Vítima de estupro procurou a delegacia para denunciar a violência/ Foto: Josseli Carvalho

Em uma sociedade machista como a brasileira, uma mulher sozinha na madrugada corre risco duplo: ser assaltada e violentada. Foi o que aconteceu na madrugada de segunda-feira (8) com uma mulher de 23 anos. Ela voltava do Bairro Nossa Senhora Aparecida (Coca-Cola) para o Km 7, quando foi atacada por dois criminosos. Inicialmente eles queriam assalta-la. Mas fizeram mais que isso: eles a violentaram sexualmente.

FUTURO POSTAGEM
ALICERCE

A vítima, que obviamente terá seu rosto e sua identidade resguardados, contou que estava bebendo na casa de uma amiga, quando resolveu voltar para casa. Já era por volta de 1h da madrugada. Quando passava debaixo do viaduto, na entrada do bairro Coca-Cola, ela foi abordada.

A jovem – mãe de dois filhos – disse que os elementos queriam o aparelho celular. Mas não só isso. Eles a jogaram no mato e a estupraram. Segundo a vítima, os criminosos estavam armados de faca.

Ela conta que, além de violentada sexualmente, ela foi também espancada e xingada de vagabunda (um xingamento muito comum entre os misóginos). Enquanto sofria as piores agressões, a vítima só lembra que pedia o tempo inteiro para não ser morta.

Depois de ter sido violentada, a vítima foi para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), onde se submeteu a exames de Raios-X e tomou soro. Depois disso, foi até a delegacia, onde fez a ocorrência policial. Segundo ela, os estupradores eram magros e morenos, o que não ajuda muito, por ser um biotipo muito comum nesta região. (Chagas Filho – com informações de Josseli Carvalho)

ROMANCE FAVORITA
DEPNEUS
FUTURO HORIZONTAL
RADIO CORREIO HORIZONTAL
TH SITES HORIZONTAL

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.