Correio de Carajás

Pai de youtuber assassinado a facadas pede prisão de acusado

Ewrys Sousa foi morto a facadas e pedradas em Curionópolis/Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O pai do youtuber Ewrys Sousa, de 21 anos, que foi assassinado a facadas no dia 1º de janeiro, em Curionópolis, divulgou um vídeo pelas redes sociais, onde pede justiça e a prisão do acusado do crime, Carlos Patrick Rodrigues. Milton Sousa diz que a crueldade como o filho foi assassinado não pode ficar impune e pede às autoridades que ele seja preso.

Patrick Rodrigues se apresentou espontaneamente na Delegacia de Curionópolis, após flagrante, no último sábado, 4, acompanhado de um advogado. Ele foi ouvido pelo delegado Nelson Alves Júnior, titular da Delegacia de Curionópolis, e foi liberado.

Segundo o delegado, o acusado assumiu a autoria do crime e disse que agiu em legítima defesa. Ele contou que estava bebendo com a vítima em sua quitinete, localizada na Rua Açaí, na virada de ano e em determinado momento Ewrys teria pedido dinheiro para comprar mais bebida.

Leia mais:

Ele se recusou a dar a grana e a vítima teria tentado pegar um objeto da casa. Houve discussão entre eles e luta corporal, que terminou com o acusado desferindo golpes de faca e ainda acertando pedradas na cabeça de Ewrys, que dilaceram o crânio dele.

O corpo do youtuber foi encontrado na manhã do dia 1º pela dona da quitinete, que mora em frente à residência.

No entanto, segundo delegado Nelson Alves Júnior, a perícia comprovou que havia sinais de sangue dentro do imóvel, mostrando que a vítima foi golpeada no interior da casa e depois arrastada para fora. Ele informa que como o acusado se apresentou depois do flagrante, foi liberado, como prevê a lei quando ainda não há mandado de prisão preventiva.

As investigações sobre o caso seguem, para saber o que realmente aconteceu e a real motivação do crime. “Estamos ouvindo parentes e pessoas conhecidas da vítima e acusado, para concluirmos o inquérito”, frisa Nelson Júnior.

Para o pai do jovem, o acusado não pode continuar solto. Ele conta que a versão de legítima defesa apresentada por Patrick não se sustenta, porque seu filho, segundo o que foi informado, levou ao menos 30 facadas e teve o crânio esmagado a pedradas. “Que legítima defesa foi essa? Ele fez foi matar meu filho covardemente. O Ewrys nunca se envolveu em confusão alguma”, diz Milton, ressaltando que o acusado disse que conhecia seu filho fazia 60 dias, mas ele tem provas, de prints de conversa dos dois em rede social, que ambos se conheciam desde março de 2019.

Ewrys Sousa era bastante conhecido em Curionópolis, pelo canal que tinha no You Tube, onde publicava curiosidades do seu dia a dia e vídeo de comédias. A reportagem do Portal Correio não conseguiu contato com o acusado, que é bombeiro civil e, segundo informações, trabalha em um projeto de mineração da região. (Tina Santos)

Mais

Moto roubada duas vezes é recuperada em Parauapebas

Moto roubada duas vezes é recuperada em Parauapebas

Ladrão que rouba ladrão… não escapa da prisão: Uma moto roubada duas vezes foi recuperada nesta sexta-feira (7) na Vila…
Justiça aceita denúncia e Monique e Dr. Jairinho se tornam réus

Justiça aceita denúncia e Monique e Dr. Jairinho se tornam réus

A juíza Elizabeth Machado Louro, da 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, decretou…
Polícia confirma três mortes em acidente com monomotor

Polícia confirma três mortes em acidente com monomotor

Três pessoas morreram no acidente aéreo envolvendo um monomotor, ocorrido na tarde de quinta-feira (6), em uma área de garimpo na divisa…
Polícia Federal apreende 100 toneladas de minério manganês

Polícia Federal apreende 100 toneladas de minério manganês

A Polícia Federal apreendeu em Redenção, no sudeste do Pará nesta quinta-feira (7) duas carretas carregadas com cerca de 100…
Traficante armado luta com policial militar e acaba morto

Traficante armado luta com policial militar e acaba morto

Iago Almeida dos Santos, de 20 anos, morreu em uma intervenção policial registrada na noite desta quinta-feira (6), em Parauapebas.…
Vítima de triplo baleamento morre e irmã nega envolvimento com facção

Vítima de triplo baleamento morre e irmã nega envolvimento com facção

Thalison Henrique da Silva Rodrigues, de 20 anos, morreu nesta quinta-feira (6) no Hospital Geral de Parauapebas, para onde foi…