Correio de Carajás

Moradores reclamam de poeira nas Folhas 21 e 27

Cabeceiras da ponte nova estão sem camada asfáltica e moradores da área reclamam muito da poeira/ Imagens: Ricardo Magno/TV Correio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quando a prefeitura construiu uma ponte na Grota Criminosa, ligando as Folhas 21 e 27 (Nova Marabá), substituindo a ponte antiga, a população aplaudiu a obra. O problema é a poeira que ficou depois do serviço feito. Isso ocorre porque a camada asfáltica foi removida das cabeceiras da ponte. Aliado a isso, os veículos passam em alta velocidade pelo local.

Messias Bezerra, dono de açougue na Folha 21, se vê obrigado a lavar seu estabelecimento quase o tempo todo, porque, do contrário, a poeira toma conta do local. “Muita poeira aqui. Perco mais tempo lavando meu açougue do que vendendo”, declarou, a pedir que a prefeitura envie um carro-pipa pelo menos duas vezes por semana.

Messias passa praticamente o dia todo lavando seu açougue

Diante do cenário de poeira que toma conta do perímetro, Messias diz que tem até perdido clientes. “Tem gente que nem encosta no açougue quando vê tanta poeira; acabam pensando que a gente que é seboso, mas não é. Eu tento manter aqui todo tempo limpo”, lamenta Messias.

Leia mais:

Do outro lado da ponte, na Folha 27, a comerciante Maria de Fátima, mais conhecida como Dona Mariquinha, que mantém uma venda de legumes, frutas e verduras, também denuncia o problema da poeira e pede providências, porque o pequeno negócio que garante sua subsistência está sendo prejudicado.

“Aqui é da onde eu sobrevivo. Mas tem muita poeira, depois dessa ponte. O carro-pipa passa aqui um dia sim e dez não”, reclama, acrescentando que poderia ser colocado um redutor de velocidade no local, porque os veículos passam sempre em alta velocidade.

Dona Mariquinha: “O carro-pipa passa um dia sim e dez não”

Prefeitura fala

Por telefone, o titular da Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas (Sevop), Fábio Moreira, explicou que existem duas pontes feitas recentemente na Grota Criminosa. Uma delas fica entre as Folhas 28 e 20 e lá a concretagem vai começar na semana que vem.

Em relação à ponte das Folhas 21 e 27, a situação é diferente. Segundo ele, a prefeitura já licitou a urbanização de todo aquele perímetro da Grota Criminosa, para fazer uma espécie de anel viário dos dois lados do canal. A licitação foi vencida pela empresa Construfox.

Mas Fábio Moreira explicou que essa obra deve durar algo em torno de dois meses e não garantiu que um carro-pipa vai ser enviado com a frequência que os moradores da área estão pedindo. Enquanto isso são os próprios moradores quem aguam a via todos os dias para se livrar da poeira. (Chagas Filho)

Mais

Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Um morador nada comum deu o “ar da graça” e surpreendeu a população da Folha 6. Um filhote de jacaré…
Tião Miranda publica Nota de Repúdio por pichação em sua residência

Tião Miranda publica Nota de Repúdio por pichação em sua residência

O prefeito Tião Miranda publicou, no final da tarde desta quinta-feira, 13, uma Nota de Repúdio contra manifestações de sindicalistas…
Pará recebe a maior remessa de vacinas contra Covid-19, com mais de 350 mil doses

Pará recebe a maior remessa de vacinas contra Covid-19, com mais de 350 mil doses

O Pará recebeu, na tarde desta quinta-feira (13), a maior remessa de doses de vacinas contra Covid-19,  com um total…
Descontos de IPVA para finais de placa 76 a 96 vão até 17 de maio

Descontos de IPVA para finais de placa 76 a 96 vão até 17 de maio

Os proprietários de veículos com final de placas 76 a 96 poderão pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores…
Exposição homoerótica é cancelada em Belém e ecoa censura a 'Queermuseu'

Exposição homoerótica é cancelada em Belém e ecoa censura a 'Queermuseu'

Selecionada por um edital do Banco da Amazônia, a exposição “Suaves Brutalidades”, de Henrique Montagne Figueira, tinha um vernissage virtual…
Ataques armados a indígenas contrários à mineração ilegal podem se repetir no Pará, alerta MPF

Ataques armados a indígenas contrários à mineração ilegal podem se repetir no Pará, alerta MPF

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu na terça-feira (11) solicitar a órgãos públicos a tomada de medidas para evitar que…