Correio de Carajás

Pais de jovem não conseguem tirar corpo do IML

Lauricilene e Clei vieram de Tucuruí para pegar o corpo da filha, mas são obrigados a esperar/Foto: Evangelista Rocha

DECAPITADA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os pais da jovem Naiury Pereira de Araújo, de 19 anos, vivem um drama em Marabá. Além de perderem a filha de forma trágica (ela foi morta, decapitada e teve o corpo jogado no rio Tocantins) não estão conseguindo levar os restos mortais da filha para casa para dar um funeral digno. É que, como a cabeça dela foi encontrada em Marabá e o corpo em Itupiranga (rio abaixo), o Instituto Médico Legal (IML) requereu exame de DNA para confirmar oficialmente que o cadáver achado em Itupiranga é mesmo da jovem. Por isso, os restos mortais só serão entregues para a família depois do resultado do DNA, que pode demorar até 30 dias.

Naiury teve a cabeça apartada do corpo e jogada no Rio Tocantins: barbárie/Foto: Divulgação

Dona Lauricilene Pereira e seu Clei Araújo não se conformam com a situação. Eles falam pouco sobre o que pode ter acontecido com a filha, que saiu de casa, na cidade de Tucuruí, no dia 4 deste mês e foi encontrada morta no sábado (10) por pescadores. O casal já identificou o corpo pelas roupas e tatuagem. Mas o médico legista do IML entende que é necessário o exame de DNA. Mesmo assim, os pais da vítima entendem que o cadáver poderia ser liberado para a família, independentemente do resultado do exame, pois, para eles, o teste do DNA é a apenas uma mera formalidade.

Outro corpo

Leia mais:

Dois dias antes da cabeça de Naiury ser encontrada, na altura da Folha 6 (Nova Marabá), outro corpo apareceu boiando na mesma área, perto de dois balneários. Esse corpo foi identificado como Marcelo Silva Lopes, de 25 anos. O pai dele fez o reconhecimento e a remoção do cadáver no IML.

Investigação

Como sempre, o Departamento de Homicídios, da Polícia Civil, mantém um angustiante sigilo sobre as investigações, de modo que não é possível afirmar que as duas mortes têm ligação, embora a cabeça da moça e o cadáver do homem tenham sido encontrados na mesma área e com diferença de apenas 48 horas. Além disso, ambos foram mortos a facadas.

De todo modo, os familiares das vítimas já foram ouvidos pelo delegado Toni Vargas, titular do Departamento de Homicídios, que começa a colocar as primeiras peças desse quebra-cabeças, mais um que ele tenta montar. (Chagas Filho)

Atualização: cerca de 40 minutos após a publicação desta matéria, o IML decidiu liberar os restos mortais de Naiury. Veja matéria completa aqui

Comentários

Mais

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Vídeos e fotos viralizaram pelas redes sociais mostrando o estrago que uma adolescente causou em pelo menos quatro veículos que…
Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Um homem, ainda não identificado, foi morto por golpes de faca na Quadra 2 da Folha 7, em Marabá, às…
“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

Um homem, identificado como Lourival De Jesus Sá, mais conhecido como “Bigode”, é acusado de esfaquear um jovem em um…
Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

A transferência de 63 famílias que ocupam uma área chamada de cone de proteção aeroportuária, no Bairro da Infraero, em…
Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Na manhã desta sexta-feira (23), mais um grave acidente se registrou na BR-222, entre os bairros Residencial Tiradentes (São Félix)…
Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Foi presa esta semana em Marabá uma mulher envolvida no assassinato de duas adolescentes no município de Timon (MA). O…