Correio de Carajás

Marabaense está aproveitando mais o espaço público pra lazer

Redescobrir o espaço público e aproveitar da infraestrutura para cuidar do corpo e da mente tem sido uma prática cada vez mais comum em Marabá

Espaço público está sendo bem aproveitado para esporte, lazer e confraternização/ Fotos: Aline Nascimento/Ascom

Pistas de caminhadas, academia ao ar livre, espaços de dança, rampas de skate. Cada vez mais, os espaços públicos que misturam a prática de esporte com o lazer, fazem parte da vida do marabaense.

Recentemente, Marabá ganhou mais duas pistas de caminhada. Uma no Residencial Tiradentes, em Morada Nova e outra no Residencial Novo Progresso, em São Félix, que vieram somar-se aos outros espaços públicos com áreas esportivas, como a pista de caminhada da Folha 29, Praça do Idoso, Praça da Liberdade, Pista do Aeroporto, Quadras da Colônia Z-30, academia ao ar livre da Praça São Félix, rampas de skate da Praça da Folha 16, entre outros locais.

Marabaense sabe que “saúde é o que interessa, o resto não tem pressa”

Esses espaços garantem entretenimento e lazer para todas as idades. Antônio Almeida, 71 anos, conta que anda todos os dias e chega a dar 10 voltas na pista da caminhada da Folha 29.

Leia mais:

“Tem uma faixa de uns 8 anos que eu ando por aqui, quando me invoco é de domingo a segunda de 8 a 10 voltas. Esses espaços públicos são muito bons. O doutor fala que é bom andar 3 quilômetros por dia. Eu ando até mais e graças a Deus estou me dando muito bem, não sinto quase nada”, conta o aposentado.

Aos 71 anos, seu Antônio cuida da saúde com uma bela caminhada

Não muito distante dali, a estudante Maria Cecília, 14 anos, aproveita para treinar novas manobras na pista de skate da Folha 16. “Venho aqui quase todos os dias andar de skate. Acho muito bom, mas queria que tivessem ainda mais pistas de skate, na orla poderia ter também”, comenta a menina.

Ela conta também que costuma frequentar outros espaços públicos da cidade. “Praça da Criança, Orla, mas aqui na Praça da 16 é onde venho com mais frequência”, completa.

E Cecília não vai sozinha. Seu pai, Gabriel Fernandes e o irmão, Lucas Gabriel, de 7 anos, a acompanham nas manobras. Todos eles utilizam a pista para a prática do skate. A mãe Celina Oliveira confessa que está aprendendo a andar também, mas costuma ir apenas para acompanhar a família.

Maria Cecília: “Venho aqui quase todos os dias andar de skate”

“A gente sempre vem para cá. Eles vêm treinar e vem uma galera do skate que está sempre fortalecendo o movimento. A gente sempre vem prestigiar também, quando tem evento e trazer a galera para andar, praticar esporte e se divertir. Estamos aqui quase todos os dias”, conta a artista circense.

Ela que se mudou para cidade há cerca de 2 anos, comenta sobre a importância desses espaços públicos na rotina. “Vejo esses espaços públicos como uma coisa muito boa e acho que sempre tem que se criar mais, para as pessoas participarem, caminharem, levarem as crianças, praticarem esportes. Isso é muito importante para o desenvolvimento de qualquer cidade e dos seus cidadãos”, completa. (Ascom/PMM)

Comentários