Correio de Carajás

Melissandra da 28 lança “Manchete”, single de seu 2º álbum

A artista explica que a música possui inspirações dos anos 2000 / Foto: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Iniciando oficialmente sua nova era, a multiartista Melissandra da 28 lança, às 18 horas desta quinta-feira (29) o videoclipe do primeiro single de seu segundo álbum é “Manchete”. A produção é inspirada por polêmicas em que a artista se envolveu e sobre o lado fantasioso dos seus sonhos de alcançar o sucesso.

A música leva o nome do álbum, que seria chamado “Estrela da 28” – o mesmo do documentário contemplado pelo incentivo à produção cultural da Lei Aldir Blanc – porém, devido a reviravoltas, o nome foi mudado.

A travesti conta que quando escreveu a música, estava refletindo sobre boatos que ouviu sobre si. Um deles, em relação à situação financeira da cantora, que por ter sido contemplada pelo edital da Lei, insinuavam que estaria rica e até desperdiçando dinheiro público, conforme relata Melissandra em entrevista ao Correio de Carajás.

Leia mais:

“Na verdade, eu passo por muitos perrengues financeiros. Eles [o álbum e o clipe] foram custeados por mim mesma. A Aldir Blanc contemplou apenas a produção do documentário”, esclarece Melissandra.

As reflexões sobre o seu passado também vieram à tona. Conforme descreve, a artista se envolveu em algumas polêmicas no início da carreira, que questionavam o seu caráter e a sua índole. “Isso também me fez refletir sobre como as travestis são retratadas na mídia. Sempre de uma forma negativa, marginalizada, como vilãs. Eu quero mudar isso”, afirma.

Motivada a dar uma repaginada em todas as polêmicas e à imagem das travestis na mídia, o lado fantasioso da imaginação de Melissandra a inspirou na composição e produção do clipe Manchete, retratando-a como tendo conquistado tudo que sempre sonhou.

O clipe foi inspirado em suas fantasias sobre atingir o sucesso / Foto: Boiúna Filmes

“O clipe de Manchete traz isso: meus sonhos de estar rica, bem sucedida financeiramente, com o contraste da minha realidade – que ainda está distante disto”, explica.

Toda a inspiração mudou um pouco o rosto desta nova etapa na vida da artista. O que devia ser mais leve, acabou sendo um pouco pesado. “Às vezes, o pessoal é pesado”, lamenta Melissandra.

PRODUÇÃO

A travesti conta que ela e sua equipe se arriscaram muito com essa produção, experimentando efeitos e técnicas nunca testados antes, como chroma-key, cores e decorações diferentes, além de figurinos icônicos.

A música possui muitas referências dos anos 2000 e as demais composições do álbum trazem narrativas que facilmente podem lembrar a mais recente produção de Luísa Sonza, o “Doce 22”. “Estou feliz com o resultado, creio que todos vão se sentir bem conectados comigo pelas letras e dançar bastante, pois a sonoridade é bem pop”, descreve Melissandra.

A faixa estaria disponível também nas plataformas digitais de streaming, porém, devido a um problema técnico, ela não será disponibilizada nesse momento. Mas, Melissandra garante que em breve ela será liberada, pois já foi aprovada pelas plataformas.

A previsão do lançamento do álbum está para o final de setembro, devido as mudanças que sofreu ao longo do processo de produção. “Algumas músicas foram excluídas, outras novas entraram, e com isso o conceito também foi mudando”, explica.

Um spoiler! Melissandra revelou que duas artistas do cenário musical nacional fazem participações no álbum. Sem revelar nomes, ela apenas disse que são duas travestis, sendo uma delas MC.

A equipe se arriscou em técnicas nunca experimentadas antes / Foto: Boiúna Filmes

DOCUMENTÁRIO

Sobre o documentário, Melissandra garante que ele já está 70% concluído, passando agora pela fase de edição. A artista e sua produtora, a “Boiúna Filmes”, pretendem mirar em festivais específicos para lançar o curta-metragem.

