Correio de Carajás

MPPA discute segurança alimentar e nutricional com prefeitura de Marabá

Os membros da comissão terão que apresentar as propostas ao MPPA, em 15 dias/ Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio da promotora de justiça Mayanna Silva de Souza Queiroz, titular do 6º Cargo de Promotor de Justiça de Marabá (Direitos Constitucionais Fundamentais) realizou, na manhã do último dia 15, reunião no prédio das Promotorias de Justiça de Marabá, para discutir a implantação de políticas públicas que venham atender as diretrizes preconizadas no Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

Durante o encontro, a promotora de Justiça conversou com membros da comissão nomeada pelo prefeito municipal de Marabá, para tratar da implantação de políticas públicas relacionadas à segurança alimentar e nutricional no município. A promotora cobrou a ação da citada comissão, que deverá apresentar informações sobre as atividades desenvolvidas, no prazo de 15 dias.

Na reunião, a vereadora Priscila Veloso informou que a Câmara Municipal de Marabá deverá indicar um membro para acompanhar as atividades de implantação, o que deverá ser feito pelo presidente da Câmara.

Leia mais:

A Lei Nº 11.346 de 15 de setembro de 2006, sancionada pela Presidência da República, cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) com vistas a assegurar o direito humano à alimentação adequada, além de determinar outras providências. “A implantação do Sisan no município de Marabá poderá fazer com que toneladas de alimentos que são jogados fora diariamente por supermercados e feiras possam servir para alimentar muitas pessoas que estão em situação difícil” ressalta a promotora de justiça.

Participaram da reunião o representante da Secretaria Municipal de Assistência Social, Promoção e Assuntos Comunitários de Marabá, Reginaldo Carvalho; a vereadora Priscila Veloso, representando a Câmara Municipal de Marabá; a procuradora municipal Kellen Servilha, representando a Procuradoria Geral do Município de Marabá, e Carla Silvana de Araujo, do Serviço social do Comércio (Sesc/Pa), atuando como voluntária apoiadora na implantação. (Divulgação MPPA)

Mais

Começa hoje consulta pública sobre mudanças na Nova Marabá

Começa hoje consulta pública sobre mudanças na Nova Marabá

Nesta sexta-feira, dia 14 de maio, inicia a Consulta Pública promovida pela Câmara Municipal de Marabá, para que a população…
Covid-19: Novas etapas da campanha de vacinação iniciam neste fim de semana em Marabá

Covid-19: Novas etapas da campanha de vacinação iniciam neste fim de semana em Marabá

A Secretaria Municipal de Saúde de Marabá informa que, neste final de semana, sábado (15) e domingo (16), ocorrerá uma…
Post usa notícia de 2019 para parabenizar Bolsonaro por acordo Mercosul-UE, mas negociações estão paradas

Post usa notícia de 2019 para parabenizar Bolsonaro por acordo Mercosul-UE, mas negociações estão paradas

Investigado por: Verificado por:    É enganosa uma publicação no Facebook do dia 9 de maio de 2021, em um…
Estado regulariza cerca de 2.500 lotes dos bairros Liberdade e Independência

Estado regulariza cerca de 2.500 lotes dos bairros Liberdade e Independência

A Companhia de Habitação do Estado do Para (Cohab), ligada ao Governo do Estado, está trabalhando de forma célere para…
Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Um morador nada comum deu o “ar da graça” e surpreendeu a população da Folha 6. Um filhote de jacaré…
Tião Miranda publica Nota de Repúdio por pichação em sua residência

Tião Miranda publica Nota de Repúdio por pichação em sua residência

O prefeito Tião Miranda publicou, no final da tarde desta quinta-feira, 13, uma Nota de Repúdio contra manifestações de sindicalistas…