Correio de Carajás

Ministério da Saúde altera voos e chegada da vacina contra a Covid-19 atrasa no Pará, diz governo estadual

Começou na Base Aérea de São Paulo, no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o carregamento do primeiro voo da Força Aérea Brasileira (FAB) que vai distribuir a vacina Coronavac para os estados brasileiros, na manhã desta segunda-feira, 18 de janeiro de 2021. — Foto: FEPESIL/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Ministério da Saúde alterou a logística de entrega e atrasa a chegada da vacina contra à Covid-19 para o Pará. A chegada das 173 mil doses da CoronaVac estava prevista para às 15h30 desta segunda-feira (18) no estado. A Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa) informou que vai anunciar o novo horário de chegada do medicamento.

Com o atraso, o governo do estado deve alterar a data de início do plano de vacinação. Os primeiros vacinados serão os profissionais de saúde que atuam na linha da frente da pandemia, indígenas aldeados e idosos institucionalizados, que compõem o grupo prioritário da primeira fase da campanha.

No fim desta manhã, Helder acompanhou o embarque do carregamento de vacinas e garantiu o início do plano estadual de imunização para esta segunda. “Pessoas perderam vidas, perderam familiares e passaram a viver uma situação dramática desde o início da pandemia. O dia de hoje representa virar essa página, renovar as nossas esperanças”, declarou.

Leia mais:

Até a última sexta-feira (15) o governo estadual anunciou que o Pará receberia 320 mil doses de vacina no primeiro lote. Já no domingo (17), esse quantitativo diminuiu e o governador Helder Barbalho disse que 124 mil doses chegariam ao Pará, na primeira fase.

Helder Barbalho, governador do Pará, acompanha o embarque das doses da vacina contra a Covid-19 de Guarulhos (SP) para Belém (PA). — Foto: Reprodução/Instagram
Helder Barbalho, governador do Pará, acompanha o embarque das doses da vacina contra a Covid-19 de Guarulhos (SP) para Belém (PA). — Foto: Reprodução/Instagram

Uso emergencial

O uso emergencial das 6 milhões de doses da CoronaVac prontas vindas da China foi aprovado neste domingo (17) pela Anvisa.

Por volta das 5h desta segunda, caminhões de carga refrigerados começaram a deixar o centro de distribuição em Guarulhos escoltados por carros da Polícia Federal. Cem caminhões farão o transporte da vacina.

As doses da CoronaVac também começaram a ser distribuídas em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e companhias aéreas que farão o transporte gratuitamente.

De acordo com o governo federal, os estados serão responsáveis pela distribuição aos municípios. (Fonte:G1)

Comentários

Mais

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…
Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Antes de iniciar seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro convidou para o palco o vereador Fernando Henrique, de Marabá, e…
Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Festejado por apoiadores em Marabá, que estiveram aos milhares acompanhando seus passos desde o desembarque no aeroporto local, o presidente…
Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Neste sábado (19) todas as unidades de saúde das zonas urbana e rural de Parauapebas abrem das 9 às 17…