Correio de Carajás

Mulher acorda após 2 anos em coma e denuncia irmão por ataque nos EUA

Uma moradora da Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos, acordou de um coma de dois anos após ter sido brutalmente espancada e identificou o irmão como autor das agressões.

O ataque ocorreu em junho de 2020. Segundo as autoridades, Wanda Palmer, de 51 anos, teria sido agredida com uma arma que parecia ser um facão ou um machado e teve graves danos cerebrais. “Quando chegamos lá, para ser honesto, pensamos que ela estava morta”, disse o xerife do condado de Jackson, Ross Mellenger, ao Metro News.

Sem evidências que indicassem um autor do crime, a investigação não prosseguiu. “Não havia testemunhas oculares, ninguém morava na casa, nenhuma filmagem de vigilância, nenhum registro de celular. Não havia praticamente nada para seguir em frente”, explicou Mellenger.

Leia mais:

A mulher estava em um centro de longa permanência desde então. Na semana passada, a polícia recebeu a informação de que ela teria acordado. Apesar dos danos no cérebro, Palmer conseguiu falar com os investigadores e identificou o autor das agressões: seu irmão, Daniel Palmer, 55.

Ele foi preso na sexta-feira (15/7), acusado de tentativa de homicídio e ferimento malicioso.

(Fonte: Metrópoles)

Comentários