Correio de Carajás

Militares retornam de missão

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira trouxe os militares de volta a Marabá/ Fotos: Josseli Carvalho
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A volta para casa traz o sentimento de missão cumprida para os militares da 23ª Brigada de Infantaria de Selva de Marabá. Os 150 integrantes do Exército Brasileiro retornaram no último final de semana após três meses de missão, que tinha como objetivo acolher os venezuelanos que estão saindo de seu país para entrar no Brasil. No Aeroporto João Corrêa da Rocha, foram recebidos pelo general Eugênio Pacelli Vieira Mota, e por familiares.

Os militares foram enviados em outubro do ano passado para atuarem nas Guarnições de Boa Vista e Pacaraima, divisa do estado de Roraima com a Venezuela. Os soldados foram empregados em diferentes missões, como recebimento aos venezuelanos, triagem, orientação e alimentação.

“Hoje eles retornam após terem completado a missão. É uma satisfação enorme receber todos eles de volta. Lá, eles trabalharam juntamente com a ONU e outros órgãos governamentais. Foram sempre muito bem elogiados pelo trabalho que desempenharam”, festejou o general Pacelli, comandante da 23ª Brigada de Infantaria de Selva.

Leia mais:
Segundo o general Pacelli, a tropa foi destaque no cumprimento da missão humanitária

“Isso mostra os valores que o soldado tem. Estar sempre pronto para cumprir uma missão, seja onde for. Agora vão receber o aconchego e o carinho de seus familiares e de toda a tropa, e em breve faremos uma formatura para destacar esse trabalho realizado”, afirmou o comandante.

De acordo com o general, a missão da Brigada se encerrou e, por enquanto, não serão enviados novos homens. “Faremos um rodízio só, depois que passar várias provas, então, provavelmente só haverá um novo envio no final deste ano ou início do ano que vem”, estimou.

Para o major Adelmo de Souza Carvalho Filho, foi um trabalho satisfatório participar da acolhido à população venezuelana. “Foi uma operação em conjunto com outros órgãos, que nos fez contribuir com a acolhida dessas pessoas que estavam em situação de vulnerabilidade. Fazíamos o ordenamento na fronteira, o abrigamento das pessoas e interiorização. Baseado nesses três pilares, realizamos o trabalho da missão”, finalizou.

Major Adelmo foi um dos militares que fizeram parte da tropa

LEVANTAMENTO

Um levantamento apontou que há venezuelanos vivendo em situação de rua em 10 das 15 cidades de Roraima. O mapeamento foi feito em agosto de 2018 pela Força Tarefa Logística e Humanitária, criada em fevereiro pelo então presidente em exercício, Michel Temer (MDB) para lidar com o intenso fluxo migratório causado pela crise na Venezuela.

Segundo o levantamento, há mais de 1,5 mil imigrantes em situação de rua em todo o estado. A maior concentração é na capital Boa Vista, onde há 619 venezuelanos nas ruas, seguida por Pacaraima, município na fronteira, que tem cerca de 434 em igual situação.

Imigração venezuelana para Roraima

O estado recebe um crescente número de imigrantes desde 2015. Eles fogem, principalmente, da escassez de comida e de remédios na Venezuela e alguns percorrem até a pé os 215 quilômetros que separam Boa Vista da fronteira. No Brasil, pedem refúgio ou residência temporária à Polícia Federal.

No Aeroporto, familiares receberam os soldados com emoção

Em 2017, o governo decretou situação de emergência por causa da imigração venezuelana, e no início do ano passado, o então presidente da República, Michel Temer, assinou um decreto reconhecendo a situação de vulnerabilidade do estado. (Karine Sued e Josseli Carvalho)

Mais

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Como parte da programação do Maio Amarelo, mês dedicado à segurança no trânsito, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano…
É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

Falso É falso o tuíte que afirma que o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, tenha recebido um passaporte diplomático…
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos autorizou a vacina contra covid-19 da Pfizer e da parceira…
Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Pelo menos 8,9% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência sexual na vida, segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde…
Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

As transações por cartões (crédito e débito) registraram um aumento de 17,3% nos valores movimentados no primeiro trimestre deste ano…
Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…