Correio de Carajás

Mulher denuncia ameaça: “De hoje você não passa”

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Poder Judiciário concedeu liberdade provisória para Anderson de Carvalho Oliveira, preso na madrugada do dia 20, acusado de ameaçar de morte a ex-companheira dele. No Bairro das Laranjeiras, Núcleo Cidade Nova, Marabá. Segundo a vítima, Anderson teria lhe feito a seguinte ameaça: “De hoje você não passa. Vou te matar. Vou entrar pelos fundos da casa”.

Quando os policiais chegaram à residência da vítima, após serem acionados pelo Núcleo Integrado de Operações (NIOP-190), já encontraram o acusado sendo contido por populares e com as roupas rasgadas, devido luta corporal que travou com as pessoas que tentavam contê-lo.

Na presença dos policiais, a vítima disse que Anderson realmente tentou arrombar a casa pela porta dos fundos e que lhe ameaçou de morte. Por outro lado, o acusado confessou que havia ingerido bebida alcoólica. Nem precisava, dava para perceber, segundo relataram os PMs.

Leia mais:

Levado à 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, ele foi autuado por ameaça no âmbito da Lei Nº 11.340, a popular “Lei Maria da Penha”, que reprime a violência doméstica. Depois, levado ao Poder Judiciário, em audiência de custódia, obteve liberdade provisória, em razão de a vítima não ter sido agredida.

Porém, na concessão da liberdade, o juiz proíbe Andersom de se aproximar a menos de 200 metros de distância da vítima “ou até onde a vista (visão) alcance”, diz trecho da decisão.

Além disso, está proibido também de manter qualquer contato telefônico, devendo qualquer comunicação ser feita por outra pessoa e apenas no extremamente necessário; proíbe ainda de frequentar bar, boate ou prostíbulo até o fim do processo.

“Serve esta decisão como mandado de intimação e termo de compromisso das medidas cautelares aplicadas, servindo este, também como Alvará de Soltura. Deve observar ainda o flagranteado que o não cumprimento das condições estabelecidas, acarretará revogação do benefício ora concedido, com a expedição de mandado de prisão”, determina o Poder Judiciário. (Chagas Filho)

Comentários

Mais

Motorista bêbado quase atropela agentes do DMTU, se rebarba e vai preso

Motorista bêbado quase atropela agentes do DMTU, se rebarba e vai preso

De acordo com dados da Polícia Civil de Marabá, somente no domingo (20) quatro pessoas foram autuadas por dirigirem embriagadas…
Bandidos invadem casa e morador é esfaqueado no pescoço

Bandidos invadem casa e morador é esfaqueado no pescoço

Na noite da última sexta-feira, 18, dois homens invadiram uma casa do Residencial Morumbi, Núcleo Nova Marabá, em Marabá. Ao…
Tio ameaça sobrinha de morte e vai parar na delegacia

Tio ameaça sobrinha de morte e vai parar na delegacia

Por volta de 1 hora da manhã de sábado (19) a Polícia Militar de Marabá foi acionada para averiguar uma…
Acidente vitima fatalmente “Mudinho do Som Automotivo”

Acidente vitima fatalmente “Mudinho do Som Automotivo”

Em acidente registrado na noite deste domingo (20) morreu Antônio Ribeiro Santos, de 36 anos, mais conhecido como “Mudinho do…
Briga de bar deixa quatro esfaqueados pela mesma pessoa. Dois morreram

Briga de bar deixa quatro esfaqueados pela mesma pessoa. Dois morreram

A Polícia Civil tenta identificar o responsável por esfaquear quatro jovens, levando dois à morte, no início da madrugada de…
PC prende suspeito com 27 mil reais oriundos de sequestro e roubo no Banpará

PC prende suspeito com 27 mil reais oriundos de sequestro e roubo no Banpará

  Igor Silva Pereira, de 26 anos de idade, é apontado pela investigação da Polícia Civil como peça importante na…