Correio de Carajás

Marabaense vence Miss Pará 2021, mas sofre para ir ao Miss Brasil

MISS UNIVERSO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Larissa Azevedo foi eleita a mulher mais bela do Estado do Pará e, agora, segue para o concurso nacional. Jovem pede ajuda ao munícipio para representar Marabá no Miss Universo Brasil 2021

Como se diz hoje em dia nas redes sociais “quem vê close, não vê corre”. Essa frase consegue ser bem utilizada para definir como é a preparação para as candidatas de um concurso de miss, que integra um conjunto de cuidados, como: preparação física em academia e clínicas estéticas, preparação intelectual e, o mais importante, a psicológica.

Larissa de Souza Azevedo, Miss Universo Pará 2021, esteve na sede do Grupo Correio e contou como foi sua preparação até a coroação do título máximo da beleza da mulher paraense. Agora, a candidata está focada na disputa nacional do Miss Universo, que vai acontecer em um transatlântico de 2 a 14 de novembro de 2021.

Larissa Azevedo, Miss Universo Pará 2021, esteve na sede do Correio e contou como foi ser coroada com o título máximo da beleza

Ganhadora do tradicional concurso de beleza feminina do estado, o Miss Pará, que é realizado anualmente desde 1955, Larissa explica que desta vez o certame não foi da forma tradicional, como acontecia em anos anteriores. Dessa vez, uma seletiva aconteceu em Belém, no último dia 29 de setembro, e escolheu a mulher mais bonita do Pará.

Leia mais:

Novata de sorte, Larissa, que representou o município de Marabá, nunca havia pensado em participar do concurso para concorrer ao título de Miss. “As candidatas dos outros municípios eram muito bonitas, o que gerou em mim um nervosismo e uma expectativa. Mas eu sempre me senti muito confiante”.

Antecedendo o concurso estadual, Larissa explica que a preparação foi intensa, tanto na parte física como nos estudos sobre a cultura, história de Marabá e do Estado do Pará. Ela ressalta que o mais importante de todo esse processo foi cuidar do estado emocional. “Foi preciso entender que era pra participar de um concurso, que isso não vai definir sua personalidade e muito menos a pessoa que você é, seja qual for o resultado”, destaca.

Acompanhada da diretora da Miss Model Agência, Raytha Solares, que a ajudou e preparou desde o começo, ela explica que não foi fácil, pois é preciso ir atrás de patrocinadores, roupas, ensaios fotográficos e vídeos de divulgação.

A reportagem do Correio de Carajás perguntou como ela está controlando a ansiedade para o concurso nacional, que acontece em um transatlântico, que sairá do porto de Salvador, na Bahia, e vai até o porto de Santos, em São Paulo.

“O nacional é um nível muito alto e, infelizmente, o Pará faz tempo que não consegue uma boa classificação no Miss Brasil. Claro que eu espero mudar isso e dar o meu melhor, mas sei que outras candidatas estão bem preparadas”.

Para ir ao evento, ela conta com apoio das coordenações estadual e nacional do concurso, e também com o suporte da mãe, Ângela Cristina Azevedo. Mas Larissa está tentando conseguir outros apoios, como da Prefeitura Municipal de Marabá, mas até agora nada.

A miss precisou fazer uma rifa para arcar com os custos, já que muitas das despesas estão sendo pagas pela mãe e por Raytha. “Eu vejo que é o sonho dela, mas não sei se vou ser capaz de realizar. A gente precisa do apoio não só do município, mas também do Estado, pois minha filha está representando o Pará”, pede a mãe.

A última vez que o Pará ganhou o Miss Brasil foi em 1982. Desde então, não vem tendo boas posições no concurso. (Henrique Garcia com informações de Zeus Bandeira)

Comentários

Mais

Veja o calendário do ciclo de pagamentos do Auxílio Brasil em dezembro

Veja o calendário do ciclo de pagamentos do Auxílio Brasil em dezembro

A Caixa, responsável pelo pagamento das parcelas do programa Auxílio Brasil, já disponibilizou o calendário de pagamentos para o mês…
Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia

Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia

Após oito anos e 11 meses, finalmente vai à júri, nesta quarta-feira (1º), o caso da Boate Kiss, tragédia que matou 242…
Médico espalha tese infundada de que vacinados são perigosos e devem ser isolados

Médico espalha tese infundada de que vacinados são perigosos e devem ser isolados

Falso Boato antivacina apela para declaração infundada de Christian Perronne, médico francês adepto de “teorias alternativas”, para espalhar desinformação. Ele…
Pará registra 609.392 casos e 16.912 mortes por Covid-19

Pará registra 609.392 casos e 16.912 mortes por Covid-19

O Pará contabilizou mais 696 casos de Covid-19 e 12 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
Dois casos da variante ômicron da Covid são detectados em SP

Dois casos da variante ômicron da Covid são detectados em SP

O Instituto Adolfo Lutz confirmou nesta terça-feira (30) dois resultados positivos para a variante ômicron (B.1.1.529) do coronavírus no Brasil. O sequenciamento…
Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses de AstraZeneca

Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses de AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entrega hoje (30) um lote de 2,8 milhões de doses do imunizante contra a covid-19…