Correio de Carajás

Oficina de teatro chega às escolas

O Ponto de Cultura da Associação dos Artistas Visuais do Sul e Sudeste do Pará (Arma) está levando para as escolas públicas de Marabá, oficinas teatrais com objetivo de despertar a criatividade em crianças e jovens.

Uma das instituições de ensino atendidas pelo projeto é a escola Doralice Andrade do bairro Belo Horizonte, que vem recebendo ações da Arma que realizou oficina de máscaras teatrais ministradas pelo Arte educador Avelino Rodrigues.

Durante a oficina, os jovens da escola estudam a história do teatro e a importância dos adereços, passando pelo aspecto cultural dos adornos e por seu uso, como forma de expressar emoções.

Leia mais:

A iniciativa visa promover o reconhecimento dos sentimentos e o desenvolvimento da consciência crítica por parte das crianças e adolescentes do projeto. Ao final da ação, os participantes criaram  suas próprias máscaras, colocando em prática o que aprenderam.

“O contato com o teatro proporciona suporte para as crianças avançarem na vida pessoal e social, desenvolve a capacidade cognitiva, ensina a lidar com a sensibilidade e as emoções. Crianças que passam pela oficina de teatro aprendem a conviver melhor com o outro e desenvolvem uma certa consciência cidadã”, explicou Avelino Rodrigues, professor de teatro.

As atividades do projeto contam com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA) e Sinobras.

Serviço: Interessados em acompanhar os projetos desenvolvidas pela Arma para a juventude podem acessar o blog: www.artistasvisuaisarma.blogsopt.com.

Foto: Ederson Oliveira

Projeto (1) – Durante a oficina, os jovens da escola estudam a história do teatro e a importância dos adereços

Microformato (ENTRE ASPAS) – “Crianças que passam pela oficina de teatro aprendem a conviver melhor com o outro e desenvolvem uma certa consciência cidadã”. (Avelino Rodrigues, professor de teatro)

O Ponto de Cultura da Associação dos Artistas Visuais do Sul e Sudeste do Pará (Arma) está levando para as escolas públicas de Marabá, oficinas teatrais com objetivo de despertar a criatividade em crianças e jovens.

Uma das instituições de ensino atendidas pelo projeto é a escola Doralice Andrade do bairro Belo Horizonte, que vem recebendo ações da Arma que realizou oficina de máscaras teatrais ministradas pelo Arte educador Avelino Rodrigues.

Durante a oficina, os jovens da escola estudam a história do teatro e a importância dos adereços, passando pelo aspecto cultural dos adornos e por seu uso, como forma de expressar emoções.

A iniciativa visa promover o reconhecimento dos sentimentos e o desenvolvimento da consciência crítica por parte das crianças e adolescentes do projeto. Ao final da ação, os participantes criaram  suas próprias máscaras, colocando em prática o que aprenderam.

“O contato com o teatro proporciona suporte para as crianças avançarem na vida pessoal e social, desenvolve a capacidade cognitiva, ensina a lidar com a sensibilidade e as emoções. Crianças que passam pela oficina de teatro aprendem a conviver melhor com o outro e desenvolvem uma certa consciência cidadã”, explicou Avelino Rodrigues, professor de teatro.

As atividades do projeto contam com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA) e Sinobras.

Serviço: Interessados em acompanhar os projetos desenvolvidas pela Arma para a juventude podem acessar o blog: www.artistasvisuaisarma.blogsopt.com.

Foto: Ederson Oliveira

Projeto (1) – Durante a oficina, os jovens da escola estudam a história do teatro e a importância dos adereços

Microformato (ENTRE ASPAS) – “Crianças que passam pela oficina de teatro aprendem a conviver melhor com o outro e desenvolvem uma certa consciência cidadã”. (Avelino Rodrigues, professor de teatro)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.