Correio de Carajás

Ministério Público pede adiamento de concursos no Pará

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Em reunião ocorrida na terça-feira (9) com representantes do governo, o MPPA por suas 3a e 4a. Promotorias de Justiça de Direitos Constitucionais e Grupo de Trabalho Estratégico (GTE) demonstrou preocupação com a realização de provas de concursos em meio ao cenário de expressivo aumento do número de casos positivos e de óbitos por Covid-19.

Na ocasião, o Ministério Público do Estado posicionou-se pelo adiamento das provas dos concursos públicos da Polícia Militar e da Polícia Civil previstas para ocorrerem nos próximos dias do mês de março em Belém e em outros municípios do Estado.

Na reunião com representantes da Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad) e Secretaria Estadual de Segurança Pública do Pará (Segup) o Ministério Público demonstrou preocupação com a grande quantidade de pessoas que se deslocarão pelo território do Estado do Pará e com a inevitável aglomeração em frente aos locais de prova, o número de pessoas nas salas de provas, entre outras. Foi solicitado, então, aos representantes do Governo do Estado que avaliem, com urgência, a possibilidade de adiar as provas dos concursos até que o quadro pandêmico melhore.

“Aqui em Marabá temos trabalhado várias medidas para evitar aglomerações. Porém, os leitos públicos estão 80% ocupados e a realização de provas aqui nos preocupa nesse período, uma vez que receberemos pessoas de outros municípios. É preocupante, pois temos um problema estrutural na cidade”, disse a Promotora de Justiça de Marabá, Lílian Freire.

Leia mais:

A prova do concurso da Polícia Militar marcada para o próximo fim de semana será para os candidatos do sexo masculino, com cerca de 67 mil inscritos, o que significa um número bem maior de pessoas que se deslocaram pelo território paraense, inclusive vindo de outros Estados, o que certamente gerará aglomerações nos locais de prova. 

No último domingo, foi realizado o Concurso da PM Feminina com cerca de 26 mil candidatos inscritos e pontos de aglomeração foram registrados.

O Secretário Estadual de Segurança Pública do Pará (Segup), Uálame Machado, defendeu a manutenção da prova e disse que o governo reforçou a segurança na entrada dos locais de avaliação para evitar aglomerações nas próximas etapas e que as medidas internas de prevenção ao contágio também foram aperfeiçoadas. “Aumentamos o efetivo para o fortalecimento da orientação externa. Além disso, teremos mais locais de prova e mais profissionais”, complementou o Secretário.

Uálame Machado acrescentou que vai levar a questão ao comitê técnico de Covid-19 do governo, que avalia constantemente a situação pandêmica no estado. O comitê apresentará novos dados da Covid-19 no estado em reunião prevista para esta 4ª feira (10).

A Promotora de Justiça Juliana Felix defendeu o adiamento das provas por pelo menos mais um mês, a fim de impedir o avanço da contaminação. “Sabemos da urgente  necessidade de preenchimento do quadro de Policiais Civis e Militares, mas será que vale a pena correr esse risco?”, questionou a promotora.

Ao final, a promotora de Justiça da saúde na capital, Fabia de Melo-Fournier pontuou que a “realização de concursos públicos contraria o próprio Decreto Governamental, tendo em vista que o mesmo não permite a realização de aglomeração e a reunião de mais de 10 pessoas em um mesmo ambiente”. Por fim, a Promotora apresentou os encaminhamentos da reunião, informando que o Ministério Público irá aguardar até 5ª feira (11) a manifestação do Estado sobre a realização da prova de domingo.

Participaram da reunião os Promotores de Justiça Juliana Félix, Fabia Fournier, Adriana Passos, Maria da Penha, Lílian Freire, Ioná Nunes,  Adriana Simões e Nadilson Portilho. Pelo governo do Estado, participaram o Secretário Estadual de Segurança Pública do Pará, Uálame Machado, e a secretária adjunta de gestão de pessoas da Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), Thainná Alencar. (Fonte: MPPA)

Comentários

Mais

Bolsonaro faz 'motociata' em SP ao lado de apoiadores

Bolsonaro faz 'motociata' em SP ao lado de apoiadores

O presidente Jair Bolsonaro está em passeata pela cidade de São Paulo, em manifestação organizada por integrantes de clubes de…
Aos 80 anos, morre o ex-vice-presidente Marco Maciel

Aos 80 anos, morre o ex-vice-presidente Marco Maciel

Morreu neste sábado (12), aos 80 anos, o ex-vice-presidente da República Marco Maciel. Segundo o genro do político, Joel Braga,…
Capacitação de profissionais é aposta para combater trabalho infantil

Capacitação de profissionais é aposta para combater trabalho infantil

No lugar da boneca e do carrinho, a enxada e a vassoura. No lugar do tempo para estudo e descanso,…
Casal passou a morar junto e construiu sua “família”

Casal passou a morar junto e construiu sua “família”

  A história de Juliana Milhomem e Victoria Kaline é semelhante à de Polyana e Amanda. Ambas se conheceram em…
Mulheres que são felizes com outras mulheres

Mulheres que são felizes com outras mulheres

“Consideramos justa toda forma de amor”. Parafraseando Lulu Santos, começamos essa história com o trecho da emblemática música “Toda forma…
Namoro que floresce no meio na pandemia

Namoro que floresce no meio na pandemia

Sílvia e Moisés e se tornaram amigos inseparáveis, contavam tudo um para o outro, até se ajudaram a ficar com…