“Levando em consideração que a campanha de vacinação contra covid-19 em Marabá está bem avançada, já conseguimos vislumbrar uma exibição em um espaço público também”, prevê a cantora.

Além disso, o documentário também será levado para escolas públicas, onde sua exibição será acompanhada da oferta de oficinas de teatro, roteiro, performance, expressão corporal, entre outras atividades.

A produção foi contemplada no edital de audiovisual da Lei Aldir Blanc, no final do mês de janeiro, na categoria de curta-metragem. O “Estrela da 28” recebeu uma verba de R$ 100 mil para financiamento pelo governo do Estado do Pará.

Desde fevereiro, a travesti e sua equipe estão trabalhando na produção do projeto, contando com Débora Mcdowell, como produtora executiva; Hugo Leonardo como coordenador de produção e assistente de direção; Raikage, como produtor musical do novo álbum; e a própria Melissandra como diretora geral e roteirista. (Zeus Bandeira)

 

FICHA TÉCNICA DO CLIPE “MANCHETE”

 

Maquiagem: Glau Reis/Melissandra

Looks: Harpia Ateliê/ Ribas Brechó/Brasa Brechó

Cenografia: Darlan Pinheiro/ Caroline Nascimento

Direção de Fotografia: Bruna Soares

Fotografia: Diná Oliveira

Montagem/Edição: Boiuna Filmes

Design Gráfico: Letícia Portela

Identidade visual: Boiuna Filmes

Direção de Arte: Melissandra

Assistente de Direção de Arte: Darlan Pinheiro/ Caroline Nascimento

Styling: Darlan Pinheiro

Design do Look winx: Darlan Pinheiro

Confecção/figurino: Harpia Ateliê

Coordenador de Produção: Hugo Leonardo

Direção Geral: Melissandra

Assistente de Direção: Hugo Leonardo

Roteiro: Melissandra

Produção e Direção musical: Mário Raikage

Distribuição: Subsound Prod

Coreografia: João Paulo Souza / Fernando Rhyan

Uma produção audiovisual da Boiuna Filmes.

Uma produção musical da Subsound Prod.

Comentários
Manu Batidão agita Marabá e diz ao Correio: “O Pará é o meu país”

Manu Batidão agita Marabá e diz ao Correio: “O Pará é o meu país”

“O Pará é o meu país”. Essa foi a frase mais forte dita por Emanuella Tenório Rocha, a Manu Batidão,…
Banda Pirucaba Jazz se apresenta neste domingo (19) na Praça São Félix de Valois

Banda Pirucaba Jazz se apresenta neste domingo (19) na Praça São Félix de Valois

Em visita aos estúdios da rádio Correio FM nesta sexta-feira (17), o baixista da Banda Pirucaba Jazz e membro fundador,…
Dez anos após viralizar, Magali Dançante supera depressão e luta para ser cantora gospel

Dez anos após viralizar, Magali Dançante supera depressão e luta para ser cantora gospel

Era mais um dia de luta para Tássia Gomes, no final de novembro de 2010. Fantasiada de Magali, ela agitava…
Teu signo é "pistola"? Saiba quais são os mais do zodíaco

Teu signo é "pistola"? Saiba quais são os mais do zodíaco

Certamente você conhece alguém ou já viu alguém que é do seleto grupo dos “loucos por mapa astral”, que basta…
Brega paraense é reconhecido como patrimônio cultural e imaterial

Brega paraense é reconhecido como patrimônio cultural e imaterial

No Pará, um sinal incontestável de que uma música se tornou sucesso é quando ela ‘vira brega’. O ritmo foi…
Drag Queen faz contação de história nesta quarta-feira em Canaã

Drag Queen faz contação de história nesta quarta-feira em Canaã

No Mês da Amazônia, as lendas e contos indígenas tomarão conta das telas de quem participar das contações de histórias…