Correio de Carajás

Médicos de Carajás pedem melhores condições de trabalho contra Covid-19

Associação diz que ala inaugurada no antigo Hospital Municipal de Parauapebas está extremamente desestruturada.
Associação diz que ala inaugurada no antigo Hospital Municipal de Parauapebas está extremamente desestruturada.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Em nota pública, a Associação de Médicos de Carajás (AMC), que representa os profissionais de Parauapebas e região, narra a dificuldade dos trabalhadores de saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus. A entidade sugere medidas a serem adotadas frente à situação emergencial decorrente da Covid-19.

O documento de cinco páginas é assinado pelo presidente da associação, Maryel Vieira Mendes, e cita que não há vagas em leito de UTI disponível em Parauapebas. “A prometida área da Covid, com os prometidos 40 leitos feitos em parceria com a Vale, não foram inaugurados”, diz o texto, acrescentando que foi apresentada uma ala com uma dúzia leitos no antigo Hospital Municipal de Parauapebas que esta está extremamente desestruturada.

As sugestões da AMC ao município são:

Leia mais:

1 – Acelere a estruturação e inauguração dos 40 leitos no HMP;

2 – Acelere a construção, estruturação e inauguração do hospital de campanha já anunciado;

3 – Adote medidas de prevenção em todos os Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS) geridos pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), colocando profissional à entrada, borrifando álcool nas mãos dos pacientes que buscarem assistência nesses locais, bem como nas dos seus acompanhantes, além de fornecer máscara a todos que se apresentarem nesses locais sem tal proteção. Opcionalmente é de bom alvitre acrescentar avaliação de temperatura com termômetro infravermelho em todos que entrarem nesses locais;

4 – Disponibilize pia com água e sabão para lavagem de mãos na entrada de todos os EAS do município;

5 – Fechar e promover fiscalização para a manutenção do fechamento do comércio local, excetuando os essenciais, que devem respeitar normas sanitárias fortuitas no momento;

6 – Estimular o isolamento social, promovendo e intensificando campanhas publicitárias na imprensa e por qualquer meio eficaz;

7 – Aplicar periodicamente e prioritariamente os testes rápidos em todos os profissionais de saúde, uma vez que tais profissionais, quando infectados e assintomáticos, são transmissores em potencial, já que lidam com quantitativo elevado de pessoas todos os dias;

8 – Ouvir equipe técnica, e não a política, a fim de atentar a aquisição de equipamentos fundamentais ao manejo dos doentes, bem como mediar decisões relevantes no combate à pandemia.

9 – Solicitar avaliação da Vigilância Sanitária a todos os EAS inaugurados para combate a Covid e, mais que isso, atender as sugestões de melhorias apresentadas. Ambientes insalubres, como a atual ala da Covid, não devem ser aceitos como normais em saúde pública;

10 – Escolher com critérios técnicos diretores, coordenadores e demais profissionais que tenham ampla quantidade de colaboradores coordenados, sendo fundamental que tais líderes conheçam fluxos e sejam capazes de orientar seus coordenados sobre condutas.

A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas emitiu nota em relação ao posicionamento da Associação de Médicos de Carajás (AMC). Confira, na íntegra:

1 – A colaboração da AMC, assim como dos profissionais vinculados à entidade, é de fundamental importância para a saúde do município, especialmente no período em que vivemos. Diante do exposto na nota, a prefeitura reconhece que precisa avançar em alguns pontos, mas reforça que tem realizado diversas ações no enfrentamento ao novo coronavírus e que foi um dos primeiros municípios do Pará a adotar medidas como: fechamento do comércio, implantação de barreiras sanitárias, capacitações dos profissionais de saúde com infectologista, ampla campanha de publicidade alertando a população para a necessidade do isolamento social, com obrigatoriedade do uso de máscara nas ruas da cidade.

2 – Em relação às questões específicas da área de saúde, foram disponibilizados Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos servidores que atuam na linha de frente do atendimento aos pacientes com Covid-19, conforme apontado na nota. E iniciamos, desde o dia 21 deste mês, os testes rápidos em profissionais da saúde.

3 – A inauguração da ala exclusiva para atendimento aos pacientes de Covid-19 no antigo Hospital Municipal de Parauapebas depende da chegada dos equipamentos, que já foram adquiridos. A aquisição desses equipamentos atende a recomendações de equipe técnica e não política.

4 – Tanto a nova ala do HMP quanto o Hospital de Campanha seguirão as recomendações da Vigilância Sanitária.

5 – Estamos acelerando as obras do Hospital de Campanha, que deverá ser entregue agora em maio.

6 – Quanto à localização do vestuário dos profissionais de saúde, para paramentação de EPIs, na ala que está atendendo provisoriamente os pacientes com suspeitas de Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) fará a mudança para local em que não propicie contaminação dos profissionais.

7 – Para evitar sobrecarga de atendimento na UPA e Pronto Socorro, a Semsa estruturou e disponibilizou as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para fazer atendimento prévio nos casos menos graves. A sugestão dada pela AMC de disponibilizar profissional na entrada das unidades de saúde com álcool e máscaras para entregar aos pacientes é bem-vinda e será adotada, assim como a disponibilização de pias com água e sabão na entrada das unidades.

8 – A prefeitura agradece a colaboração da AMC com os apontamentos e reforça o seu compromisso com o cuidado da população e, principalmente, dos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19.

(Theíza Cristhine)

Comentários

Mais

Caminhão a serviço do Dnit derruba tanque e VP-8 é parcialmente bloqueada

Caminhão a serviço do Dnit derruba tanque e VP-8 é parcialmente bloqueada

Uma das rotatórias da avenida VP-8 da nova Marabá estava parcialmente isolada nesta manhã de domingo (20), bem perto da…
Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…