Correio de Carajás

Parauapebas: Cosméticos naturais conquistam adeptos da vida saudável

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cosméticos naturais e veganos estão ganhando espaço em Parauapebas junto a consumidores que buscam um estilo de vida mais saudável e são preocupados também com um mundo sustentável, optando, assim por produtos que não são testados em animais. A escolha, entretanto, tem um preço e o valor do item natural ainda é superior ao convencional, o que pode ser um impasse para que mais pessoas venham a aderir à novidade na cidade.

A empreendedora Samia Nunes possui a própria marca de produtos naturais na cidade. Engenheira de produção, por formação, Samia começou utilizando os cosméticos naturais. “Eu sempre busquei me alimentar de uma forma mais saudável e através de leituras fui conhecendo sobre os ingredientes dos cosméticos convencionais, sobre o quanto eles fazem mal para a nossa saúde, para o meio-ambiente, e tomei a decisão de evitar esses produtos”, conta.

Samia Nunes possui a própria marca de produtos naturais

De consumidora a criadora da própria linha de produtos, por ter gostado do resultado dos cosméticos, Samia começou o negócio revendendo em Parauapebas marcas naturais já existentes. “Nesse processo da revenda, fui sentindo vontade de produzir, de aprender a tendência do cosmético natural”.

Leia mais:

Entre os produtos campeões de venda, conta, figuram o shampoo e o condicionador em barra, o sabonete natural de carvão e o desodorante de carvão ativado, com preços que podem variar entre R$ 30 e R$ 90. 

A empreendedora revela que é comum as pessoas questionarem a questão do preço, citando como exemplo o valor do sabonete: “você compra um sabonete de R$ 2 no supermercado e um vegano custa em média de R$ 15 a R$ 20”. Mas ela garante que, apesar da diferença dos valores, o custo benefício do produto compensa. “A maioria dos ingredientes do cosmético natural são óleos e manteigas produzidos de forma orgânica, isso acaba aumentando o valor do produto”.

Devido os conservantes dos cosméticos serem naturais, a validade chega a dois anos, enquanto produtos convencionais a duração chega a dobrar, portanto quem produz os produtos fora da indústria costuma produzir em pequena escala, como é o caso de Samia. “Trabalho mais por encomenda ou produzo em escala pequena justamente devido a essa questão do tempo da validade do produto”.

Dos produtos de cabelo ao desodorante, Amanda Gil não abre mão dos naturais

A engenheira e artista plástica Amanda Gil segue o estilo de vida saudável, sendo uma das pessoas que passaram a consumir os produtos naturais. “Meus cosméticos são todos naturais, como o desodorante, sérum, hidratante facial, máscara, creme de cabelo, sabonete e shampoo. Nem todos são veganos porque alguns às vezes levam cera de abelha”, afirma.

A exceção dos itens naturais da Amanda se restringe às maquiagens e ao protetor solar. “Há mais ou menos seis anos eu comecei a seguir as técnicas do no e low poo (métodos de lavagem capilar que se propõem a cuidar dos cabelos de forma menos agressiva e mais natural possível)”, relata.

Amanda destaca que uma das mudanças para assimilar a decisão foi começar a ler os rótulos dos produtos que adquire. “Aprender a entender o que tinha por trás dos nossos produtos de cabelo, devagar fui observando que tinha muita “maquiagem” nos produtos que eu usava”, explica.

Quanto custa?

Um dos produtos mais vendidos é o sabonete natural de carvão ativado, com óleo de maracujá, que ajuda a controlar a oleosidade da pele. A média de preço é R$ 30.  Já o shampoo de alecrim é feito com extrato e óleo essencial do componente, sendo indicado para controlar a oleosidade e caspa dos cabelos, sendo vendido por R$ 50. O desodorante de pedra natural cristal, livre de alumínios, tem média de preço de R$ 45 a R$ 90. (Theíza Cristhine)

Mais

DMTU esclarece suposta “casinha” feita por agente de trânsito

DMTU esclarece suposta “casinha” feita por agente de trânsito

Desde o final da noite de quarta-feira (5), o nome do agente de trânsito Etervan Ferreira Sousa está circulando em…
Sespa divulga orientações sanitárias para o Dia das Mães, com base em protocolos sanitários

Sespa divulga orientações sanitárias para o Dia das Mães, com base em protocolos sanitários

Para reduzir os riscos de propagação da Covid-19 durante as celebrações pelo Dia das Mães, a Secretaria de Estado de…
ONU pede investigação imparcial sobre operação no Jacarezinho

ONU pede investigação imparcial sobre operação no Jacarezinho

O Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, com sede em Genebra, na Suíça, pediu hoje…
Covid-19: mortes seguem caindo lentamente, mas casos voltam a subir

Covid-19: mortes seguem caindo lentamente, mas casos voltam a subir

As mortes por covid-19 no Brasil têm apresentado uma leve tendência de queda, segundo dados do Boletim Epidemiológico do Ministério…
Tentativa de furto aos Correios da Folha 33 termina com menor baleado

Tentativa de furto aos Correios da Folha 33 termina com menor baleado

Na semana em que a Polícia Federal desmantelou uma quadrilha que arrombava agências dos Correios do sul, sudeste do Pará…
Novo presidente da Eletrobras defende capitalização da empresa

Novo presidente da Eletrobras defende capitalização da empresa

Em sua cerimônia de posse, o novo presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, disse hoje (7) que vai dar sequência às ações já em implementação previstas no plano estratégico e…