Correio de Carajás

Morto na Folha 7 era traficante conhecido como “Nego” em Marabá

Joelson de Jesus Serra da Silva, morto em confronto com a Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (20), atuava como traficante e foi pego após investigações, diz a polícia. O jovem de 19 anos era conhecido como “Nego” e em sua casa foram encontrados 1kg de cocaína, papelotes, balança de precisão, 26 munições, uma moto roubada, aparelho bloqueador de sinal de rastreador de GPS e um alvará de soltura em seu favor.

O acusado foi surpreendido por policiais civis que, após investigações de que Joelson estaria traficando drogas no local onde residia, se dirigiram até a casa para averiguarem o fato. Ao se deparar com os agentes, ele teria corrido para trás do imóvel com uma arma de fogo na mão e pulou para o quintal da vizinha, lugar onde trocou tiros com a PC e foi baleado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado pelos oficiais, mas o jovem não resistiu e acabou morrendo.

Leia mais:

Na casa de Joelson foram encontradas uma barra de aproximadamente 1kg de cocaína, papelotes para embalar a droga, balança de precisão, uma prensa utilizada para prensar tijolos de entorpecentes, uma moto roubada com sinais de adulteração; 26 munições de calibre 22; um aparelho bloqueador de sinal de rastreador de GPS, comumente utilizado em furtos e roubos de caminhonetes e caminhões; um caderno do tráfico de registro para compra e venda de drogas; e um alvará de soltura em seu favor, oriunda da 2ª Vara Criminal de São Luís, Estado do Maranhão.

Em sua casa foram encontrados 1kg de cocaína, papelotes, balança de precisão e 26 munições

O jovem possui 5 processos criminais pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, estado de onde é natural e, segundo a Superintendência Regional do Sudeste do Pará, ele era conhecido por práticas criminosas na cidade. (Thays Araujo)

Comentários