Correio de Carajás

Parauapebas: Advogado de Júlio César alega que ele não tem carro blindado

Advogado Thales José Jayme garante que seu cliente, Júlio César, sofreu sim o atentado e critica a perícia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ao contrário do afirmado pelo delegado-geral de Polícia Civil do Pará, Walter Resende, dando conta que o candidato a prefeito de Parauapebas, Júlio César, possui um carro blindado e exatamente no dia do suposto atentado optou por deixá-lo para usar outro, o advogado criminalista Thales José Jayme, que representa Júlio César, negou que seu cliente tenha carro blindado. “Olha o poder financeiro do Júlio César, se ele tem condições de andar de carro blindado?”

A afirmação foi durante entrevista coletiva do candidato, na noite desta quinta-feira (12), para falar sobre o resultado do laudo apresentado pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, na quarta-feira (11).

O advogado de defesa, alegou, ainda, que a perícia não teria mostrado o fato como ocorreu, uma vez que seria questionado quem trafegaria em uma estrada de uma vila na zona rural à noite, em uma caminhonete a nove quilômetros por hora.

Leia mais:

De acordo com o laudo da perícia, para os tipos de perfurações que estavam no veículo, ou a caminhonete estava parada ou, se em movimento, estaria no máximo a nove quilômetros por hora. Foram oito disparos no veículo, sendo três no para-brisa.

Por fim, o advogado ressaltou que os depoimentos das quatro pessoas que estavam no veículo na noite do atentado foram rigorosamente o mesmo, apesar de a polícia apontar que houve divergências. “É uma só versão, até porque não há o que maquiar, não há o que não mostrar a não ser aquilo que aconteceu”.

ENTENDA O CASO

Na noite do dia 14 de outubro, o candidato a prefeito Júlio César Araújo Oliveira, 32 anos, relatou que sofreu um atentado e foi atingido por um tiro, quando voltava de compromisso na Vila Carimã, em Parauapebas.

Júlio César viajava na frente, no banco do carona, em uma caminhonete Hilux, acompanhado do motorista e mais duas pessoas. Ainda na estrada vicinal, por volta das 21h, se depararam com uma outra caminhonete atravessada na pista e resolveram não parar. Desviaram do “bloqueio” e seguiram em alta velocidade, mas foram perseguidos pelos ocupantes do outro veículo. Eram homens encapuzados e portando armas aparentemente de grosso calibre. (Theíza Cristhine)

Comentários

Mais

Possível suicídio em delegacia de Rondon é investigado

Possível suicídio em delegacia de Rondon é investigado

Entrou em investigação um possível suicídio acontecido dentro da Delegacia de Polícia Civil de Rondon do Pará na manhã deste…
Traficante usava filha na comercialização da droga

Traficante usava filha na comercialização da droga

Foi preso neste sábado (19) Elenildo Escardoa da Silva, acusado de tráfico de drogas e corrupção de menor, no bairro…
Marabá: Federal realiza flagrante de droga apreendido pela PRF

Marabá: Federal realiza flagrante de droga apreendido pela PRF

A Delegacia da Polícia Federal de Marabá/PA recebeu uma ocorrência policial apresentada pela PRF, tratando-se de um transporte de drogas…
Mulher sofre injúria racial e ameaça de morte

Mulher sofre injúria racial e ameaça de morte

Foi apresentado às autoridades de polícia: Cleiton Sousa dos Santos, de 34 anos, no bairro Tropical II, em Parauapebas. O…
Pai perde filho em acidente de moto

Pai perde filho em acidente de moto

Nesta sexta-feira (18) um acidente envolvendo uma moto e um carro com caçamba vitimou Jardson Carvalho Santos, de 18 anos,…
Divisão de Homicídios faz investigação em Altamira

Divisão de Homicídios faz investigação em Altamira

A conclusão do trabalho de perícia no cadáver de um homem encontrado enforcado com ferimentos nos pulsos e na região…