Correio de Carajás

Marcelo Queiroga diz que meta do governo é vacinar 1 milhão por dia

Foto: Marcelo Camargo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deu na tarde desta terça-feira (24) a primeira entrevista coletiva após ser empossado no cargo. Durante o evento, ele disse que a meta dele é, “em curto prazo”, passar a vacinar um milhão de pessoas contra Covid-19 diariamente.

“Atualmente, vacinamos 300 mil indivíduos todos os dias, e o ministro da Saúde e o governo assumem o compromisso de, em curto prazo, aumentar em pelo menos três vezes essa velocidade de vacinação, para 1 milhão de vacinas todos os dias. Essa é uma meta plausível”, afirmou. 

O cardiologista também anunciou a intenção de criar uma secretaria especial de combate à pandemia, que vai funcionar 24 horas por dia, como antecipou a âncora da CNN Daniela Lima.

Leia mais:

Ele pediu um voto de confiança no trabalho dele. “Não posso ter resultado no segundo dia da minha gestão, tem que existir uma tolerância. Estamos com pico de óbitos, é uma situação grave, que requer cuidado e atenção de todos”.

O Brasil ultrapassou nesta quarta-feira a marca de 300 mil vítimas da Covid-19.  

Queiroga destacou que não há medicamento específico para o tratamento da Covid-19 até o momento, mas que o médico tem autonomia para receitar o que achar adequado. Ele disse que o Ministério da Saúde irá acompanhar as inovações e os estudos científicos sobre o assunto. “O que tiver evidência científica, nós incorporamos”, disse.

Ele se posicionou contra a adoção de um lockdown, dizendo que a população não aderiria a essa medida e que vai buscar ações que previnam a necessidade de um bloqueio completo. “Vamos buscar com governadores e prefeitos as melhores formas de buscar políticas de distanciamento social que sejam adequadas”, falou. 

Em entrevista à CNN ontem, o novo ministro disse que a missão será trazer a pasta de volta à gestão civil. “Vamos criar a ideia na população de que o ministério está trabalhando para combater a Covid-19. Vamos trazer o ministério de volta para sua gestão civil”, afirmou.

Mais cedo nesta quarta, o presidente Jair Bolsonaro comunicou a criação de um comitê para coordenar as ações de combate à pandemia, junto com governadores e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Essa é a primeira iniciativa federal nesse sentido, mais de um ano depois do início da pandemia. 

(Fonte:CNN)

Comentários

Mais

Carmén Lúcia mantém quebra de sigilo de secretário do Ministério da Saúde

Carmén Lúcia mantém quebra de sigilo de secretário do Ministério da Saúde

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido para suspender a quebra dos sigilos de Arnaldo Correia de Medeiros,…
Brasil adere a acordo dos EUA para exploração pacífica do espaço

Brasil adere a acordo dos EUA para exploração pacífica do espaço

Nesta terça-feira, 15, o Brasil oficializou em uma cerimônia no Palácio do Planalto, o acordo de adesão ao programa Artemis, liderado…
Nunes Marques suspende quebras de sigilo aprovadas pela CPI

Nunes Marques suspende quebras de sigilo aprovadas pela CPI

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu duas liminares suspendendo as quebras de sigilos telefônicos e…
Evento com Bolsonaro em Marabá será no Parque de Exposição e aberto

Evento com Bolsonaro em Marabá será no Parque de Exposição e aberto

O maior evento de entrega de títulos de domínio e regularização fundiária do país. Assim está sendo tratada a solenidade…
Auxílio emergencial será prorrogado por mais 3 meses, afirma Guedes

Auxílio emergencial será prorrogado por mais 3 meses, afirma Guedes

O governo vai prorrogar o auxílio emergencial aos mais vulneráveis por mais três meses, informou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo…
STF mantém quebras de sigilo da CPI da Covid

STF mantém quebras de sigilo da CPI da Covid

Os ministros Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negaram, no sábado (12) pedidos para suspender…