Correio de Carajás

Operações da Semas no período de defeso apreendem mais de 15 toneladas de pescado

Fiscalização no Mosaico de UC do Lago de Tucuruí, no sudeste paraense, e Bacia Hidrográfica do Rio Amazonas, no oeste do estado/ Foto: Divulgação / SEMAS
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As ações também apreenderam veículos, redes de pesca, tarrafas, arpões, caixas de isopor, basquetas, entre outras ferramentas utilizadas em práticas ilícitas no período

A fim de combater a captura ilícita de peixes no período do defeso, (prazo estabelecido de acordo com a época em que os animais se reproduzem na natureza), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio) e Polícia Militar, realizaram ações de fiscalização no Mosaico de Unidades de Conservação do Lago de Tucuruí (sudeste paraense) e na região da Unidade de Conservação APA Paytuna na Bacia Hidrográfica do Rio Amazonas, no oeste do estado.

No mês de novembro foram realizadas duas operações que apreenderam veículos, pescado, redes de pesca, tarrafas, arpões, caixas de isopor, basquetas, entre outras ferramentas utilizadas na atividade ilícita, assim como foram autuados os responsáveis pelo crime ambiental.

Na Bacia do Tocantins, a ação fiscalizou durante 18 dias os meios fluvial e terrestre. Mais de 7,5 toneladas de pescado de diversas espécies e um total de 28.700 metros de redes de pesca foram apreendidos. Oito veículos, sendo automóveis e embarcações, também foram confiscados pelos agentes. Além de 9 armas de fogo, 15 munições, quatro motosserras, 6 animais silvestres vivos e 9 abatidos.

Leia mais:

A fiscalização realizada na Bacia do Amazonas teve duração de 11 dias e ocorreu inteiramente no meio fluvial. Nessa operação, mais de 8 toneladas de pescado diverso foram apreendidas, assim como 9 embarcações usadas na pesca ilegal.

O coordenador de fiscalização ambiental da Semas, Tobias Brancher, explica que a Semas além de fiscalizar também conscientiza e informa a população, assim como garante a destinação correta do pescado confiscado nas operações. “A Semas orienta os pescadores e a comunidade sobre o período de defeso para que eles não pratiquem esse tipo de crime ambiental. Paralelo às ações fiscalizatórias, a Semas efetua a doação do pescado apreendido”, diz o coordenador.

A expectativa é que as fiscalizações da secretaria devem ser intensificadas na Região Metropolitana de Belém (RMB) e na região do salgado, com o início de defeso do caranguejo.

(Agência Pará)

Comentários

Mais

Papa pede para que pais "não condenem" filhos gays

Papa pede para que pais "não condenem" filhos gays

O papa Francisco pediu, nesta quarta-feira (26/1), para que pais não condenem seus filhos devido à orientação sexual. O apelo…
Jairo Milhomem é afastado da coordenação da Defesa Civil de Marabá

Jairo Milhomem é afastado da coordenação da Defesa Civil de Marabá

A Defesa Civil de Marabá tem um novo coordenador, pelo menos por enquanto. O cargo agora está sendo assumido, de…
Prefeito de Tucuruí decreta Situação de Emergência por causa da enchente

Prefeito de Tucuruí decreta Situação de Emergência por causa da enchente

Mais de duas centenas de famílias estão desabrigadas em decorrência da elevação do nível do Rio Tocantins no município de…
Garoto de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

Garoto de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

O que você faria se seu filho de 2 anos pegasse seu celular e fizesse um gasto alto em móveis?…
BNDES amplia para R$ 150 milhões Fundo Socioambiental

BNDES amplia para R$ 150 milhões Fundo Socioambiental

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ampliou o orçamento do Fundo Socioambiental na modalidade Apoio Continuado de…
Anvisa determina recolhimento de autoteste de covid-19

Anvisa determina recolhimento de autoteste de covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o recolhimento de mais um autoteste de covid-19 – o meuDNA PCR-LAMP Autocoleta…