Correio de Carajás

OAB Parauapebas cobra reabertura do Hospital de Campanha

Hospital de Campanha de Parauapebas foi desativado em setembro de 2020/ Foto: Instituto Acqua
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O município de Parauapebas registrava, nesta terça-feira (9), 80% de ocupação dos leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS), além de 75% dos leitos de enfermaria. Na rede privada, a taxa de ocupação de leitos de UTI era de 61% e de enfermaria de 44%. A taxa de ocupação geral dos leitos estava em 63%. No mesmo dia foram confirmados mais 152 novos casos e 244 óbitos.

A situação do município, assim como do restante do estado e do país, é nada animadora. Na mesma data, a Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Parauapebas encaminhou ofício ao secretário municipal de Saúde, Gilberto Laranjeiras, com cópia ao Ministério Público do Estado do Pará, solicitando que seja reaberto o Hospital de Campanha.

As atividades do centro de tratamento foram encerradas em setembro de 2020, quando diminuiu o número de pessoas internadas, mesmo diante da anunciada segunda onda de covid-19.

Leia mais:

Conforme o documento da OAB de Parauapebas encaminhado para a prefeitura, a presidente da entidade, Maura Regina Paulino, e o vice, Guilherme Henrique de Oliveira Mello, se reuniram na segunda-feira (8) com representantes da Secretaria Municipal de Saúde.

Nesta reunião, foram informados sobre o crescimento do número de casos de internações de pacientes, com aumento diário de aproximadamente 10% nas últimas semanas. Além disso, é citada a taxa de ocupação de leitos e o pequeno número de vacinas distribuídas para o município, suficiente sequer para imunização dos profissionais de linha de frente.

A entidade destaca a inexistência de um cronograma concreto de repasse de doses, pelo estado ou pela união, e solicita o estudo de alternativas para a aquisição de imunizantes contra a covid-19 em parceria com a Vale.

O Hospital de Campanha entrou em funcionamento em maio de 2020, construído em parceria pela Vale e pela prefeitura para atender exclusivamente casos da Covid-19.

O Correio de Carajás procurou a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas, questionando se o ofício foi recebido e sobre os pontos apresentados pela subseção da OAB, mas até o momento não recebeu retorno. (Luciana Marschall)

Leia o ofício na íntegra

Comentários

Mais

Mega-Sena: aposta única leva prêmio de R$ 43,2 milhões

Mega-Sena: aposta única leva prêmio de R$ 43,2 milhões

Uma aposta feita em Balneário Camboriú (SC) levou o prêmio de R$ 43,2 milhões da Mega-Sena. O apostador acertou as…
Bolsonaro faz 'motociata' em SP ao lado de apoiadores

Bolsonaro faz 'motociata' em SP ao lado de apoiadores

O presidente Jair Bolsonaro está em passeata pela cidade de São Paulo, em manifestação organizada por integrantes de clubes de…
Aos 80 anos, morre o ex-vice-presidente Marco Maciel

Aos 80 anos, morre o ex-vice-presidente Marco Maciel

Morreu neste sábado (12), aos 80 anos, o ex-vice-presidente da República Marco Maciel. Segundo o genro do político, Joel Braga,…
Capacitação de profissionais é aposta para combater trabalho infantil

Capacitação de profissionais é aposta para combater trabalho infantil

No lugar da boneca e do carrinho, a enxada e a vassoura. No lugar do tempo para estudo e descanso,…
Casal passou a morar junto e construiu sua “família”

Casal passou a morar junto e construiu sua “família”

  A história de Juliana Milhomem e Victoria Kaline é semelhante à de Polyana e Amanda. Ambas se conheceram em…
Mulheres que são felizes com outras mulheres

Mulheres que são felizes com outras mulheres

“Consideramos justa toda forma de amor”. Parafraseando Lulu Santos, começamos essa história com o trecho da emblemática música “Toda forma…