mesmo porte, fica evidenciado como a Capital do Minério está atrasada na imunização dos moradores contra o coronavírus.

Comparando os dados do município com os “Vacinômetros” de Marabá, Santarém e Castanhal, todos os outros municípios citados estão em ciclos mais avançados que Parauapebas. Os dados são referentes a atualizações deste segunda-feira (28), com exceção de Castanhal, que não fornece no canal oficial a data da última atualização.

Leia mais:

Na porcentagem da população – conforme estimado pelo IBGE para 2020 – vacinada com a primeira dose, a Capital do Minério fica na frente apenas de Castanhal, enquanto apresenta números piores que todos os três municípios quando se compara a porcentagem de munícipes que receberam a segunda dose. Confira no gráfico a seguir:

FONTE: Vacinômetros de Parauapebas, Castanhal e Santarém; Divulgação em Redes Sociais da Prefeitura de Marabá; Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

 

Quando se comparam os ciclos atuais de vacinação, Parauapebas também é o município mais atrasado. Marabá está vacinando adultos sem comorbidades acima de 35 anos, assim como Santarém, que desde o dia 22 de junho está administrando segundas doses para quem já chegou no prazo. Também é o caso de Castanhal, onde o ciclo atual é para adultos de 47 anos ou mais.

Apesar da lentidão na vacinação, Parauapebas possui um canal exclusivo para divulgação de dados de vacinação e radar da Covid-19 no município, mostrando dados como número total de casos, óbitos e porcentagem de leitos de UTI disponíveis.

Também há canais do tipo fornecidos pelas Prefeituras de Santarém e Castanhal, contando também com o plano municipal e estadual de vacinação. Marabá é a única administração entre as quatro que não possui um canal exclusivo para divulgação de dados do vacinômetro, disponibilizando-os pelas redes sociais.

EFETIVIDADE

Apesar do atraso nos números totais e proporcionais, bem como os ciclos de vacinação menos avançados, é de se pontuar que Parauapebas recebeu menos doses que Marabá, Castanhal e Santarém do governo estadual. É pertinente observar também que a cidade já vacinou mais que as demais quando se fala em relação de doses recebidas e aplicadas.

Parauapebas recebeu, segundo dados do Vacinômetro do Estado do Pará, 42.160 doses, tendo aplicado 88,57% delas. No ranking da efetividade, Marabá vem em segundo com 80.372 doses recebidas e 74,05% aplicadas; seguida por Santarém – 140.967 recebidas e 60,12% aplicadas – e Castanhal – 81.837 recebidas e 56,04% aplicadas. Há incongruências entre as últimas atualizações por parte das prefeituras e do governo estadual. (Juliano Corrêa)

Comentários

Mais

Testagens indicam menor circulação do coronavírus no Pará

Testagens indicam menor circulação do coronavírus no Pará

Desde o começo da pandemia da covid-19 até julho de 2021, como informa a Secretaria de Estado de Saúde Pública…
Vereadora Vanda se licencia da Câmara e Badeco assumirá em seu lugar

Vereadora Vanda se licencia da Câmara e Badeco assumirá em seu lugar

Na sessão ordinária desta terça-feira, 3, foi lida, em Plenário, uma “Carta ao povo de Marabá”, em que a vereadora…
Grupamento de Bombeiros em Marabá tem novo comandante

Grupamento de Bombeiros em Marabá tem novo comandante

O major QOBM Felipe Galúcio de Souza, de 45 anos, é o novo comandante do 5º Grupamento de Bombeiros Militar…
Bike adaptada leva Eric e a família para a Orla

Bike adaptada leva Eric e a família para a Orla

Aos 21 anos, Eric Fernandes Silva Souza integra o grupo de pedal Brutas e Cia MBA, juntamente com a mãe,…
A “magrela” que transforma vidas em Marabá

A “magrela” que transforma vidas em Marabá

Marabá ganhou um presente neste verão. É a uma ciclofaixa de cerca de 9 quilômetros, que vai do Km 6,…
MPPA firma TAC com Itupiranga para realização de concurso público

MPPA firma TAC com Itupiranga para realização de concurso público

Nesta sexta-feira (30), a Promotoria de Justiça de Itupiranga firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município.…