Correio de Carajás

Pará volta a permitir eventos e ida a estádios

Bandeiramento indica baixo risco de contaminação pela Covid no Pará — Foto: Governo do Pará/Reprodução

PANDEMIA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Governo do Pará, por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), anunciou nesta sexta-feira (27) o avanço nas medidas de flexibilização do Decreto Estadual 800/2020, que institui o sistema de bandeiramento em território paraense e as medidas de controle contra a covid-19. Está autorizada a presença de público em eventos esportivos, inicialmente com a lotação máxima de 30% da capacidade dos ambientes, e ainda o funcionamento de boates, casas noturnas e casas de show, com a lotação máxima de 50% da capacidade destes estabelecimentos.

As poucas atividades que ainda tinham proibição de funcionamento estão permitidas desde ontem, após a publicação do decreto com alterações, mas com algumas condicionantes, sendo a vacinação a principal delas. As atividades vão estar autorizadas, mas condicionadas ao fato de que a pessoa precisa ter tomado, pelo menos, a primeira dose da vacina 14 dias atrás.

O acesso aos espaços condicionado à comprovação da vacinação, faz parte da nova “Política Estadual de Incentivo à Vacinação Contra a Covid-19”, que começa a valer a partir desta sexta-feira (27), e constará também do Decreto Estadual 800/2020.

Leia mais:

EXIGÊNCIA

De acordo com a Procuradoria-geral do Estado, a vacinação será exigida em estabelecimentos ou eventos que tenham espaços confinados, sem a possibilidade de ventilação e com grande aglomeração, como: shows, casas noturnas e boates com lotação superior a 50 pessoas; cinemas, teatros, clubes, bares e restaurantes, com lotação superior a 100 pessoas; shoppings centers; eventos esportivos amadores e profissionais, com público superior a 100 pessoas; reuniões e eventos, privados ou públicos, com lotação superior a 300 pessoas, ainda que realizados em espaços abertos, excetuadas as de cunho religioso ou educacional.

Nestes casos, a comprovação da vacinação deverá ser feita pela apresentação do cartão de vacinação, por certificado emitido pelo Ministério da Saúde ou pelo aplicativo “Conecte SUS”, todos associados a documento de identificação oficial com foto.

Risco baixo

Desde o último dia 6 de agosto, o Estado do Pará segue em bandeiramento verde, considerado de risco baixo, o qual autoriza a liberação de atividades econômicas e sociais em caráter menos restritivo.

“A equipe de pesquisa liderada pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), desde o início da pandemia, tem feito um trabalho de previsão a cada 15 dias, para que possamos antecipar cenários epidemiológicos, e assim o Estado tome a decisão necessária e não deixe o sistema de saúde colapsar. Isso tudo fez com que o Pará tivesse um dos melhores desempenhos do Brasil no trabalho de combate à pandemia. Os últimos dados da pesquisa mostram, primeiramente, que continuamos em queda. Temos uma segurança para mostrar que o cenário epidemiológico está sendo monitorado”, disse Marcel Botelho, presidente da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa). (Com Ag. Pará)

Comentários

Mais

DIREITO DE RESPOSTA

DIREITO DE RESPOSTA

A empresa Carreta Furacão, situada na cidade de São Paulo, entrou em contato com o Portal CORREIO DE CARAJÁS e…
Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) requereu à farmacêutica estadunidense Janssen e a sua representante no Brasil Cilag a…
Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Enganoso UOL Poder360 Correio do Estado A Gazeta (ES) Folha GZH CORREIO (BA) BandNews FM EstadãoVídeo engana ao indicar que…
Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

A presidente do conselho de administração da rede varejista Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, entrou para a lista das 100…
Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

A Associação de Hortifrutigranjeiros, Pescadores e Ribeirinhos de Marabá, localizada na comunidade Boa Esperança, distante 15 quilômetros, próximo à região…
MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

Uma resolução do Ministério da Educação publicada no Diário Oficial da União de hoje (17) autoriza os gestores das escolas públicas de educação básica…