Correio de Carajás

Morte no Montes Claros ganha nova versão na delegacia

Casa teria sido destruída pela vítima fatal

EM FAMÍLIA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conforme informado pela Polícia Civil, que atendeu ao homicídio de Adelson da Silva Oliveira, de 38 anos, no Bairro Montes Claros, em Parauapebas, na noite deste domingo (30), a vítima fatal teria tentado esfaquear a esposa e esta foi defendida pelo genro, Altieres Barbosa Patrício, que utilizou um pedaço de madeira para abater Adelson.

O relato conta que Adelson estava embriagado quando se desentendeu com a companheira, apresentando uma postura muito agressiva, que o levou a destruir os móveis da casa. Nesse momento, a filha da mulher se envolveu na briga para proteger a mãe e foi ameaçada por Adelson, que empunhava uma faca. As testemunhas ouvidas informam que Altieres então defendeu a própria companheira e a sogra.

Leia mais:

A Polícia Civil busca pelo envolvido no homicídio para realização dos procedimentos cabíveis e a Justiça deverá determinar se Altieres agiu em defesa das mulheres ao atacar Adelson.

Inicialmente, a Polícia Militar havia informado ao Correio de Carajás que Adelson teria sido morto a golpes de enxada por um cunhado.  (Juliano Corrêa – com informações de Evangelista Rocha)

Comentários

Mais

Militares salvam bebê que estava engasgado

Militares salvam bebê que estava engasgado

Em Tucuruí, no Sudeste do Estado, uma bebê recém-nascida foi salva na manhã de ontem, 15, por militares do 13°…
Traficante é preso com cocaína entre as nádegas

Traficante é preso com cocaína entre as nádegas

João Paulo Gonçalves dos Santos foi preso por tráfico de drogas, na Estrada VS-10, em trecho atrás de um supermercado,…
Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Dois homens foram presos por porte ilegal de armas de fogo e munições e crime contra a fauna, em Conceição…
Somadas, penas de crimes associados a Lázaro Barbosa podem passar de 300 anos

Somadas, penas de crimes associados a Lázaro Barbosa podem passar de 300 anos

Desde antes da chacina contra a família Vidal, na madrugada de quarta-feira (9/6), Lázaro Barbosa de Sousa acumulava sete inquéritos…
PF cumpre mandados contra acusados de atacar indígenas

PF cumpre mandados contra acusados de atacar indígenas

Com o objetivo de instruir os inquéritos policiais instaurados para apurar as manifestações violentas e ataques contra os agentes de…
Assaltos em Parauapebas terminam em morte e prisão

Assaltos em Parauapebas terminam em morte e prisão

Uma abordagem policial de policiais militares a suspeitos de assalto resultou na morte de Jhonata Pereira de Oliveira e na…